Domingo, 9 de Março de 2008

MESTRES DO EXTREMO ORIENTE

.
.



Há tanta coisa que anda sendo impressa no momento a respeito dos assuntos espirituais e é tamanho o despertar e a busca da verdade relativa aos grandes mestres do mundo, que sou levado a colocar diante dos leitores minha experiência com os Mestres do Extremo Oriente.

Neste livro não tenciono fazer exposição de um novo culto ou religião; limito-me a compendiar minha experiência com os Mestres, em que intento mostrar as grandes verdades fundamentais dos seus ensinamentos.

Esses Mestres estão espalhados por um vasto território e, visto que nossa pesquisa metafísica abrangeu uma extensa porção da Índia, do Tibet, da China e da Pérsia, não fiz tentativa alguma para autenticar essas experiências.

Havia onze homens treinados, prática e cientificamente, em nosso grupo. A maior parte de nossas vidas fora gasta em trabalhos de pesquisa. Acostumados a não aceitar coisa alguma que não tivesse sido plenamente verificada, nunca pressupúnhamos nada. Saímos totalmente céticos e regressamos completamente convencidos e convertidos, de tal modo que três dos nossos voltaram para lá, resolvidos a ficar até serem capazes de realizar as obras e viver a vida que os Mestres vivem hoje.

Os que tão grandemente nos assistiram no nosso trabalho pediram que seus nomes fossem omitidos no caso de publicarmos as notas relativas à expedição. Não relatarei nada além dos fatos tais como aconteceram, usando, sempre que possível, as próprias palavras e expressões das pessoas que conheci e com as quais mantive contato diário durante a expedição.

Uma das condições do acordo que celebramos antes de encetar o trabalho foi que deveríamos, por princípio, aceitar como fatos tudo o que testemunhássemos, e não exigir explicações enquanto não tivéssemos iniciado o trabalho para valer, tomado suas lições, vivido e observado suas vidas cotidianas. Cumpria-nos acompanhar os Mestres, viver-lhes a vida e decidir por nós mesmos. Tínhamos liberdade para estar com eles quando quiséssemos, fazer as perguntas que desejássemos, utilizar nossas próprias deduções para obter resultados e, finalmente, aceitar o que víamos como fato ou fraude. Não foi feito nenhum esforço, em momento algum, para influir sobre o nosso julgamento. Eles queriam que tivéssemos cabalmente convencidos antes de dar crédito ao que víssemos ou ouvíssemos. Por conseguinte, colocarei estes acontecimentos diante dos leitores e lhes pedirei que os aceitem ou rejeitem como lhes aprouver.

Já estávamos na Índia há cerca de dois anos, realizando um trabalho rotineiro e comum de pesquisa, quando travei relações com o Mestre conhecido nestes escritos como Emil. Enquanto eu caminhava por uma rua na cidade em que estávamos na ocasião, minha atenção foi atraída por uma multidão. Vi que o centro de interesse era um mágico de rua, ou faquir, figura comuníssima nesse país. Enquanto eu estava ali parado, observei ao meu lado um homem de certa idade, que não era da mesma casta dos que o rodeavam. Ele olhou para mim e indagou se fazia muito tempo que eu estava na Índia. Repliquei: “Uns dois anos, mais ou menos”. Ele voltou a perguntar: “O senhor é inglês?” Respondi: “Americano.”






Fiquei surpreso e muitíssimo interessado por encontrar alguém que falasse inglês. Perguntei-lhe o que achava do espetáculo que se desenrolava diante de nós. E ele respondeu-me:
“É uma ocorrência comum na Índia. Essas pessoas são os faquires, mágicos e hipnotizadores. São tudo o que o nome quer dizer; mas, debaixo de tudo, existe um sentido espiritual mais profundo, que poucos discernem e do qual, algum dia, sairá alguma coisa boa. Trata-se apenas da sombra daquilo de que brotou. Já causou uma infinidade de comentários, e esses comentários sobre o assunto parecem nunca ter atinado com o verdadeiro significado, pois há, sem dúvida, uma verdade debaixo de tudo isso”.

A essa altura nos despedimos um do outro e no correr dos quatro meses seguintes só o vi ocasionalmente. Nossa expedição teve de enfrentar um problema que nos deu muito trabalho. No meio de nossas preocupações, voltei a encontrar-me com Emil. Ele me perguntou imediatamente o que me estava apoquentando e pôs-se a falar acerca do nosso problema.

Admirei-me disso, pois tinha a impressão de que ninguém do nosso grupo fizera menção do caso, fora do nosso pequeno círculo. Sua familiaridade com a situação era tamanha que ele estava a par de todo o assunto. Emil explicou que, tendo certa notícia a respeito do caso, tentaria ajudar.
Dali a um ou dois dias, o caso foi deslindado, deixando-nos sem nenhum problema. Ficamos admirados, mas como tivéssemos outras coisas com que nos ocupar, logo nos esquecemos do fato.

À medida que outros problemas começaram a surgir, tomou-se um hábito meu conversar sobre eles com Emil. Parecia-me que assim que eu discutia com ele meus problemas, estes deixavam de existir.

Meus companheiros tinham conhecido Emil e conversado com ele, mas eu lhes dissera pouca coisa a seu respeito. Por esse tempo, eu já lera alguns livros escolhidos por Emil sobre o saber hindu, e estava plenamente convencido de que ele era um dos adeptos. Minha curiosidade fora vivamente desperta e eu estava ficando cada dia mais interessado.

Num domingo à tarde, Emil e eu caminhávamos por um prado quando ele me chamou a atenção para uma pomba que voava em círculos por cima de nós e observei que a ave estava à sua procura. Emil se quedou perfeitamente imóvel e, dali a poucos momentos, a pomba pousou-lhe no braço estendido. Ele disse que o pássaro trazia uma mensagem de seu irmão no Norte, que se verificou ser um companheiro de trabalho que não lograra dominar o modo de comunicar-se diretamente, de sorte que se valera desse meio. Descobrimos mais tarde que os Mestres são capazes de comunicar-se entre eles instantaneamente pela transferência de pensamento ou, como lhe chamam, por uma força muito mais sutil do que a eletricidade ou o rádio.

Pus-me, então, a fazer perguntas, e Emil se mostrou capaz de chamar os pássaros a si e dirigir-lhes o vôo enquanto estavam no ar; mostrou que as flores e árvores acenavam para ele; que os animais selvagens o buscavam sem medo. Separou dois chacais que brigavam sobre o corpo de um animal menor, morto por eles, e do qual se alimentavam. Quando ele se avizinhou, pararam de brigar e puseram a cabeça em suas mãos estendidas, num movimento de perfeita confiança, e voltaram a comer sossegados. Ele até me deu uma daquelas jovens criaturas do mato para que eu a segurasse na mão. Em seguida, disse-me: “Não é o eu mortal, o eu que o senhor vê, que faz essas coisas. É um eu mais verdadeiro, mais profundo, que o senhor conhece como Deus, Deus dentro de mim, Deus Onipotente”, que trabalha através de mim e faz essas coisas. De mim, do eu mortal, não posso fazer nada. Somente quando me livro inteiramente do exterior e permito ao verdadeiro, ao EU SOU, falar e agir, e deixo o grande Amor de Deus aparecer é que posso fazer as coisas que o senhor viu. Quando deixamos o Amor de Deus derramar-se através de nós para todas as coisas, nada nos atemoriza e nenhum mal pode suceder-nos.”

Todos os dias, durante esse tempo, estudei com Emil. Ele aparecia de repente em meu quarto, ainda que eu tivesse tido o cuidado de fechar o quarto a chave antes de reco­lher-me. A princípio, o aparecimento dele a seu bel-prazer me perturbava, mas logo percebi que ele pressupunha a minha compreensão. Acabei me acostumando com os seus mo­dos e passei a deixar minha porta aberta para que ele pudesse entrar e sair quando quisesse. Essa confiança pareceu agradar-lhe. Eu não podia entender todos os seus ensinamentos, não podia aceitá-los em sua inteireza, e tampouco podia, apesar de tudo o que vi enquanto estive no Oriente, aceitá-los plenamente naquela ocasião. Foram precisos anos de medita­cão para trazer-me o entendimento do profundo significado espiritual da vida dessas pessoas.

A obra deles é levada a cabo sem ostentação e com uma perfeita simplicidade infantil. Eles conhecem o poder do amor para protegê-los e cultivam-no até que toda a natureza se apaixone por eles e os proteja. Milhares de pessoas comuns são mortas todos os anos por cobras e animais selvagens e, no entanto, esses Mestres produziram de tal forma o poder do amor em si mesmos que as cobras e os animais selvagens não lhes fazem mal. Eles vivem, em certas ocasiões, nas matas mais fechadas e, às vezes, deitam seus corpos defronte de uma aldeia a fim de protegê-la contra as devastações de animais ferozes, e nenhum dano acontece à aldeia nem a eles. Quando a ocasião o exige, caminham sobre a água, passam pelo fogo, viajam no invisível e fazem muitas outras coisas que nos habituamos a considerar como milagres, praticados apenas por quem julgamos detentores de poderes sobrenaturais.




Existe notável semelhança entre a vida e ensinamentos de Jesus de Nazaré e a vida e ensinamentos desses Mestres, exemplificados em sua vida de todos os dias. Julgou-se impossível ao homem tirar o seu suprimento diário diretamente do Universal, a fim de suplantar a morte e realizar os vários milagres que Jesus praticou enquanto esteve na terra. Os Mestres provam que todos esses milagres são o seu cotidiano. Eles vão buscar direta­mente no Universal tudo o que precisam para suas necessidades diárias, incluindo alimentos, comida, roupas e dinheiro. Eles suplantaram de tal modo a morte que muitos deles, agora vivos, têm mais de quinhentos anos de idade, como ficou provado conclusivamente pelos seus registros. Existem relativamente poucos Mestres na Índia, tendo-se a impressão de que outros cultos parecem simples ramificações dos seus ensinamentos. Eles compreendem que o seu número é limitado e que apenas uns poucos homens cultos podem chegar a eles. No mundo espiritual, contudo, alcançam números quase ilimitados e parece ser a maior obra de suas vidas chegar ao mundo espiritual e ajudar todos os que se mostram receptivos aos seus ensinamentos.

Os ensinamentos de Emil assentaram as bases do trabalho que haveríamos de assumir anos depois na nossa terceira expedição àqueles países, tempo esse durante o qual vivemos continuamente com os Mestres durante três anos e meio, viajamos com eles e observamos a vida e o trabalho diário deles por todo o Extremo Oriente.


Do livro: "Vida e Ensinamentos dos Mestres do Extremo Oriente" de Baird T. Spalding






http://en.wikipedia.org/wiki/Baird_Thomas_Spalding
http://evolutionopensource.blogspot.com/
http://www.devorss.com/spalding.htm
http://www.algonet.se/~hermesat/baird.htm

Mais em:
.
</a>Baird T. Spalding
publicado por conspiratio às 23:15
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
5 comentários:
De Rosa a 4 de Agosto de 2008 às 16:17
Hola, Celia!
O livro de Baird T. Spalding é um dos mais significativos da minha vida e gostaria de compartir ideias com pessoas que, como eu, acreditam nos mestres.
De Célia H Barcellos a 4 de Agosto de 2008 às 17:26
Olá Rosa! Legal! Existe ainda um outro post, mais recente, a respeito de outra edição dessa mesma obra.

Abraços
De Rosa a 5 de Agosto de 2008 às 14:33
e onde posso encontrá-lo?
Este blog está muito legal.
Parabéns!
De Tio Patinhas a 18 de Janeiro de 2011 às 13:11
ola pessoal, meu nome é Nelson, estou caçando o livro -vida e ensinamentos dos grandes mestres do oriente- de Baird T. Spalding mas nao encontro. alguem tem alguma dica?

vlw pessoal
De Célia Barcellos a 18 de Janeiro de 2011 às 20:04
Oi Nelson,

Existem muitas ofertas do livro na Internet. Acho que o mais prático é procurar na Estante Virtual:

http://www.estantevirtual.com.br/qau/baird-t-spalding

Qualquer coisa me fale.

Abs,
Célia

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CAUSAS DO CAOS BRASILEIRO...

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. UM POUCO SOBRE ABDUÇÃO E ...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. BLOSSOM GOODCHILD E A NAV...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. CONTRA A CAMPANHA CONTRA ...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. VOAR É COM OS PÁSSAROS?

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. AGENDAS DE DOMINAÇÃO GLOB...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. 3 elites globalistas(6)

. a corporação(9)

. acobertamento(13)

. agenda illuminati(13)

. alex jones(8)

. amor(20)

. animais(29)

. arqueologia proibida(4)

. atenção(7)

. auto-realização(33)

. autoritarismo(7)

. bancos terroristas(8)

. benjamin fulford(5)

. bíblia(7)

. big pharma(12)

. bilderberg(8)

. budismo(24)

. calar a democracia(5)

. censura da internet(15)

. cérebro(22)

. codex alimentarius(15)

. comunismo(13)

. concentração(14)

. consciência(7)

. conspiração(94)

. conspiração antidemocrática(6)

. conspiração financeira(11)

. controle da informação(17)

. controle da internet(22)

. cura(25)

. daskalos(7)

. david icke(9)

. denúncia(10)

. depopulação(6)

. despopulação(8)

. deus(10)

. ditadura(14)

. ditadura através da mentira(6)

. ditadura através da saúde(11)

. documentários ufológicos(7)

. ecologia(35)

. educação(7)

. ego(25)

. engenharia social(9)

. ensonhar(11)

. eqm (experiência de quase-morte)(12)

. extraterrestre interferência(11)

. filosofia(6)

. globalistas(5)

. goldsmith(8)

. google(9)

. governo oculto(31)

. gripe suína(8)

. história(17)

. história da nom(5)

. illuminati(54)

. integração(9)

. internautas conheçam seu poder(6)

. internet censura(11)

. intraterrestres(8)

. jesus(8)

. krishnamurti(13)

. lei cala-boca da internet(5)

. liberdade(8)

. livre-arbítrio(6)

. manipulação da informação(13)

. manipulação da mente(8)

. manipulação das massas(8)

. medicina natural(10)

. mentecorpo(5)

. microchip(7)

. milton cooper(7)

. monsanto(6)

. movimento revolucionário(9)

. neurociência(20)

. nom(43)

. nova ordem mundial(83)

. obama(7)

. olavo de carvalho(31)

. poder da internet(5)

. poder da mente(97)

. poder das farmacêuticas(5)

. política(16)

. predadores da humanidade(16)

. problema-reação-soluçao p-r-s(7)

. profecias(9)

. project camelot(11)

. psicanálise(5)

. pt(9)

. rauni kilde(6)

. realidade(7)

. rockefeller(7)

. saúde(19)

. sonho lúcido(22)

. totalitarismo(9)

. totalitarismo global(9)

. ufo(46)

. universo(16)

. vida(31)

. xamanismo(15)

. todas as tags

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.links

.links

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO