Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

ACTA - ACORDO PARA CONTROLAR TUDO, INTERNET, SEMENTES, REMÉDIOS, ETC - PETIÇÕES



"Caso você, leitor, seja contra essa medida, existe uma petição no site da Anti-ACTA, onde estão acumulando assinaturas dos internautas que não concordam com essas medidas. A petição pode ser acessada pelo site, ou também pelo link "

http://www.stopp-acta.info/english/get+involved/petition/petition.html

http://www.avaaz.org/po/eu_save_the_internet/?cl=1537233388&v=12277




Say no to ACTA diga não a ACTA - LEGENDADO

http://www.youtube.com/watch?v=ZSFWn89SiIg

acta anti-counterfeiting trade agreement

ACTA: evite-a, ou perca sua privacidade na internet

http://www.gamevicio.com/i/noticias/111/111022-acta-evite-a-ou-perca-sua-privacidade-na-internet/index.html

por VitorTerminator, fonte Faunaurbana,
data 23 Jan (1 semana atrás) editar remover


A ACTA (Anti-Counterfeiting Trade Agreement, ou Acordo Anti-Pirataria Comercial) é um acordo que está proposto desde Outubro de 2007, cujo objetivo principal é o de reforçar as leis de propriedade intelectual sobre diversos produtos em nível internacional, entre eles artigos falsificados, downloads adquiridos via internet e medicamentos genéricos, além de englobar a censura na Web. Até o momento, esse acordo irá afetar os Estados Unidos, União Européia, Japão, Coréia do Sul, Canadá, Austrália, Suíça, México, Nova Zelândia, Singapura, e Marrocos. O acordo ainda não incluiu o Brasil ou qualquer país pertencente à América do Sul, mas o tratado prevê futuras adesões caso o projeto gere resultados satisfatórios, podendo ser promovido para lei mundial caso isso aconteça.


imagem


Analisemos. Por ser um tratado multinacional, isso significa que terá prioridade sobre as leis territoriais de cada nação. Vamos focar onde diz sobre "downloads adquiridos via internet" e "censura na Web", que é a parte onde mais se encontram citações estranhas ou mal explicadas sobre o assunto, como por exemplo novas definições de uso legal para os direitos do consumidor, e também remover qualquer limitação local sobre o conceito de propriedade intelectual para redefinir de acordo com as diretrizes da ACTA.

Caso ainda não tenha ficado esclarecido o suficiente: todo e qualquer programa que não tenha sido desenvolvido por você mesmo será elevado a status de mercadoria, assim como bens materiais, a um nível tão absurdo que você precisará de mais meios para provar que você os adquiriu do que precisaria para uma televisão ou um carro. A propriedade virtual será mais absoluta do que muita gente gostaria que fosse. Além disso, o projeto visa punições mais severas (e desnecessárias, diga-se de passagem) para qualquer infrator das regras que serão impostas por ela. Ou seja, você pode ser preso em flagrante simplesmente por estar ouvindo uma música baixada da internet, sem direito a julgamento. Ter um IPod cheio de música pela qual você não pagou pode até acarretar numa pena maior do que ser flagrado portando drogas?
imagem


Aliás, caso a ACTA entre em vigor, melhor vocês venderem seus IPod e IPads, deletar sua pasta de MP3, dar fim a todos seus CDs regraváveis, aos torrents, aos seus animes baixados, seu álbum de desenhos dos artistas que você admira, apagar todo e qualquer programa que você não tenha o CD de instalação, e deixar todas suas notas fiscais de compra de software na carteira para poder comprovar a cada aeroporto e viagem interestadual a propriedade de tudo o que você planeja levar nos seus laptops. Sim, se ainda não ficou explícito, ninguém terá mais direito a nada do que acabei de citar. E o simples fato de tê-los nos seus periféricos será o suficiente para que as autoridades possam confiscá-los, sem direito a apelação, alegado por Porte Ilegal de Produto Não-Tarifado.
imagem




Caso você, leitor, seja contra essa medida, existe uma petição no site da Anti-ACTA, onde estão acumulando assinaturas dos internautas que não concordam com essas medidas. A petição pode ser acessada pelo site, ou também pelo link http://www.stopp-acta.info/english/get+involved/petition/petition.html

por VitorTerminator, fonte: Faunaurbana



22 países da UE já assinaram o ACTA

22 países da União Europeia, incluindo Portugal, assinaram esta quinta-feira o ACTA (Anti-Counterfeiting Trade Agreement ou Acordo Comercial Anti-contrafacção, em português). Na Polónia, as pessoas saíram à rua para protestar a adesão.

O ACTA, um acordo que já anda a ser negociado mundialmente desde 2007 e poderá afectar a liberdade de expressão na Web, foi assinado hoje em Tóquio e levou milhares para as ruas da Polónia, em protesto contra a decisão. Também online já se começaram a ver as primeiras reacções, com os websites do Governo polaco a serem atacados por hackers. O acordo foi assinado, também, por Portugal e países como França e Itália, mas não há, até à data, registo de outros protestos significativos.

 As redes sociais não ficaram indiferentes às novidades e a agitação já invadiu o Facebook. A maiorparte dos grupos e páginas que se encontram numa pesquisa básica à maior rede social do planeta é, ainda assim, de origem polaca, e muitos já existem há alguns meses. Destaque para a página "Anti ACTA", que já tem mais de 25 mil fãs.  No Twitter, a hashtag que está a ser utilizada para protestar contra a assinatura é #ActAgainstACTA.

O ACTA tem como principal objectivo uniformizar as medidas de combate às violações das leis de propriedade intelectual a nível mundial. A medida não afectará só a pirataria online, pois seria aplicada a todas as áreas, impedindo, por exemplo, a venda de produtos falsificados.

 Outros países já assinaram o acordo anteriormente, incluindo os EUA, Canadá e Japão, que o fizeram em Outubro de 2011. Apesar de já existir há alguns anos, o acordo voltou à baila devido às novas assinaturas e muito por "culpa" do mediatismo da SOPA e PIPA norte-americanas. O acordo, no entanto, é defendido por muitos detentores de direitos de autor, claro está. Quem critica aponta, sobretudo, o secretismo que envolve o acordo e o facto de ter avançado pelos sistemas legais de diversos países muito rapidamente, "disfarçado" de um acordo de troca comercial, quando na realidade tem mais a ver com direitos de autor. 

Os únicos países europeus que ainda não assinaram o ACTA foram a Eslováquia, a Alemanha, o Chipre, a Holanda e a Estónia, mas está previsto que o façam muito brevemente. O Parlamento Europeu, mesmo assim, ainda não aprovou o acordo, que deverá ser discutido em Maio e votado em Junho.

Com o intuito de impedir que tal aprovação seja conseguida, um grupo designado de "La Quadrature du Net" está a incentivar os europeus para a "luta". Num comunicado que pode ser lido na Internet, o grupo diz que, "depois dos protestos online de há uns dias contra a SOPA e a PIPA", a cerimónia de hoje do ACTA é "o sinal de que a democracia está a ser contornada para impor políticas que afectam a liberdade de comunicação e inovação a nível mundial". O grupo deixa, ainda, no seu website (a que é, neste momento, muito difícil de aceder) uma lista de passos que os europeus podem seguir se quiserem protestar contra o acordo.


http://www.jn.pt/blogs/nosnarede/archive/2012/01/26/22-pa-237-ses-da-ue-j-225-assinaram-a-acta.aspx

Acordo Comercial Anticontrafação

O Acordo Comercial Anticontrafação (ACTA, em inglês Anti-Counterfeiting Trade Agreement) é um tratado comercial internacional que está sendo negociado, com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para o cumprimento da legislação de propriedade intelectual, entre os países participantes. De acordo com seus proponentes, como resposta "ao aumento da circulação global de bens falsificados e da pirataria de obras protegidas por direitos autorais"[1].
O tratado aparenta ser um complemento a um tratado anterior sobre propriedade intelectual, Acordo TRIPs, que foi severamente criticado por "defender" o domínio cultural e tecnológico dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos.
As negociações se iniciaram em outubro de 2007 entre a Estados Unidos, o Japão, a Suíça e a União Europeia, tendo sido depois integradas por Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Jordânia, Marrocos, México, Nova Zelândia e Singapura.
O tratado é bastante criticado pelo fato das negociações ocorrerem entre uma minoria e de forma sigilosa. E também pela existência de indícios, como os documentos vazados para o Wikileaks[2] [3] [4] [5], de que o acordo planeja beneficiar grandes corporações com o prejuízo dos direitos civis de privacidade e liberdade de expressão do resto da sociedade

Enquanto as negociações são secretas, um grande número de corporações fazem parte dos comités consultivos do Gabinete do Representante Comercial dos Estados Unidos e possuem acesso a documentos confidenciais.[6][7] Estes incluem The Gorlin Group, Time Warner, Merck & Co, Entertainment Software Association, CropLife America, Monsanto Company, Recording Industry Association of America, IBM Corporation, Intellectual Property Owners Association, Motion Picture Association of America, Association of American Publishers, General Motors Corporation, Generic Pharmaceutical Association, Abbott Laboratories, DuPont, Johnson & Johnson, FMC Corporation, The Dow Chemical Company, Pfizer, eBay, Oracle Corporation, Sun Microsystems, The Procter & Gamble Company, Verizon Communications, Intel Corporation and Independent Film & Television Alliance.

Leis e tratados relacionados

 Organizações relacionadas

 Tópicos relacionados

Referêcias

Ligações externas

Obtida de "http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Acordo_Comercial_Anticontrafa%C3%A7%C3%A3o&oldid=28528362"

Petição acusa ACTA de ameaçar interesse público

http://www.computerworld.com.pt/2010/06/24/peticao-acusa-acta-de-ameacar-interesse-publico/

Cerca de 650 pessoas, incluindo 11 membros do Parlamento Europeu e 90 professores de propriedade intelectual (PI), subscreveram um documento em que denunciam que o acordo em negociação entre os Estados Unidos e 36 outros países “ameaça numerosos interesses públicos”.
O documento, divulgado pelo Program on Information Justice and Intellectual Property da American University na passada quarta-feira, levanta uma série de preocupações acerca do tratado ACTA (Anti-Counterfeiting Trade Agreement), que foi negociado em segredo durante mais de dois anos antes de os países envolvidos terem sido finalmente obrigados a revelar o seu conteúdo em Abril passado.
“O ACTA é o resultado previsivelmente deficiente de um processo profundamente errado”, pode ler-se no documento da American University. “O que começou por ser uma proposta relativamente simples de coordenação das autoridades alfandegárias transformou-se rapidamente numa regulação indiscriminada e complexa da propriedade intelectual internacional e da própria Internet, com graves consequências para a economia global e para a capacidade de os governos promoverem e protegerem os interesses públicos”, acrescenta o documento.
Na opinião dos signatários da petição, o ACTA, que prevê a assinatura de um tratado internacional de imposição de leis sobre a propriedade intelectual, infringe liberdades individuais e levará à realização de cada vez mais buscas transfronteiriças por materiais contrafeitos e pirateados.
O documento agora assinado apela aos países que fazem parte das negociações do ACTA que abram a discussão a outras partes interessadas que não pertençam ao governo de cada nação. “Qualquer acordo desta abrangência e gravidade deve basear-se num processo consultivo mais alargado e público, que seja possível de consultar e acompanhar durante toda a discussão”, diz a petição, para cujos autores “o actual texto não preenche estes requisitos”.
Sean Flynn, director-adjunto do programa IP da American University, acredita que as negociações têm que ser mais transparentes, até porque, mesmo tendo o texto do ACTA sido revelado em Abril, o governo dos EUA ainda não fez qualquer consulta pública sobre o tratado. “A grande correcção que tem que ser feita é na forma como o processo está a decorrer. Este é o tipo de acordo que necessita de ser negociado em público e não em privado”, sustenta Sean Flynn.
Na opinião deste especialista em propriedade intelectual, as partes envolvidas “deveriam constantemente divulgar as actualizações que forem feitas ao texto e convidar o público a dar o seu contributo”.
As autoridades norte-americanas têm vindo a defender o ACTA, argumentando que ajudará a prevenir o roubo de propriedade intelectual a empresas e criadores do país. “Estamos no centro de uma epidemia mundial de pirataria”, afirmou Steven Tepp, conselheiro sénior para a política e assuntos internacionais do U.S. Copyright Office, durante um fórum dedicado ao ACTA que se realizou em Maio último. Na sua opinião, “um problema global necessita de uma solução global”.
O ACTA prevê que os executivos de empresas que violem as leis de direitos de autor estejam sujeitos ao pagamento de multas ou até mesmo a pena de prisão. Cada país que assinar o ACTA é obrigado a “adoptar e manter medidas apropriadas” de inspecção de encomendas e contentores suspeitos de conter bens contrafeitos ou pirateados. Os organizadores da petição agora apresentada conseguiram recolher 650 assinaturas em apenas 24 horas, segundo conta Sean Flynn. O documento resultou de uma reunião realizada pelo programa acerca do ACTA na passada semana, em que professores de propriedade intelectual e outras partes interessadas examinaram cuidadosamente o texto do ACTA e expuseram as suas preocupações.
O objectivo é agora entregar a petição às partes envolvidas na negociação do ACTA na Suíça, na próxima semana.
Entre os grupos que assinaram a petição da American University estão a Electronic Frontier Foundation, Freedom Against Censorship Thailand, International Association of IT Lawyers, Internet Industry Association of Australia, The African Commons Project, Pirate Parties International, Public Citizen, Public Knowledge e Korean Pharmacists for a Democratic Society.
Os membros do Parlamento Europeu que assinaram o documento pertencem todos ao partido Os Verdes.
Tags: ,

__________________________________

 veja também CODEX ALIMENTARIUS

http://www.youtube.com/watch?v=L128bzYvfdE
 
 
 
__________________________________
 


Controle Mundial das Sementes e da Alimentação pela Nova Ordem Mundial

https://www.youtube.com/watch?v=3FWRXGNOER8

 




 

publicado por conspiratio às 12:01
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CAUSAS DO CAOS BRASILEIRO...

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. UM POUCO SOBRE ABDUÇÃO E ...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. BLOSSOM GOODCHILD E A NAV...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. CONTRA A CAMPANHA CONTRA ...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. VOAR É COM OS PÁSSAROS?

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. AGENDAS DE DOMINAÇÃO GLOB...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. 3 elites globalistas(6)

. a corporação(9)

. acobertamento(13)

. agenda illuminati(13)

. alex jones(8)

. amor(20)

. animais(29)

. arqueologia proibida(4)

. atenção(7)

. auto-realização(33)

. autoritarismo(7)

. bancos terroristas(8)

. benjamin fulford(5)

. bíblia(7)

. big pharma(12)

. bilderberg(8)

. budismo(24)

. calar a democracia(5)

. censura da internet(15)

. cérebro(22)

. codex alimentarius(15)

. comunismo(13)

. concentração(14)

. consciência(7)

. conspiração(94)

. conspiração antidemocrática(6)

. conspiração financeira(11)

. controle da informação(17)

. controle da internet(22)

. cura(25)

. daskalos(7)

. david icke(9)

. denúncia(10)

. depopulação(6)

. despopulação(8)

. deus(10)

. ditadura(14)

. ditadura através da mentira(6)

. ditadura através da saúde(11)

. documentários ufológicos(7)

. ecologia(35)

. educação(7)

. ego(25)

. engenharia social(9)

. ensonhar(11)

. eqm (experiência de quase-morte)(12)

. extraterrestre interferência(11)

. filosofia(6)

. globalistas(5)

. goldsmith(8)

. google(9)

. governo oculto(31)

. gripe suína(8)

. história(17)

. história da nom(5)

. illuminati(54)

. integração(9)

. internautas conheçam seu poder(6)

. internet censura(11)

. intraterrestres(8)

. jesus(8)

. krishnamurti(13)

. lei cala-boca da internet(5)

. liberdade(8)

. livre-arbítrio(6)

. manipulação da informação(13)

. manipulação da mente(8)

. manipulação das massas(8)

. medicina natural(10)

. mentecorpo(5)

. microchip(7)

. milton cooper(7)

. monsanto(6)

. movimento revolucionário(9)

. neurociência(20)

. nom(43)

. nova ordem mundial(83)

. obama(7)

. olavo de carvalho(31)

. poder da internet(5)

. poder da mente(97)

. poder das farmacêuticas(5)

. política(16)

. predadores da humanidade(16)

. problema-reação-soluçao p-r-s(7)

. profecias(9)

. project camelot(11)

. psicanálise(5)

. pt(9)

. rauni kilde(6)

. realidade(7)

. rockefeller(7)

. saúde(19)

. sonho lúcido(22)

. totalitarismo(9)

. totalitarismo global(9)

. ufo(46)

. universo(16)

. vida(31)

. xamanismo(15)

. todas as tags

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.links

.links

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO