Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

EXERCÍCIO E LONGEVIDADE

.
.
Bob Delmonteque

MITICO NAKATANI
Sarada aos 72 anos de idade pela corrida
08/07/04

"Comecei a me sentir mal com 54 anos e fiquei doente até os 57. Sentia cansaço, dores, falta de ar e problemas de respiração. Tinha de pingar o soro no nariz para acordar, para dormir, para tudo. Fui a cinco médicos, e ninguém descobria o que eu tinha. Acho que era depressão, mas antigamente não chamavam assim. No princípio achei que fosse dengue, mas o médico disse que era um problema de coluna. Fiquei um ano tratando a coluna. Aí fiz tratamento para gastrite.

Depois fui ao especialista em fígado, mas não melhorava. Sentia enjôo, cansaço e sempre queria deitar-me. Tinha ainda mais problemas, precisava ser operada das hemorróidas e das amígdalas, pois sempre estava gripada. Mas pensei: "Do jeito que estou fraca, se for operada, já morro de uma vez".

Fui ao posto de saúde, onde a médica era boa e descobriu que o problema era intoxicação por remédio. Ela me mandou parar toda a medicação. Melhorei, graças a Deus. A médica dizia que eu tinha de tomar o sol da manhã. Então comecei a caminhar.

Quando você não está bem, não quer fazer nada. Mas ela mandou tomar um suquinho antes da caminhada, e aquilo foi muito gostoso. Só que caminhar é muito monótono e pensei: "Acho que correr anima mais". Então comecei a correr, fiquei mais forte e saudável.

Comecei sozinha para ter certeza de que conseguiria. Depois, achei que estava bom e entrei no clube japonês para correr com a turma. Era sempre a última na saída e na chegada. Todo mundo ria: "Você não tem jeito para correr". Mas pensava que um dia eu conseguiria. E consegui.
Corria na pista com a turma, mas aquilo não era nada para mim e comecei a correr na rua, na rodovia dos Imigrantes. No começo, fazia 1 km por dia. Hoje, o treino é de 5 km a 10 km durante a semana. Aos sábados, faço um percurso em subida na USP de 10 km, mais 6 km em terreno plano.

Senti totalmente as mudanças no corpo. Antes, eu me alimentava mal porque não tinha vontade de comer. Se você não está bem, não consegue se alimentar. Comia só a metade de um pão francês -com sacrifício- porque era obrigada. Isso é que foi me prejudicando. Tinha médico que dizia que eu não podia comer arroz também. Então, comia só a papa do arroz e aquilo não me sustentava.Então, saindo, andando e correndo, sentia mais fome e comia muito bem. Comecei a comer o pão francês inteiro, bananas, laranjas, tudo. Agora como demais.

Enquanto estava doente, pesava 34 kg e não aumentava o peso. Quando era solteira, era gordinha, gordinha. Pesava mais de 50 kg. Naquela época, nunca pensei em correr. Não tem a gincana japonesa? Mas eu falava: "Não gosto de correr porque, em vez de correr, eu mais caio".
Hoje estou com 41 kg [1,38 m de altura]. Para a maratona de Paris, em abril de 2004, eu pesei 40 kg. Depois da maratona, você fica um mês parada e já engorda. O técnico não me deixa correr depois da competição. Mas todo dia faço uma caminhada ou um pouquinho de corrida. Agora, preciso tirar esse quilo que está sobrando.

A principal modificação que senti em meu corpo foi a força dos pés. Eu sentia muita fraqueza. Por isso eu tropeçava e caía muito. Mas, como o técnico indicou musculação, fortaleci os pés e não caí mais. Ele me mandou fazer hidro, natação e musculação. Já estou me sentindo bem melhor. Estou em forma.

A natação relaxa o corpo, por isso ela é gostosa. Você esquece aquele cansaço que teve na corrida. A hidro é ainda mais gostosa porque tem a água aquecida.Hoje eu me sinto outra, totalmente diferente e disposta para tudo. Se alguém me pede alguma coisa, posso estar cansada, mas ajudo. Não precisei ser operada e nem sei mais se tenho amidalite, porque não pego gripe. Corro na chuva ou no sol.

A relação com a minha família também mudou. Meu marido quer saber como foi meu dia. Meus filhos perguntam se corri bem, se não me machuquei. Ficou mais unida a família, e me perguntam: "Será que eu consigo?". E eu digo: "Treinando, vocês vão conseguir".
http://runforlifenews.blogspot.com/2008/05/longevidade-e-competitividade-mitico.html

Minha maior conquista com a corrida foi minha saúde. Por isso falo para todo mundo: "A melhor coisa é não ficar parada. Alguma coisa você tem de fazer, correr ou andar". Meu sonho agora é correr até os 80 anos e meu próximo desafio é a maratona de Barcelona [Espanha], em agosto de 2005. Se eu puder, continuo. Os médicos dizem que não é bom eu correr, mas, para mim, é o contrário. Eu estou melhorando cada vez mais."

Depoimento dado à Maria Fernanda Gonçalves, free-lance para a Folha

Mitico Nakatani em 2008:
Longevidade e competitividade é Mitico Nakatani aos 76 anos






***


Como ultrapassar os 100 anos
(c) Dr. Alessandro Loiola


Em polonês, "STO LAT" é uma forma de cumprimento bastante comum e significa "que você viva cem anos! ".
Desejar vida longa e próspera a alguém é uma das saudações mais bonitas que você pode fazer. Em teoria, quanto mais vivemos, maiores serão nossas chances de sucesso e felicidade.


Calcula-se que uma de cada 50 mulheres e um de cada 200 homens vivos hoje chegarão ao centenário. E os cientistas dizem que é apenas o começo, pois temos potencial biológico para viver ainda mais, até os 130-150 anos de idade.
Então qual será o segredo? Como fazer parte desta estatística e comemorar um supercentenário sendo capaz de amarrar os próprios cadarços (se é que irão existir cadarços até lá)?


Inúmeros centros de pesquisa em todo o Mundo vêm se debruçando sobre o assunto, com algumas conclusões em comum.


Dentre várias, selecionei 05 medidas essenciais para você envelhecer com saúde:


1º - RESPEITE SEU ESTÔMAGO
O ditado "o peixe morre pela boca" também pode ser aplicado aos mamíferos. O alimento é o combustível do corpo. Cuide bem do seu motor, e ele lhe garantirá uma viagem longa e tranqüila. Por exemplo: 70% do colesterol presente no seu organismo são produzidos por você mesmo, principalmente pelo seu fígado. Seguir uma dieta capaz de reduzir os níveis de colesterol é tão importante quanto levar uma dieta pobre em gorduras. Quer outro exemplo? A qualidade da dieta influencia o risco de desenvolver vários tipos de câncer - e os tumores malignos são uma das principais causas de óbito na Terceira Idade.


2º - RESPEITE SUA HIDRATAÇÃO
Um ser humano é pouco mais que um saco plástico contendo cerca de 40 litros de líquido viscoso e 20 quilos de miúdos secos. A água corresponde a 60% do seu peso . Assim como o radiador do seu carro, você precisa manter o nível de água dentro do ideal, sob o risco de ferver e ter de interromper a viagem antes do previsto. Mas atenção: não inclua bebidas alcoólicas na lista de líquidos preferenciais para hidratação. Ao invés disso, abuse da água potável e dos sucos de frutas naturais.


3º - RESPEITE SEU CÉREBRO
Considere o cérebro como o se fosse o "músculo" mais eficiente do seu corpo. Não o deixe atrofiar por falta de exercícios! Procure estar à volta com atividades que estimulem o raciocínio, desde jogos de memória até equações de física quântica. À noite, premie o esforço dos neurônios com sono de boa qualidade.


4º - RESPEITE SEUS OSSOS
Para cada 1 hora de exercícios regulares, você adiciona 3 horas à sua vida. É uma boa troca, não? Mas nada de exageros: para subir uma escada aos 80 ou levantar-se da cadeira aos 90, você precisará de ossos flexíveis. Na Terceira Idade, um esqueleto estável é mais importante que braços definidos ou um abdome tanquinho. Respeite seus ossos fazendo alongamentos pelo menos duas vezes por semana e obedecendo aos limites de velocidade no trânsito.


5 º - PROCURE UM SENTIDO
Envelhecer significa livrar-se de alguns pesos. Filhos, contas, emprego, responsabilidades... muita coisa sai de cima dos seus ombros. Mas uma carga menor também pode significar um sentido menor para a vida. Essa é uma armadilha comum. A resposta é procurar sempre um novo lugar, uma nova perspectiva existencial. Como disse John Barrymore, "só envelhecemos de verdade quando começamos a trocar nossos sonhos por arrependimentos". Portanto: Aposentou-se? Assuma riscos diferentes, reinvente desafios, volte a estudar, compre um animal de estimação, participe de grupos de leitura, desempenhe trabalhos voluntários (que tal lecionar para crianças carentes?). Separou ou enviuvou? Viaje, faça aulas de dança, conheça pessoas e comece a namorar novamente. Certamente existem aventuras neste mundo que você gostaria de fazer e ainda não fez. Se não forem contra a Lei, faça-as imediatamente!


Então, abraços e "STO LAT"




"As rugas devem indicar apenas onde os sorrisos estiveram"! Mark Twain


***



Mais alguns exemplos de atletas longevos:



Bob Delmonteque - basta entrar em: http://www.bobdelmonteque.com/




Buster Martin




por Rodolfo Lucena

A fortuna não lhe sorriu ao longo da vida, mas hoje a fama abre os braços para ele: aos 101 anos, Buster Martin aparece em jornais do mundo todo e dá entrevistas a rádios e TVs. Virou uma espécie de garoto-propaganda da capacidade física dos anciãos. Mais velho trabalhador da Grã-Bretanha, esse lavador de carros e pai de 17 filhos se prepara para participar, no próximo domingo, de uma maratona.Com o número 32.858 no peito, Martin vai largar na tradicional maratona de Londres para percorrer 42.195 m, sabendo que pode até não completar a prova. "Vou fazer o melhor possível", disse ele à Revista, por telefone, destacando que o importante é mostrar que pessoas mais velhas podem ser ativas e participativas.E isso ele tem sido. Aposentado aos 97, não agüentou ficar sem trabalhar. Acabou conseguindo uma vaga na Pimlico Plumbers, maior empresa de encanamento de Londres, onde se encarrega de lavar as mais de cem vans da companhia. Martin é também um dos astros anciãos da banda The Zimmers, que foi tema de um documentário da BBC no ano passado, quando lançou seu single "My Generation".Mais idoso integrante do seu grupo musical, esse ex-militar e ex-garoto de recados no mercado de Brixton tornou-se, em março, o mais velho meio-maratonista do mundo ao completar, em 5h13min13s, a "Roding Valley Half Marathon". Com direito a várias paradas para uma cerveja.Entusiasmado, dedica seu esforço na maratona à arrecadação de fundos para uma instituição de caridade, a Rhys Daniels Trust. Ele é orientado por Harmander Singh, técnico do lendário Fauja Singh, recordista da prova na faixa etária de mais de 90 anos (com o excelente tempo de 5h40 na maratona de Londres de 2003). Mas o indiano começou a correr cedo, aos 89 anos, em comparação com o senhor centenário nascido na França, que só agora desperta para a corrida de longa distância.Martin treina três vezes por semana por cerca de três horas e meia. Faz alongamentos, enfrenta distâncias curtas e também treinos mais longos, além de uma sessão de boxe. E trabalha todos os dias na lavação dos furgões. Num dos intervalos de sua ativa vida, concedeu esta entrevista. Leia a seguir os principais trechos.Então o senhor vai correr a maratona de Londres...Vou tentar. E, se eu conseguir, vai ser o máximo. Eu quero ser uma fonte de inspiração, em vez de ficar sentado em uma cadeira de rodas e tudo o mais. É mais uma chance para eu mostrar às pessoas que ainda tenho muita vida em mim. Sempre fui muito ativo, tanto no meu trabalho no mercado quanto nas Forças Armadas. Quando eu decido fazer alguma coisa, em geral, eu consigo.


O senhor correu em março uma meia-maratona. Como foi?Foi ótimo, eles me deram cerveja de graça durante a prova. Eu gosto de beber e não fico bêbado. Não me chame de senhor, apenas de Buster.
Por que fazer esse esforço todo, em vez de ficar em casa, vendo TV e tomando cerveja?Porque o tédio é um assassino. Não importa se estou correndo, trabalhando ou treinando na sala de ginástica, o que quero é me manter ativo e sempre muito ocupado. Nunca gostei muito de TV, mas realmente aprecio uma ou mais cervejas por dia.


O senhor viveu vários momentos marcantes de sua cidade. Quais foram as grandes mudanças, na sua opinião?As piores mudanças em Londres são o espírito da cidade, que está menos amistosa, e o comportamento da juventude, que tem muito menos respeito. A melhor mudança é a diminuição da discriminação contra os mais velhos. Há muita gente, como a empresa em que trabalho, que respeita a geração mais antiga e a contribuição que podemos dar. Essa realmente é uma mudança muito boa, pois os mais velhos também têm muito a oferecer.


O que o seu médico diz da sua decisão de correr a maratona?Ele diz para eu ir com calma e ter sempre alguém comigo enquanto treino ou participo de corridas.


Qual é a lembrança mais querida na sua vida?
O nascimento de meu primeiro filho, em 1920.


E há alguma imagem do passado que o atormenta?Minhas experiências durante o serviço militar vão ficar comigo por toda a vida. Foi um período muito difícil, mas eu tinha muito orgulho de servir ao meu país.
Quais são os principais fatores de sua longevidade?É muito simples: o desejo de ficar sempre ativo e de aproveitar cada minuto da vida. Se eu acordo de manhã, tenho confiança de que vou viver um bom dia.


muito vivo e ativo

Buster Martin nasceu na França, em 1º de setembro de 1906, mas foi levado para a Grã-Bretanha aos três meses; órfão, viveu em um orfanato, do qual foi expulso aos dez anos, por comer demais
> Desde os 99 anos, trabalha como lavador de vans na Pimlico Plumbers. Seu primeiro emprego, logo depois de sair do orfanato, foi no mercado de Brixton, no subúrbio de Londres, como garoto de recados
Entrou nas Forças Armadas aos 15 anos e chegou a ser instrutor de educação física. Serviu na Segunda Guerra. Deu baixa em 1955. Voltou a trabalhar no mercado de Brixton, onde se aposentou aos 97 anos
É viúvo de Iriana Martin, com quem casou aos 14 anos, ficando com ela por 35 anos. O casal teve 17 filhos; o mais velho tem hoje 88 anos e o mais novo, 70


É integrante da banda de anciãos The Zimmers




'How To Live Forever'
http://www.liveforevermovie...

Buster Martin 101 'How To Live Forever'


An official excerpt from the upcoming documentary, "How To Live Forever," directed by Mark S. Wexler. For more info on the film, please go to


Jack LaLanne 'How To Live Forever'


*Gangue de adolecentes apanha de um senhor de 100 anos
http://forum.hardmob.com.br/archive/index.php/t-290130.html



http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq0409200814.htm

Stanley Shechter


*Piscina com história: Nadadores melhoram rendimento à medida que envelhecem quando técnica é aperfeiçoada com o tempo
***


Recrie seu cérebro Como? Andando, correndo, escalando, pedalando, jogando tênis...
Revista Isto É, 06 junho 2007 n°1962, ano 30


OS BONS EFEITOS DA GINÁSTICA ULTRAPASSAM A BARREIRA DOS MÚSCULOS. ELA É A NOVA APOSTA DA MEDICINA PARA MANTER OS NEURÔNIOS JOVENS E ATIVOS, AGUÇAR A MEMÓRIA E MELHORAR A CAPACIDADE DE RESOLVER PROBLEMAS


Você já testemunhou uma autêntica revolução no conhecimento humano, com resultados imediatos na sua vida cotidiana? É isso o que a ciência está agora oferecendo. Explica-se. Ao contrário do que foi ensinado durante os últimos 100 anos, os neurônios (células nervosas do cérebro) não se perdem irremediavelmente com a passagem do tempo, impondo falhas à memória e dificuldades no aprendizado. Limpe tudo isso da mente. Os especialistas hoje provam que o cérebro de uma pessoa adulta fabrica novas células para repor peças desgastadas e pode se manter jovem, melhorando a capacidade de resolver problemas - ou seja, aprimorando a inteligência. E o gatilho para essas mudanças, segundo os mais recentes estudos de neurologia, está em uma receita simples: a atividade física.


Um desses trabalhos acaba de ser publicado nos Estados Unidos. O pesquisa dor Charles Hillman, da Universidade de Illinois, avaliou o desempenho na escola e a performance física de 259 estudantes das primeiras séries equivalentes ao nosso ensino fundamental. Eles foram submetidos ao mesmo protocolo de treinos físicos e a resposta do organismo à carga de atividades foi medida. Depois, as crianças passaram por uma bateria de provas, com direito a intervalos a cada 40 minutos. Os alunos que tiraram as melhores notas em matemática e leitura foram aqueles que se empenharam e se saíram bem nos exercícios. De acordo com Hillman, são necessários mais estudos para compreender o efeito deles sobre os alunos. Mas o cientista já tem seus argumentos: a atividade física, particularmente a aeróbica (como ginástica e ciclismo), modifica as funções relacionadas à aprendizagem e estimula os impulsos elétricos do cérebro. É possível também que os estudantes tenham se sentido motivados quando fizeram os exercícios. E quem cumpre uma tarefa com ânimo tem, de fato, melhores resultados.


Há alguns anos os cientistas vêm apontando uma associação entre a malhação e a saúde do cérebro. Não se sabia, porém, quais mecanismos estavam envolvidos nessa relação. Um estudo de 1998 abriu novos campos para a neurociência, impulsionando mais pesquisas sobre o funcionamento cerebral. Naquele ano comprovou-se a produção de neurônios no encéfalo de adultos. "Descobriuse que eles surgem a partir de células-tronco armazenadas em regiões específicas. Essas estruturas se transformam em neurônios que regeneram o cérebro. Trata-se de um marco que permite uma nova visão do envelhecimento", diz o neurocientista Cícero Galli Coimbra, chefe do laboratório de Neuropatologia e Neuroproteção da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).


A revelação deu origem a muitos outros trabalhos científicos que procuravam explicar de que modo seria possível estimular a reposição dos neurônios avariados. Um dos caminhos escolhidos foi investigar melhor o que se passava com o corpo quando submetido a exercícios. E o que se viu é que os benefícios vão além do desejado aumento no volume de músculos, da redução da flacidez e da proteção contra doenças cardiovasculares. A atividade física promove uma espécie de chacoalhão que deixa o cérebro muito mais ativo. O uso de sofisticados exames de imagem revelou que, sob efeito da ginástica, há atividade mais intensa no hipocampo, região associada à memória e aprendizagem. Experimentos com ratos apontaram outras novidades: a prática regular de exercícios contribuía para a transformação em neurônios de células-tronco preservadas no ventrículo, uma das partes do hipocampo.


Os especialistas acreditam que o desenvolvimento de novas células nervosas é fruto de um processo que envolve a melhora da comunicação entre as células (algo estimulado pela maior irrigação sangüínea proporcionada pelos exercícios), e muitas outras reações químicas. A principal delas é a elevação da produção de uma proteína chamada BDNF, espécie de tonificante das células nervosas. A presença dessa substância aumenta no cérebro quando o corpo é exercitado. "O BDNF é normalmente fabricado pelos neurônios, mas seus níveis já sobem sob efeito de uma única sessão de exercícios", diz o neurofisiologista Ricardo Arida, do Laboratório de Fisiologia do Exercício da Unifesp. Pesquisas conduzidas pelo neurocientista Fernando Gómez-Pinilla, da Universidade da Califórnia (Ucla), comprovam que o BDNF é, até o momento, a mais importante chave bioquímica que prepara a mente para novos conhecimentos. Em experiências com ratos, ele separou dois grupos para serem submetidos a exercícios, numa roda, e a testes de aprendizado. Com a atividade, o nível da proteína subiu em todos os animais, mas em parte deles Gómez-Pinilla utilizou uma droga para bloquear o BDNF. Em seguida, o especialista escondeu um objeto e estimulou os ratos a localizá- lo. As cobaias que não receberam o remédio o encontraram rapidamente, demonstrando esperteza. As demais nem sequer se aproximaram do alvo.


Por que a maior ativação do BDNF está ligada à melhora da performance cerebral? "Ele tem a capacidade de modular a comunicação entre as células nervosas. Quanto mais BDNF, mais aguçado esse processo", disse Gómez-Pinilla a ISTOÉ. A comunicação, também chamada de sinapse, é a via pela qual se conduzem todos os aprendizados. Mas não é só isso. Para Sidarta Ribeiro, do Instituto de Neurociências de Natal, no Rio Grande do Norte, sua ação aguça a atenção e a percepção. Além disso, a substância tem um fundamental papel de regenerador do cérebro. "O aumento das taxas de BDNF acelera a especialização das células-tronco em neurônios. Ao longo do trajeto, eles irão refazer circuitos danificados pela morte dos seus antecessores", diz Ribeiro. Não é à toa, portanto, que o psiquiatra americano John Ratey, da Universidade de Harvard, apelidou a substância de "o miraculoso estimulante do cérebro". Ele sabe do que fala. Há anos o médico estuda o programa de atividades esportivas e recreativas dado às crianças americanas nas escolas públicas. Ratey observou que alunos com dificuldades nas habilidades verbais melhoraram depois que passaram a se exercitar. Por isso, ele concede tanto cartaz ao BDNF, até então um ilustre desconhecido do público. Em breve, Ratey lançará nos Estados Unidos o livro The revolutionary new science of exercise and brain. Algo que pode ser entendido como a nova e revolucionária ciência do esporte e do cérebro.
Essas descobertas da neurociência também apontam benefícios para a memória. Os especialistas perceberam que a mágica proteína tem potencial para turbinar as lembranças guardadas há dias e meses. Estudos divulgados este ano pelos renomados cientistas Ivan Izquierdo e Martin Cammarota, do Centro de Memória da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, confirmam as conexões entre o BDNF e a memória. Eles a suprimiram em ratos e viram que os animais simplesmente ignoraram objetos já conhecidos ou perderam a noção de espaço. "Ficamos surpresos ao perceber que existe ação dessa proteína até 12 horas depois da aquisição da memória recente", diz Cammarota. Eles notaram ainda que a substância entra em cena toda vez que uma informação arquivada é solicitada pelo cérebro.


Diante dessas informações, ninguém precisa ser um Albert Einstein para concluir que estimular a produção do BDNF melhora a performance do cérebro. Mas os neurocientistas ressaltam que é fundamental investigar com quais outros agentes bioquímicos ele interage no organismo. É possível que se descubra, no futuro, que a proteína não faz milagres sozinha. O fato é que a atividade física tem sido uma boa aposta para a saúde cerebral por vias que até agora são pouco compreendidas. Estudos demonstram que ela pode retardar os efeitos do mal de Alzheimer, doença neurodegenerativa que apresenta a perda de memória entre seus sintomas. Em indivíduos que tinham o hábito de malhar verificou-se que a enfermidade tardou mais a chegar. E pesquisas com animais sugerem que a ginástica diminui a formação de placas semelhantes às encontradas no cérebro de portadores de Alzheimer.


Novas dúvidas, evidentemente, surgem por causa dos avanços da neurociência. Uma delas é sobre a relevância da proliferação dos neurônios. "Não adianta ter muitas células nervosas se elas não estiverem conectadas e ativas", diz o psiquiatra Henrique Del Nero, professor da Universidade de São Paulo. Ele fez exames de imagem no cérebro de cinco pessoas com sintomas de demência após longa dependência de álcool e drogas. E viu que, apesar de os neurônios estarem vivos e nos seus devidos lugares, poucos trabalhavam: "Diversas áreas do cérebro estavam com um padrão preguiçoso." O passo adiante dado por Del Nero foi tratar esses pacientes com os mesmos remédios empregados contra Alzheimer e, sobretudo, com exercícios intensos. "Eles tiveram uma melhora impressionante."


Outra questão é saber qual o melhor exercício para rejuvenescer o cérebro, aprimorar a memória e aumentar a nossa inteligência. Os cientistas não fecharam questão quanto a isso. Mas os estudos indicam que os mais benéficos são aqueles que promovem condicionamento cardiovascular - caso da caminhada. Os exercícios devem durar mais de 20 minutos, ser praticados durante cinco dias na semana e ter intensidade moderada. Isso não significa que esportes ou atividades que exigem mais força da musculatura não possam surtir efeito. O detalhe é que as pesquisas ainda não conseguiram comprovar esse benefício.


Um aspecto discutido largamente é por que, se a atividade física é tão essencial para nos tornar mais espertos, não se encontram tantos gênios entre os atletas. Para os especialistas, tudo depende da nossa noção de inteligência. Desportistas como craques do futebol (acostumados a sofisticados treinamentos) podem não dominar física quântica ou geometria. Do ponto de vista da neurociência, porém, os intensos treinos os tornam mais inteligentes, sim. "As comunicações entre neurônios ficam mais rápidas, bem como as respostas. A máquina funciona muito melhor", diz Ribeiro. Por outro lado, um mestre da matemática pode ter uma péssima noção espacial e se perder nas ruas de sua cidade. Quem dá esse exemplo é o pesquisador Gómez-Pinilla, da Ucla. Captado esse ponto, resta a dúvida se é exagero pedir para o filho se exercitar na semana anterior a uma prova. "Não é. Fazer uma atividade física com regularidade não faz mal. E para a criança pode ser uma brincadeira que vai ativar os mecanismos cerebrais", diz o professor. E conclui: "Nós passamos muito tempo sentados e nosso organismo foi criado, ao longo da evolução humana, para ser movimentado. Então, mexa-se e recupere o potencial do seu cérebro
MENTE & CÉREBRO & GINÁSTICA
O sedentarismo é o grande vilão no desencadeamento de algumas formas de demência, indicam as pesquisas. Um trabalho da Universidade de Harvard e outras três instituições, com mais de 18 mil mulheres entre 70 e 81 anos, demonstrou que, quanto mais tempo dedicado às atividade físidas, em especial as caminhadas, menor é o declínio cognitivo.

A FORÇA DOS EXERCÍCIOS

Boa parte dos problemas de saúde mental dos idosos é causada pela má saúde física. A troca de massa muscular por gordura, a tendeência ao sedentarismo e à hipertensão comprometem o desempenho cardiovascular, o que aumenta a possibilidade de microderrames e acidentes vasculares - sobretudo por causa do acúmulo de placas ateroscleróticas nas artérias, com o passar do tempo.

O exercício físico intenso também é um dos melhores estabilizadoresde humor que a neurociência moderna conhece. No final dos anos 90, a neurociência descobriu que a ação antidepressiva e estabelizadora do humor do exercício físico está relacionada a uma
ação surpreendente do corpo sobre o cérebro: a capacidade de fazer com que aumente a produção de neurônios novos no hipocampo e no sistema de recompensa.

Hoje se sabe que o hipocampo, conhecido por seu papel na formação de novas memórias, também atua como a origem de um sistema de alarme que nos lembra de tarefas a cumprir e gera a ansiedade que nos chama a atenção para os deveres. Como os neurônios no hipocampo novos têm ação inibitória, funcionam como um freio que mantém sob controle a percepção do stress e a resposta a ele. Disfunções nesse sistema, como a perda do controle inibitório interno do hipocampo, causam ansiedade e aumentam a resposta ao stress.

...
</a>

Contar com maior quantidade de neurônios no hipocampo ANTES de ocorrerem situações estressantes também confere uma grande vantagem ao cérebro: ele responderá de forma mais adequada e saudável em situações de stress crônico. O aumento de células neurais a cada dia pode até dobrar se acrescentarmos o exercício físico à rotina.






POR QUE OS ESTRESSADOS VIVEM MENOS?


Não é novidade que o stress pode encurtar a vida de uma pessoa, mas só agora pesquisadores descobriram como isso acontece dentro das células. Cada cromossomo possui, em cada uma de suas extremidades, uma espécie de relógio do envelhecimento chamado telômero. Toda vez que a célula se divide, os telômeros são ligeiramente encurtados. No sistema imunológico, porém, uma enzima chamada telomerase preserva o tamanho dessas extruturas.


Cientistas da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, descobriram que o cortisol, hormônio do stress, diminui a atividade da enzima telomerase, o que acaba causando a acaleração do envelhecimento das defesas imunológicas. Logo, o organismo fica mais suscetível a doenças infecciosas e tumores, por exemplo. O estudo foi publicado na revista Brain, Behavior and immunity.


(Da revista Mente & Cérebro - número 188)


***
E ainda:
.
.
</a>http://www1.folha.uol.com.br/revista/rf0604200804.htm



Buster Martin, 101, muito vivo e ativo

TAI CHI E LONGEVIDADE - MESTRE TAOÍSTA DE 116 ANOS
http://www.youtube.com/watch?v=bQh3h5ILC1Q




BRASILEIRA DE 80 ANOS BRILHA NO LEVANTAMENTO DE PESO
http://esporte.uol.com.br/ultimas-noticias/2012/01/26/brasileira-de-83-anos-brilha-no-levantamento-de-peso-com-titulos-e-recordes-mundiais.htm

Malvina 80 anos, no campeonato de levantamento de peso
http://www.youtube.com/watch?v=lxKI2GFRwRE&feature=related




publicado por conspiratio às 17:35
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CAUSAS DO CAOS BRASILEIRO...

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. UM POUCO SOBRE ABDUÇÃO E ...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. BLOSSOM GOODCHILD E A NAV...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. CONTRA A CAMPANHA CONTRA ...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. VOAR É COM OS PÁSSAROS?

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. AGENDAS DE DOMINAÇÃO GLOB...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. 3 elites globalistas(6)

. a corporação(9)

. acobertamento(13)

. agenda illuminati(13)

. alex jones(8)

. amor(20)

. animais(29)

. arqueologia proibida(4)

. atenção(7)

. auto-realização(33)

. autoritarismo(7)

. bancos terroristas(8)

. benjamin fulford(5)

. bíblia(7)

. big pharma(12)

. bilderberg(8)

. budismo(24)

. calar a democracia(5)

. censura da internet(15)

. cérebro(22)

. codex alimentarius(15)

. comunismo(13)

. concentração(14)

. consciência(7)

. conspiração(94)

. conspiração antidemocrática(6)

. conspiração financeira(11)

. controle da informação(17)

. controle da internet(22)

. cura(25)

. daskalos(7)

. david icke(9)

. denúncia(10)

. depopulação(6)

. despopulação(8)

. deus(10)

. ditadura(14)

. ditadura através da mentira(6)

. ditadura através da saúde(11)

. documentários ufológicos(7)

. ecologia(35)

. educação(7)

. ego(25)

. engenharia social(9)

. ensonhar(11)

. eqm (experiência de quase-morte)(12)

. extraterrestre interferência(11)

. filosofia(6)

. globalistas(5)

. goldsmith(8)

. google(9)

. governo oculto(31)

. gripe suína(8)

. história(17)

. história da nom(5)

. illuminati(54)

. integração(9)

. internautas conheçam seu poder(6)

. internet censura(11)

. intraterrestres(8)

. jesus(8)

. krishnamurti(13)

. lei cala-boca da internet(5)

. liberdade(8)

. livre-arbítrio(6)

. manipulação da informação(13)

. manipulação da mente(8)

. manipulação das massas(8)

. medicina natural(10)

. mentecorpo(5)

. microchip(7)

. milton cooper(7)

. monsanto(6)

. movimento revolucionário(9)

. neurociência(20)

. nom(43)

. nova ordem mundial(83)

. obama(7)

. olavo de carvalho(31)

. poder da internet(5)

. poder da mente(97)

. poder das farmacêuticas(5)

. política(16)

. predadores da humanidade(16)

. problema-reação-soluçao p-r-s(7)

. profecias(9)

. project camelot(11)

. psicanálise(5)

. pt(9)

. rauni kilde(6)

. realidade(7)

. rockefeller(7)

. saúde(19)

. sonho lúcido(22)

. totalitarismo(9)

. totalitarismo global(9)

. ufo(46)

. universo(16)

. vida(31)

. xamanismo(15)

. todas as tags

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.links

.links

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO