Quarta-feira, 30 de Março de 2011

A MEDICINA MORTAL DA NOVA ORDEM MUNDIAL (IATROGENIA)

É importante ressaltar que nesta questão não se trata apenas do deus lucro, agora existem outros deuses: o deus poder e o deus controle sobre todas as coisas na face da Terra! 


A MEDICINA MORTAL DA NOVA ORDEM MUNDIAL (IATROGENIA)
http://www.youtube.com/watch?v=uhj154BX7uI&feature=channel_video_title




(Todas as estatísticas mostradas no vídeo são relativas aos EUA.)


A MORTE DA CONFIANÇA CEGA...


Você tem fé na medicina convencional? Por quanto tempo você vai fugir da verdade? Receitas médicas ilegíveis causam a morte de 7000 pacientes por ano, enquanto remédios desnecessários prejudicam 1,5 milhões (EUA). A cada ano há 7,5 milhões de cirurgias DESNECESSÁRIAS e morrem 106 mil pessoas por efeitos colaterais de medicamentos (EUA). Só 6% das reações adversas dos medicamentos são identificadas. A maioria dos seus efeitos colaterais são considerados sintomas de novas doenças, o que gera a prescrição de novos remédios, aumentando o risco de morte. A maioria dessas mortes são reações "esperadas", complicações da ação dos medicamentos. A mortalidade de pessoas de 45-64 anos que tomaram medicamentos conforme a receita aumentou 90% em 5 anos.


Em 2001 a Pfizer foi a empresa MAIS lucrativa da lista FORTUNE 500. Seu lucro foi de US$ 7,8 bilhões, MAIS que o lucro de todas as empresas da Fortune 500, ramos de construção, roupas, estradas e editoras, somadas!


A medicina moderna NÃO mais tem a ver mais com saúde. Tornou-se uma indústria da doenças e só sobrevive se milhões adoecerem e continuarem doentes. É uma indústria que se recusa a ver aspectos importantes de saúde, como o efeito negativo do estresse sobre a sistema imunológico, ou que alimentos industrializados, álcool, excesso de calorias e falta de exercício causam doenças, que a exposição a milhares de toxinas do meio ambiente e dos alimentos tem efeito direto nas doenças. Nos dizem para protegermo-nos do sol, e mais de 50 mil pessoas por ano morrem de câncer por não receberem luz solar suficiente.


Por que estão nos mantendo no "escuro"? Por que a verdade não está sendo buscada?
Siga a "pista"... dos LUCROS! Mais da metade da população dos EUA recebeu tratamento médico desnecessário. Isso significa cerca de 50 mil pessoas por dia... 42% já foram diretamente afetados por erro médico, de procedimentos ou medicamentos errados, e 84% conhece pessoalmente uma vítima de êrro médico. Esses erros médicos são como 6 aviões jumbo caindo todos os dias. A única diferença é que a mídia não noticia os êrros médicos. A taxa de êrros nas UTI é como o correio perder 16 mil cartas a cada hora, todo dia... ou bancos descontarem 32 mil cheques da conta errada a cada hora, todo dia, o ano inteiro. O sistema médico norte-americano é o assassino NÚMERO UM dos Estados Unidos.


As mortes causadas pela medicina convencional, em apenas uma década, corresponde a cerca de 8 milhões de vidas. Isso é mais do que todas as mortes em todas as guerras que os EUA participaram em TODA sua história. Em 2006 os gastos com saúde atingiram dois TRILHÕES de dólares. Deveríamos ter a melhor medicina do mundo- prevenir e reverter doenças e saber reduzir danos a um mínimo. Em vez disso, estamos sendo sepultados prematuramente.


Mais dados adicionais à esse sistema falho? O marketing enganoso mudou nossos hábitos alimentares, agora mais de 90% dos gastos com alimentos são com produtos altamente processados, comida não saudável. O açúcar nos refrigerantes é a fonte n° 1 de calorias nos EUA, o que causa 1 em cada 3 norte-americanos ter diabetes ou pré-diabetes, e 2 em cada 3 ser gordo. Metade dos gordos sao OBESOS.


Quantos precisam pular do abismo, antes de chegar sua vez? Medicamentos tóxicos nunca revertem uma saúde ruim, que é causada por má escolha dos alimentos. Pense nisso... Voce está pronto para se levantar e assumir a responsabilidade por sua saúde? Ou você vai permitir que a Big Farma (o cartel farmacêutico) o matem e depois acobertem o fato?


Dedicado aos: Milhões de pessoas que colocaram fé e confiança no sistema médico corrupto que lhes roubou as vidas em troca de lucro.


Assine o boletim informativo gratuito:
http://www.mercola.com/


Salvem a medicina natural e preventiva:
http://holosgaia.blogspot.com/2011/03/internautas-exercam-seu-poder-salvem.html


Iatrogenia refere-se a um estado de doença, efeitos adversos ou complicações causadas por ou resultantes do tratamento médico. Contudo, o termo deriva do grego iatros (médico, curandeiro) e genia (origem, causa pelo que pode aplicar-se tanto a efeitos bons ou maus. (wikipedia)


______________________


BIG PHARMA - LUCRO E PODER ATRAVÉS DA DOENÇA
http://www.youtube.com/watch?v=hgZFHotOfbI&feature=channel_video_title



Confissões de Gwen Olsen - uma Representante da Industria Farmacêutica


Atitudes, mudanças de maus hábitos são mais curativos que remédios. Esta preciosa informação á acobertada pela máfia médica, pela Big Pharma, que lucra mais que qualquer outra indústria. As farmacêuticas não estão orientadas para nossa cura e sim para nos manter razoavelmente doentes e consumindo seus produtos.


E eles não vão largar o osso facilmente! Já estão controlando até os governos, leis, orgãos de fiscalização.
________________________


GHISLAINE LANCTOT - MAFIA MÉDICA
http://www.youtube.com/watch?v=uEXRnOa08cs&feature=channel_video_title



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/3/yjXgnw7_kUI



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/2/m0mR5eRNjZ8



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/a/u/0/YQKsj8aSnOo



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/a/u/1/Q3lRV7XGtlU



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/a/u/0/wrBWHwXKSbc



http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/0/sOLLWilBRc0






____________________


BIG PHARMA NO COMANDO DA MEDICINA


http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/5/wYRZAMinr0M


A primeira coisa que as pessoas pensam quando ouvem sobre a ciência do cancro é a seguinte: "bem, se isso é verdade, se o que diz é verdade e é assim tão simples, como é que o meu médico não sabe isso?
Quero dizer, ele andou na escola de medicina, ele é um tipo muito inteligente e conheço a sua família há anos, ele é uma pessoa maravilhosa, com princípios, ele não iria reter, deliberadamente, controlo para o cancro!" E de facto ele não o faz.


A questão é: como é que o seu médico não sabe sobre isto? Ou pior, como é que o seu médico lhe diz para fugir, ficar longe disto, porque isto é charlatanismo e ele pensa que está a fazer um favor ao dizer-lhe isso. Porquê? Como é que isto aconteceu?


Vamos rever a história e ver como estes interesses capturaram o controlo da instituição médica americana. O mecanismo que usaram foi brilhante. Eles usaram as fundações isentas de impostos.


A maioria das grandes fundações isentas de impostos, pelo menos as dos EUA, foram criadas pelos mesmos interesses financeiros que têm poderosa influência na indústria farmacêutica. Estamos a falar dos Rockefellers, dos Carnegies e outros tais. E o que eles fizeram foi usarem as fundações isentas de impostos, algumas das quais criadas por eles próprios e outras que eles adquiriram, o que não é difícil de fazer quando se tem muito de dinheiro.


(...)


Eles ofereceram uma tremenda quantidade de dinheiro às escolas que concordassem em cooperar com eles. O que eles pediram em troca? Não muito, realmente. Eles tinham o que chamavam de triunvirato, 3 homens, primeiramente constituído por Abraham Flexner, o seu irmão Simon Flexner e Fred Gates, este foi quem mencionei antes como o cérebro por trás da estratégia.


Os três homens, chamados triunvirato, os doadores disseram às escolas: "estamos a dar todo este dinheiro, seria pedir muito se pudéssemos colocar algumas das nossas pessoas no Conselho de Administração, para confirmarem que o nosso dinheiro será gasto sabiamente?" Bem, quando alguém oferece a uma escola esfomeada, a uma escola em dificuldades, um par de milhões de dólares e tudo o que pede em troca é que alguns indivíduos, bem conhecidos e prestigiados, sejam adicionados ao seu conselho de administração a resposta em muitos casos, é sim, será uma honra para nós ter essas pessoas no nosso Conselho de Administração.


Quase de imediato todas as grandes universidades, que hoje consideramos ser as principais universidades, no campo da medicina, receberam grandes concessões a partir destas fontes e também aceitaram uma, duas ou três dessas pessoas que mencionei no seu Conselho de Administração e essas escolas foram literalmente tomadas pelos interesses financeiros que colocaram o dinheiro.


Agora, o que aconteceu como resultado disso foi que as escolas receberam uma infusão de dinheiro e foram capazes de construir novos prédios, foram capazes de adicionar equipamento caro aos seus laboratórios, foram capazes de contratar os melhores professores, foram capazes de multiplicar o nível da educação médica nos Estados Unidos por cem vezes, mas ao mesmo tempo que faziam isso eles torceram tudo na direcção das drogas farmacêuticas.


Essa foi a eficiência na filantropia, os médicos a partir desse ponto da história seriam ensinados em medicamentos. As escolas que não aceitaram aqueles termos não receberam o dinheiro e, de forma geral, caíram pelo caminho e hoje provavelmente nunca ouviu falar delas. Todas as grandes instituições de ensino nos EUA foram, desta forma, capturadas pelos interesses farmacêuticos e é realmente incrível quão pouco dinheiro foi necessário para o fazer.


Então, agora o médico comum vai para a escola, recebe uma educação superior, tem que ser muito inteligente para conseguir terminar, descobre tudo sobre as drogas e não sabe muito sobre nutrição básica. Descobri que uma comum esposa destes médicos sabe mais sobre nutrição do que eles, mas eles conhecem com certeza os seus medicamentos.
Se for ao seu médico típico, hoje, não importa de quê, é provável que saia de lá com uma receita médica.


Porquê? Porque foi isso que ele foi treinado para fazer. As drogas farmacêuticas são o tratamento de escolha. Foi assim que isto aconteceu, Senhoras e Senhores, e precisam saber disto.


http://nouraladen.blogtok.com/menu/6/25242//


________________


Salvem a medicina natural e preventiva:

http://holosgaia.blogspot.com/2011/03/internautas-exercam-seu-poder-salvem.html

http://linkanexo.blogspot.com/2011/05/big-pharma-no-brasil.html

publicado por conspiratio às 10:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 29 de Março de 2011

CHUVA RADIOATIVA EM TÓQUIO "È APENAS PÓLEM", DIZEM AS AUTORIDADES


Chuva Radioativa em Tóquio é Acobertada Pela Mídia

Nunca mostrarão, muitas coisas sendo abafadas sobre a real dimensão do desatre nuclear no Japão. Ví o vídeo no blog Evoluindo Sempre da amiga Rave, com um excelente trabalho e nosso mote a divulgação.

Bem, aí estão as consequências de um ( como dizem ) incidente nuclear. Imaginem se fosse um desastre....Daily Bruin, da Universidade da Califórnia, escreveu um artigo intitulado "Recordando Chernobil" , conta como as crianças na Bielorrússia, felizes pulavam em torno de poças de chuva amarela, após ter sido assegurada pelas autoridades soviéticas de que era apenas o pólen, quando na verdade era uma mistura radioativa que tinha sido lançada da usina de Chernobyl à 100 Km de distância"As pessoas começaram a perder os cabelos, fotos de animais deformados surgiram nos jornais, e a incidência de câncer disparou"


VÍDEO: http://www.youtube.com/watch?v=hQlGdKOLi50&feature=player_embedded


Chuva Radioativa em Tóquio é Acobertada Pela Mídia - MOX vazou do Reator 3


Fonte;
http://sobre2012.blogspot.com/2011/03/chuva-radioativa-em-toquio-e-acobertada.html

_________________

Veja também :

A RADIOATIVIDADE VIAJA SEM BARREIRAS PELA TERRA
http://holosgaia.blogspot.com/2011/03/radioatividade-viaja-sem-barreiras-pela.html
publicado por conspiratio às 23:50
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 28 de Março de 2011

A RADIOATIVIDADE VIAJA SEM BARREIRAS PELA TERRA - "Esta contaminação atua sobre os genes e será transmitida às futuras gerações."

 

Entrevista com a geofísica Leuren Moret

16/3/2011
Caminhando pacificamente para a catástrofe


Leuren Moret é uma geofísica, cientista independente e especialista internacional sobre radiação e saúde pública. Ela se ocupou intensivamente em esclarecer a população sobre as características devastadoras das munições com urânio utilizadas em guerras pelos EUA, países da OTAN e Israel. Em suas palestras, ela informa as mídias e discute com parlamentares e deputados. Ela escreveu uma dissertação baseada em suas pesquisas sobre a poeira na atmosfera e como ela é transportada por todo o mundo. Ela mostrou como a poluição do meio-ambiente em forma de poeira pode se deslocar em menos de uma semana da Ásia para a América do Norte. Ela disse que dentro de uma perspectiva global, a natureza é uma só. Aquilo que escapa de um país, em algum momento vai parar em outro, indiferente das “barreiras” continentais ou oceânicas.



Leuren Moret, geofísica


Leuren Moret atuou também como atriz principal no filme “Blowin’ in the Wind” do famoso produtor de documentários David Bradbury, duas vezes nomeado ao Oscar. O filme denuncia o tratado secreto que permite ao militares norte-americanos testarem suas munições de urânio na Austrália, assim como treinarem seus soldados. Ele mostra também as terríveis deformações em recém-nascidos no Iraque. Além disso são reveladas as mentiras do governo britânico sobre seus testes atômicos realizados na Austrália. O filme chocou, revoltou e surpreendeu muitos telespectadores nas mostras de cinema em Sidney e Brisbane.


Pergunta: Você poderia nos contar resumidamente sua experiência na área de emissão radioativa?


Moret: Eu trabalhei em dois laboratórios para armas atômicas. Fui ensinada por Marion Falk, um cientista do Projeto Manhattan que desenvolveu no laboratório Lawrence Livermore, entre outros, a bomba de hidrogênio. Eu pesquisei os efeitos dos testes atômicos sobre a população norte-americana e outros grupos, nas redes de pesca nos oceanos e também o efeito de usinas nucleares.


Pergunta: Você acha que a população mundial está em risco devido aos acontecimentos nas usinas atômicas japonesas?


Moret: Baseado na minha experiência e naquela dos principais pesquisadores na área de radiação e ciência geral, nós estamos muito preocupados com a situação no Japão.


Pergunta: Mais claro impossível. Como você e seu grupo vêem o futuro desenrolar? O que acontecerá a seguir?


Moret: Eu posso lhe dizer, nós todos estamos receosos. A radioatividade já se espalhou. Dois contatos que tenho no Japão e são cientes da situação, já fugiram com suas famílias para Okinawa (cidade no extremo sul japonês). Todo o hemisfério norte está em risco. Isso é devido à circulação do ar em torno do planeta. Neste contexto, a Linha do Equador forma uma barreira. Se o hemisfério norte for exposto à radioatividade, esta se movimenta em diferentes direções segundo a altitude. As correntes de jato (jetstream) são uma forma efetiva para transportar partículas radioativas a grandes distâncias, movimentando o ar do oeste para leste praticamente na mesma latitude. Foi assim que eu, por exemplo, mapei tipos de doenças segundo as condições atmosféricas dos testes atômicos. Eu descobri que existe uma freqüência das mesmas doenças nas mesmas latitudes e um forte aumento desde 1945, o que nos remete aos testes atômicos.
Correntes de jato confinam a radioatividade dentro de cada hemisfério


Pergunta: O governo japonês diz que eles têm sob controle a emissão radioativa. Você acredita nisso?


Moret: Eu não acreditaria naquilo que um governo diz e especialmente naquilo que as concessionárias de energia dizem. Eu lidei com representantes do governo japonês, canadense e americano, e a maioria não diz a verdade. As afirmações mais verídicas provêm de certos cientistas, e também de certos ativistas que conheço ao redor do mundo. Pois eles estão no local, onde acontecem os experimentos, eles mesuram e observam a intensidade das emissões por todo o planeta. Eles estão muito preocupados com a situação no Japão e fornecem os melhores dados e informações.


Pergunta: Você utiliza a palavra “receoso”. É a palavra certa para a situação?


Moret: Eu creio que é a expressão correta, pois alguns dos cientistas da Rússia e Europa foram atingidos pessoalmente pela catástrofe em Chernobyl. Eu estava no campo de teste em Nevada, observei os efeitos dos testes atômicos sobre a população nativa, como a contaminação se espalhava sobre seu território. Eu estive por todo o globo e estudei as populações expostas à radiação. Eu conheço por isso muito bem os danos que podem ser causados pela emissão radioativa, melhor do que muitos especialistas entrevistados pela mídia e que expressam suas opiniões.


Pergunta: A intensidade das emissões não decai ao chegar através do pacífico até à costa da Califórnia?


Moret: Não, as partículas radioativas permanecem juntas como uma bolha. Quando chove, são atingidas a população e toda a região onde a chuva cai, e podem aparecer as mais diferentes doenças provocadas pela radiação. Esta contaminação atua sobre os genes e será transmitida às futuras gerações.


Mas isso não deve ser motivo de preocupação à população brasileira, pois como afirmou o ministro Mercadante: "O nosso reator é um pouco mais moderno. As paredes são mais robustas do que reator japonês e a nossa usina é capaz de aguentar tsunamis de até sete metros de altura e eventuais terremotos de 6,5 graus na escala Richter."

Aparentemente o ministro desconhece o significado da palavra "acidente". Uma vez que ele ocorra, quem deve ser responsabilizado pelas centenas de milhares de vidas destruídas pela radiação, além da contaminação de grandes regiões brasileiras? Sugerimos que os responsáveis pela aprovação da construção de usinas nucleares se comprometam, juntamente com todos seus descendentes, a serem os primeiros "voluntários" para os reparos e limpeza do nosso reator "mais moderno" e com paredes "mais robustas" - NR.


Pergunta: Soa muito mal. Onde você se encontra no momento?


Moret: Estou em Berkeley, Califórnia, do outro lado da baía de São Francisco.


Pergunta: Ou seja, diretamente à frente do Japão. Por que você está aí, achando que há risco?


Moret: Eu observo e mesuro os níveis de radiação. Se ele se alterar devido à Fukushima, eu dou meu alerta e depois desapareço.


Pergunta: Quanto tempo você calcula para que aconteça um GAU (catástrofe nuclear)?


Moret: A situação por lá se torna pior a cada dia que passa. Não existe mais um acesso direto às instalações, tudo deve ser levado por helicóptero, os geradores de energia foram destruídos pelo tsunami, os refrigeradores não funcionam mais. 90 minutos após o tsunami, quando o resfriamento cessou, iniciou-se o aquecimento das varetas de combustível nuclear. Partes destas varetas estão expostas completamente e começaram a derreter. Houve explosões de hidrogênio, incêndios, radioatividade alcançou o meio-ambiente, os índices de radioatividade em torno das instalações se elevaram a patamares perigosos. A qualquer momento pode acontecer o pior.


Pergunta: A única coisa positiva dos acontecimento no Japão é a mudança na Europa, no que concerne à limitação da energia atômica. Na Alemanha, foi decretado hoje uma moratória de três meses e determinado o desligamento provisório de 7 instalações nucleares, dentre as 17 existentes, para avaliação. O que você acha disso?


Moret: Seria uma atitude correta se fosse uma decisão permanente. Mas os defensores da energia atômica fazem agora apenas um recuo estratégico, e quando tudo passar e estiver esquecido, continuarão exatamente da mesma forma. Os políticos, em sua maioria, são comprados pelos conglomerados energéticos; aqui não se pode esperar grandes mudanças. Há muito dinheiro envolvido.


Pergunta: Grato pela entrevista, que eu gostaria de continuar amanhã devido à atualidade.


Moret: Com prazer.


Alles Schall und Rauch, 16/03/2011

http://www.inacreditavel.com.br/novo/mostrar_artigo.asp?id=834

_____________________________

O Brasil parece estar querendo problemas. Por que eleger a energia mais suja do mundo para nós quando existem tantas fontes de energias limpas como o Sol, o vento, as marés?

Brasil precisa de até 8 usinas nucleares até 2030 
Usina nuclear em Pernambuco: o povo deve decidir!
(...) Infelizmente, mas de forma muito previsível, o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, mesmo com a agonia e a catástrofe nuclear que se anuncia no Japão, afirma que o Brasil não repensará seus planos nucleares. Segundo ele, acidentes acontecem em qualquer atividade. O problema é que as conseqüências de um acidente nuclear podem durar séculos, podem ser irreparáveis para as presentes e futuras gerações. Vale a pena realmente correr este risco? Esta resposta não deve ficar nas mãos de meia dúzia de políticos, empresários e jornalistas interesseiros.
publicado por conspiratio às 00:13
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 24 de Março de 2011

CURA PELO SOL


Entrevista - Dr Cícero Galli Coimbra , prof da UNIFESP

Vídeo: 3 FATORES NATURAIS DE CURA: SERENIDADE, SOL E VITAMINA D - Dr. Cícero Coimbra

http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/search/1/1EYqGXvb9KA

http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/search/2/ZV7OF6tVBiU

http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/search/0/wiVynfOe-0w




Ciência admitia a idéia de que o stress provocava apenas alterações funcionais no sistema nervoso, mas agora se sabe que ele dá origem a alterações estruturais e a processos degenerativos.


Nesta entrevista, Dr Cícero G. Coimbra nos fala sobre a influência do stress na destruição de neurônios, resultando nas doenças neurodegenerativas que habitualmente atribuímos à velhice, como doença de parkinson, mal de Alzheimer, doenças autoimunes, etc. Em contraposição, demonstra o papel da serenidade na produção de novos neurônios e consequente preservação ou cura da saúde do cérebro e dos tecidos nervosos. A gênese de neurônios feita pelas células tronco cerebrais, que existe para repor neurônios perdidos, é propiciada pela tranquilidade emocional e bloqueada pelo stress, pela ansiedade, depressão e sofrimento continuados, o que ocasiona inúmeras graves enfermidades. Em resumo, o stress constante mata neurônios e impede que nasçam outros em substituição.


Idosos mais serenos são mais saudáveis e mais ativos. Esta atividade também contribui para manter a juventude do cérebro, porque estimula a produção de células para as áreas utilizadas. O cérebro, assim como um músculo, se desenvolve com exercício e se atrofia com a inércia. Depressão em idades mais avançadas é um alto fator de risco para doenças neurodegenerativas e deve ser tratada com rigor.


Dr. Cícero também aborda a relação entre insuficiente luminosidade solar e incidência de doenças autoimunitárias. Locais mais próximos à linha do equador têm menos lupus, artrite reumatóide, esclerose múltipla, etc. A luz solar sobre a pele produz vitamina D em grande quantidade, e esta impede que o próprio organismo se ataque a si mesmo (doença autoimune). Mas o estilo de vida moderno não expõe o corpo à luz solar em quantidade suficiente, o que eleva o índice de aparecimento dessas moléstias. O grau de virulência das moléstias depende da quantidade de vitamina de D presente no sangue.


A depresão também está associada a falta da luz solar e da vitamina D. A vitamina D não apenas controla a agressão do sistema imunológico contra nosso próprio organismo como também tem outros efeitos benéficos sobre o sistema nervoso.


Observação: é bem melhor depender de si e do Sol que depender das farmacêuticas.



http://www.youtube.com/results?search_query=%223+FATORES+NATURAIS+DE+CURA%22+SERENIDADE+SOL+VITAMINA+D&aq=f


_________________


Informações médicas sobre a prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas e auto-imunes, como Parkinson, Alzheimer, Lupus, Psoríase, Vitiligo, depressão



Entrevista em TV com o Dr. Cícero Galli Coimbra, professor neurologista da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp.

Comentário: a principal razão pela qual a medicina atual desdenha estes importantes conhecimentos médicos já antigos e com ampla fundamentação na história recente da medicina e confirmados em vários países, através de diversas publicações, é simplesmente porque ela está subordinada aos interesses extremamente gananciosos da indústria farmacêutica internacional. O SIMERS do RS costuma usar a frase de divulgação de sua existência como “A verdade faz bem para a saúde!”, nos meios de comunicação.

Cabe a pergunta: é verdade que os meios médicos gestores não ocultam a verdade já conhecida na medicina em prol de interesses estranhos aos dos pacientes?
Lembrem que há Resoluções do CFM proibindo a divulgação do conhecimento médico para a população e outras que simplesmente atropelam a realidade do conhecimento médico, como, por exemplo, a Resolução Resolução 1752/2004 do Conselho Federal de Medicina, hoje revogada, e que permitia o aborto dos anencéfalos, onde, em seus considerandos, redefinia morte encefálica como sendo morte cerebral e de exclusivo diagnóstico clínico.

Celso Galli Coimbra

http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/08/03/vitamina-d-pode-revolucionar-o-tratamento-da-esclerose-multipla/
http://biodireitomedicina.wordpress.com/2010/03/20/vitamina-d-pode-combater-males-que-mais-matam-pessoas-no-mundo/

____________________________

VEJA TAMBÉM:

* ENGOLINDO O SOL

http://engolindoosol.tripod.com/


* Sol purifica a água:

ÁGUA PURIFICADA NATURALMENTE

http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/a/u/0/Ja8fLibSMBs

Como produzir água potável facilmente, utilizando o Sol, garrafas pet, etc
Aliás, me lembrei agora, o Trigueirinho tem muitas receitas desse tipo.
E ainda uma dúvida: por que as garrafas de vidro não têm o mesmo efeito?

*
publicado por conspiratio às 22:26
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 21 de Março de 2011

NOVA ORDEM MUNDIAL - AS TRÊS ELITES GLOBALISTAS - OLAVO DE CARVALHO


 
O texto abaixo é parte do debate entre Olavo de Carvalho e Alexandre Dugin, do blog http://debateolavodugin.blogspot.com
 



As perguntas são duas: quais são os atores em cena e qual a posição dos EUA no cenário?

Quanto à primeira pergunta: Descontado o cristianismo católico e protestante, do qual falarei mais tarde, as forças históricas que hoje disputam o poder no mundo articulam-se em três projetos de dominação global, que vou denominar provisoriamente “russo-chinês”, “ocidental” (às vezes chamado erroneamente “anglo-americano”) e “islâmico”. 

Cada um tem uma história bem documentada, mostrando suas origens remotas, as transformações que sofreu ao longo do tempo e o estado atual da sua implementação.

Os agentes que hoje os personificam são respectivamente:

1. A elite governante da Rússia e da China, especialmente os serviços secretos desses dois países.

2. A elite financeira ocidental, tal como representada especialmente no Clube Bilderberg, no Council on Foreign Relations e na Comissão Trilateral.

3. A Fraternidade Islâmica, as lideranças religiosas de vários países islâmicos e também alguns governos de países muçulmanos.

Desses três agentes, só o primeiro pode ser concebido em termos estritamente geopolíticos, já que seus planos e ações correspondem a interesses nacionais e regionais bem definidos. O segundo, que está mais avançado na consecução de seus planos de governo mundial, coloca-se explicitamente acima de quaisquer interesses nacionais, inclusive os dos países onde se originou e que lhe servem de base de operações. No terceiro, eventuais conflitos de interesses entre os governos nacionais e o objetivo maior do Califado Universal acabam sempre resolvidos em favor deste último, que embora só exista atualmente como ideal tem sua autoridade simbólica fundada em mandamentos corânicos que nenhum governo islâmico ousaria contrariar de frente.

As concepções de poder global que esses três agentes se esforçam para realizar são muito diferentes entre si porque brotam de inspirações ideológicas heterogêneas e às vezes incompatíveis.

Não se trata, portanto, de forças similares, de espécies do mesmo gênero. Não lutam pelos mesmos objetivos e, quando ocasionalmente recorrem às mesmas armas (por exemplo a guerra econômica), fazem-no em contextos estratégicos diferentes, onde o emprego dessas armas não atende necessariamente aos mesmos objetivos. 

Embora nominalmente as relações entre eles sejam de competição e disputa, às vezes até militar, existem imensas zonas de fusão e colaboração, ainda que móveis e cambiantes. Este fenômeno desorienta os observadores, produzindo toda sorte de interpretações deslocadas e fantasiosas, algumas sob a forma de “teorias da conspiração”, outras como contestações soi disant “realistas” e “científicas” dessas teorias.
Boa parte da nebulosidade do quadro mundial é produzida por um fator mais ou menos constante: cada um dos três agentes tende a interpretar nos seus próprios termos os planos e ações dos outros dois, em parte para fins de propaganda, em parte por genuína incompreensão.

As análises estratégicas de parte a parte refletem, cada uma, o viés ideológico que lhe é próprio. Ainda que tentando levar em conta a totalidade dos fatores disponíveis, o esquema russo-chinês privilegia o ponto de vista geopolítico e militar, o ocidental o ponto de vista econômico, o islâmico a disputa de religiões.
Essa diferença reflete, por sua vez, a composição sociológica das classes dominantes nas áreas geográficas respectivas: 

1) Oriunda da Nomenklatura comunista, a classe dominante russo-chinesa compõe-se essencialmente de burocratas, agentes dos serviços de inteligência e oficiais militares.

2) O predomínio dos financistas e banqueiros internacionais no establishment ocidental é demasiado conhecido para que seja necessário insistir sobre isso.

3) Nos vários países do complexo islâmico, a autoridade do governante depende substancialmente da aprovação da umma – a comunidade multitudinária dos intérpretes categorizados da religião tradicional. Embora haja ali uma grande variedade de situações internas, não é exagerado descrever como teocrática a estrutura do poder dominante. 

Assim, pela primeira vez na história do mundo, as três modalidades essenciais do poder – político-militar, econômico e religioso – se encontram personificadas em blocos supranacionais distintos, cada qual com seus planos de dominação mundial e seus modos de ação peculiares. Isso não quer dizer que cada um deles não atue em todos os fronts, mas apenas que suas respectivas visões históricas e estratégicas são delimitadas, em última instância, pela modalidade de poder que representam. Não é exagero dizer que o mundo de hoje é objeto de uma disputa entre militares, banqueiros e pregadores. 

Embora nas discussões correntes esses três blocos sejam quase que invariavelmente designados pelos nomes de nações, Estados e governos, descrever a relação entre eles em termos de uma disputa entre nações ou interesses nacionais é um hábito residual da antiga geopolítica que não ajuda em nada a compreender a situação de hoje.

Só no caso russo-chinês o projeto globalista corresponde simetricamente aos interesses nacionais e os agentes principais são os respectivos Estados e governos. Isso acontece pela simples razão de que o regime comunista, vigorando ali por décadas, dissolveu ou eliminou todos os demais agentes possíveis. A elite globalista da Rússia e da China é os governos desses dois países. 

Já a elite globalista do Ocidente não representa nenhum interesse nacional e não se identifica com nenhum Estado ou governo em particular, embora domine muitos deles. Ao contrário: quando seus interesses colidem com os das suas nações de origem (e isso acontece necessariamente), ela não hesita em voltar-se contra a própria pátria, subjugá-la e, se preciso, destruí-la.

Os globalistas islâmicos atendem, em princípio, a interesses gerais de todos os Estados muçulmanos, unidos no grande projeto do Califado Universal. Divergências produzidas por choques de interesses nacionais (como por exemplo entre o Irã e a Arábia Saudita) não têm sido suficientes para abrir feridas insanáveis na unidade do projeto islâmico de longo prazo. A Fraternidade Islâmica, condutora maior do processo, é uma organização transnacional: ela governa alguns países, em outros está na oposição, mas sua influência é onipresente no mundo islâmico.

A heterogeneidade e assimetria dos três blocos reflete-se na imagem que fazem uns dos outros, tal como transparece nos seus discursos de propaganda – um sistema de erros do qual se depreende a forte sugestão de que os destinos do mundo estão nas mãos de loucos delirantes:

1. A perspectiva russo-chinesa (hoje ampliada sob a forma do eurasismo, que será um dos tópicos deste debate) descreve o bloco ocidental como (a) uma expansão mundial do poder nacional americano; (b) a expressão materializada da ideologia liberal da “sociedade aberta” tal como propugnada eminentemente por Sir Karl Popper; (c) a encarnação viva da mentalidade materialista, cientificista e racionalista do Iluminismo e, portanto, a inimiga por excelência de toda espiritualidade tradicional. 

2. O globalismo ocidental declara não ter outros inimigos senão “o terrorismo”, que ele não identifica de maneira alguma com o bloco islâmico, mas descreve como resíduo de crenças bárbaras em vias de extinção, e “o fundamentalismo”, noção em que se misturam indistintamente os porta-vozes ideológicos do terrorismo islâmico e a “direita cristã”, como se esta fosse aliada daquele e não uma de suas principais vítimas (de modo que o medo do terrorismo islâmico é usado como pretexto para justificar o boicote oficial à religião cristã na Europa e nos EUA!). A Rússia e a China não são apresentadas jamais como possíveis agressoras, mas como aliadas do Ocidente, a China na pior das hipóteses como concorrente comercial. Em suma: a ideologia do globalismo ocidental fala como se já personificasse um consenso universal estabelecido, só hostilizado por grupos marginais e religiosos um tanto insanos.

3. O bloco islâmico descreve o seu inimigo ocidental em termos que só revelam sua disposição de odiá-lo per fas et per nefas, já que ora o apresenta como herdeiro dos antigos cruzados, ora como personificação do materialismo e do hedonismo modernos. A generosa colaboração da Rússia e da China com os grupos terroristas é decerto a razão pela qual esses dois países são como que inexistentes no discurso ideológico islâmico. Contornam-se com isso incompatibilidades teóricas insanáveis. Alguns teóricos do Califado alegam que o socialismo, uma vez vitorioso no mundo, precisará de uma alma, e o Islam lhe dará uma.
Na mesma medida em que cultiva uma imagem falsa de seus concorrentes, cada um dos blocos projeta também uma imagem falsa de si mesmo. Deixando de lado, por enquanto, as fantasias projetivas islâmicas e ocidentais, vejamos as russo-chinesas.

O bloco russo-chinês apresenta-se como aliado dos EUA na “luta contra o terrorismo”, ao mesmo tempo que fornece armas e toda sorte de ajuda a praticamente todas as organizações terroristas do mundo e aos regimes anti-americanos do Irã, da Venezuela, etc., e espalha, até por meio de altos funcionários, a lenda de que o atentado ao World Trade Center foi obra do governo americano.[1] 

A Rússia queixa-se de ter sido “corrompida” pelas reformas liberais de Boris Yeltsin, de inspiração americana, como se antes delas vivesse num templo de pureza e não na podridão sem fim do regime comunista. O governo soviético, convém lembrar, viveu essencialmente do roubo e da extorsão por sessenta anos, sem jamais ter de prestar contas, e corrompeu a população mediante o hábito institucionalizado das propinas, das trocas de favores, do tráfico de influência, sem os quais a máquina estatal simplesmente não funcionava.[2] Quando seus bens foram rateados após a dissolução oficial do regime, os beneficiados foram os próprios membros da nomenklatura, que se transformaram em bilionários da noite para o dia, sem cortar os laços que os uniam ao velho aparato estatal, especialmente à KGB (“não existe isso de ex-KGB”, confessou Vladimir Putin).

Imaginem o que teria acontecido na Alemanha após a II Guerra se os vencedores, em vez de perseguir e castigar os próceres do antigo regime, os tivessem premiado com o acesso aos bens do Estado nazista. Foi exatamente o que aconteceu na Rússia: tão logo dissolvida oficialmente a URSS, seus agentes de influência na Europa e nos EUA se mobilizaram numa bem sucedida operação para bloquear toda investigação dos crimes soviéticos.
[3] Ninguém foi punido pelo assassinato de pelo menos dezenas de milhões de civis e pela criação da mais eficiente máquina de terror estatal que a humanidade já conheceu. Ao contrário: o caos e a corrupção que se seguiram ao desmantelamento do Estado soviético não foram causados pelo novo sistema de livre empresa, mas pelo fato de que os primeiros a beneficiar-se dele foram os senhores do antigo regime, uma horda de ladrões e assassinos como jamais se viu em qualquer país civilizado. 

Mais ainda. Ao choramingar que foi corrompida pelo capitalismo americano, a Rússia esquece que foi ela que o corrompeu. Desde a década de 30, o governo Stálin, consciente de que a força da América residia “no seu patriotismo, na sua consciência ética e na sua religião” (sic), desencadeou uma gigantesca operação destinada, nas palavras do seu executor principal, Willi Münzenberg, a “corromper o Ocidente de tal modo que ele vai acabar fedendo”. Compra de consciências, envolvimento de altos funcionários em espionagem e negócios escusos, intensas campanhas de propaganda para debilitar as crenças morais da população e infiltração generalizada no sistema educacional acabaram por dar resultados sobretudo a partir da década de 60, modificando radicalmente a sociedade americana ao ponto de torná-la irreconhecível. 

Foi também a ação soviética que deu dimensões planetárias ao tráfico de drogas, desde os anos 50. A história está bem documentada em Red Cocaine: The Drugging of America and the West, de Joseph D. Douglass. Quando a Rússia choraminga que após a queda do comunismo foi invadida pela cultura das drogas, ela colhe apenas o que semeou. 

Nada dessa vasta ação corruptora é coisa do passado. Hoje em dia há mais agentes russos nos EUA do que no tempo da Guerra Fria. [4]

A China, bem alimentada por investimentos americanos, dá provas de que a aparente liberalização da sua economia foi apenas uma fachada para a manutenção do regime totalitário, cada vez mais sólido e aparentemente indestrutível. 

Quanto à posição dos EUA no quadro mundial, vejamos primeiro como o prof. Duguin a descreve, e depois como ela é na realidade.

Segundo a doutrina eurasiana, os EUA definem-se como a encarnação por excelência do globalismo liberal.[5] O liberalismo tal como o prof. Duguin o enxerga no rosto da América é, em essência, o da “sociedade aberta” propugnada por Sir Karl Popper. 

Eis como o prof. Duguin resume a idéia liberal:

“Para compreender a coerência filosófica da ideologia nacional-bolchevique… é absolutamente necessário ler o livro fundamental de Karl Popper, A Sociedade Aberta e Seus Inimigos
“Popper desenvolveu uma tipologia fundamental para o nosso assunto. Segundo ele, a história da humanidade e a história das idéias se dividem em duas metades (desiguais, aliás). De um lado, há os partidários da ‘sociedade aberta’, que representa a seu ver a forma de existência normal dos indivíduos racionais (assim são para ele todos os homens) que baseiam sua conduta no cálculo e na vontade pessoal supostamente livre. O conjunto de tais indivíduos deve logicamente formar a ‘sociedade aberta’, essencialmente ‘não totalitária’, dado que nela falta qualquer idéia unificadora ou sistema de valores de caráter coletivista, supra-individual ou não-individual. A ‘sociedade aberta’ é aberta precisamente pela razão de que ela ignora todas as ‘teleologias’, todos os ‘absolutos’, todas as diferenças tipológicas estabelecidas, portanto ignora todos os limites que emanam do domínio não-individual e não-racional (supra-racional, a-racional ou irracional, este ultimo termo sendo mais freqüente em Popper).
“Do outro lado há o campo ideológico dos ‘inimigos da sociedade aberta’, onde Popper inclui Heráclito, Platão, Aristóteles, os escolásticos, assim como a filosofia alemã de Schlegel, de Fichte e sobretudo de Hegel e Marx. Karl Popper… mostra a unidade essencial de suas abordagens e discerne a estrutura da sua Weltanschauung comum, cujos traços característicos são a negação do valor intrínseco do indivíduo, donde decorre o desprezo pelo racionalismo autônomo, e a tendência à submissão do indivíduo e de sua razão aos valores ‘não-individuais e não-racionais’, o que desemboca sempre e fatalmente, segundo Popper, na apologia da ditadura e do totalitarismo politicos. (…)
“Os nacional-bolcheviques… aceitam absolutamente e sem reservas a visão dualista de Popper e estão totalmente de acordo com a sua classificação. Mas, em contrapartida, consideram-se eles próprios os inimigos convictos da ‘sociedade aberta’… Eles rejeitam de uma maneira absoluta a ‘sociedade aberta’ e seus fundamentos filosóficos, isto é, o primado do indivíduo, o valor do pensamento racional, o liberalismo progressivo social, a democracia igualitarista numérica atômica, a crítica livre, a Weltanschauung cartesiana-kantiana…” [6]
Agora, o globalismo:

“Hoje em dia, é evidente que o Estado Mundial concebido como um Mercado Mundial não é uma perspectiva longínqua ou quimérica, porque aquela doutrina liberal [de Karl Popper] vem se tornando pouco a pouco a idéia governante da nossa civilização. E isso pressupõe a destruição final das nações enquanto vestígios da época passada, enquanto ultimo obstáculo à expansão irresistível do mundialismo… A doutrina mundialista é a expressão perfeita e acabada do modelo da ‘sociedade aberta’.” [7]
Globalismo liberal é, portanto, o projeto em curso que visa a implantar em todo o mundo o modelo da “sociedade aberta” popperiana, destruindo no caminho, necessariamente, as soberanias nacionais e todo princípio metafísico ou moral que se pretenda superior à racionalidade individual. É o fim das nações e de toda espiritualidade tradicional, as primeiras substituídas por uma administração mundial científico-tecnocrática, a segunda pela mescla de cientificismo, materialismo e subjetivismo relativista que inspira as elites globalistas do Ocidente.

Sendo os EUA o principal foco irradiador desse projeto, e a Rússia o principal foco de resistência (por motivos que veremos mais tarde), o choque é inevitável:

“The main thesis of the neo-Eurasianism is that the struggle between Russia and the United States is inevitable, since the United States is the engine of globalization seeking to destroy Russia, the fortress of spirituality and tradition.” [8]
Fiz questão de reproduzir com certo detalhe a opinião do meu oponente porque, embora não a considere falsa no que diz respeito à mentalidade das elites globalistas, realmente inspiradas em ideais popperianos, posso provar sem grande margem de erro que:

1) A descrição não se aplica de maneira alguma aos EUA, nação onde o popperianismo é um enxerto recente, sem raízes locais e totalmente hostil às tradições americanas.

2) Os EUA não são o centro de comando do projeto globalista, mas, ao contrário, sua vítima prioritária, marcada para morrer.

3) A elite globalista não é inimiga da Rússia, da China ou dos países islâmicos virtualmente associados ao projeto eurasiano, mas, ao contrário, sua colaboradora e cúmplice no empenho de destruir a soberania, o poderio politico-militar e a economia dos EUA.

4) Longe de favorecer o capitalismo de livre-empresa, o projeto globalista tem dado mão forte a políticas estatistas e controladoras por toda parte, não diferindo, nisso, do intervencionismo propugnado pelos eurasianos. O globalismo só é “liberal” no sentido local que o termo tem nos EUA como sinônimo de “esquerdista”. O projeto globalista é herdeiro direto e continuador do socialismo fabiano, tradicional aliado dos comunistas. A própria ideologia popperiana não é liberal-capitalista, no sentido do liberalismo clássico, mas, antes de tudo “uma abordagem experimental da engenharia social”. [9]

5) O eurasismo se volta contra a “sociedade aberta” popperiana enquanto modelo ideológico abstrato, mas como ao mesmo tempo o eurasismo por seu lado não é só um modelo ideológico abstrato e sim uma estratégia geopolítica, é claro que ele atira na ideologia popperiana para acertar, por trás dela, um poder nacional determinado, o dos EUA, que nada têm a ver com a ideologia popperiana e dela só pode esperar o mal. Pior: o nacionalismo americano é a uma poderosa resistência cristã às ambições globalistas que vêm tentando se apossar do país para destruí-lo como potência autonoma e usá-lo como instrumento de seus próprios planos essencialmente antinacionais. A destruição do poder americano removerá do caminho o ultimo obstáculo ponderável à instauração do governo mundial. Aí só restará a partilha dos despojos entre os três esquemas globalistas: ocidental, russo-chinês e islâmico. 

6) A Rússia não é de maneira alguma a “fortaleza da espiritualidade e da tradição”, incumbida por mandato celeste de castigar, na pele dos EUA, os pecados do Ocidente materialista e imoral. É, hoje como no tempo de Stalin, um antro de corrupção e maldade como jamais se viu, empenhado, como anunciou a profecia de Fátima, em espalhar os seus erros pelo mundo. Observe-se que essa profecia nunca se referiu ao comunismo em especial, mas aos “erros da Rússia” de modo genérico, e anunciou que a disseminação desses erros, com todo o cortejo de desgraças e sofrimentos que acarretava, só cessaria caso o Papa e todos os bispos católicos do mundo realizassem o rito de consagração da Rússia. Como esse rito jamais foi realizado, não existe a menor razão para não enxergar no projeto eurasiano uma segunda onda e um upgrade dos “erros da Rússia”, o anúncio de uma catástrofe de proporções incalculáveis.

7) Se hoje a Rússia, pela boca do prof. Duguin, se apresenta ao mundo como portadora da grande mensagem espiritual salvadora, é preciso lembrar que ela já o fez duas vezes:

(a) No século XIX todos os pensadores da linha eslavófila, como Dostoievski, Soloviev e Leontiev, enxergavam o Ocidente como a fonte de todos os males, e anunciavam que no século seguinte a Rússia iria ensinar ao mundo “o verdadeiro cristianismo”. O que se viu foi que toda essa arrogância espiritual foi impotente para deter o avanço do materialismo comunista na própria Rússia. 

(b) O comunismo russo prometeu trazer ao mundo uma era de paz, prosperidade e liberdade acima dos mais belos sonhos das gerações passadas. Tudo o que conseguiu fazer foi criar um inferno totalitário que nem Átila ou Gengis-Khan poderiam ter vislumbrado em pesadelo.

Seria ótimo se cada país aprendesse a curar seus próprios males antes de se fazer de salvador da humanidade. A Rússia de Alexandre Duguin parece ter tirado de seus crimes e fracassos a lição oposta.



Notas:1. V. meu artigo “Sugestão aos bem-pensantes: internem-se”, Diário do Comércio, 30 de janeiro de 2002, http://www.olavodecarvalho.org/semana/060130dc.htm.
2. V. Konstantin Simis, URSS: The Corrupt Society: The Secret World of Soviet Capitalism, New York, Simon & Schuster, 1982, e Alena V. Ledeneva, Russia`s Economy of Favours, Cambridge University Press, 1998. [voltar] 3. V. Vladimir Boukovski, Jugement à Moscou. 4. V. http://www.foxnews.com/us/2010/07/04/painting-town-red-russian-spies-report-says/. 5. Os dois elementos que essa definição funde numa unidade não têm a mesma origem, nem nasceram solidários um com o outro. Os primeiros movimentos liberais do século XIX, vindo no bojo dos movimentos de independência voltados contra as potências coloniais, eram acentuadamente nacionalistas, e os primeiros projetos de governo global que apareceram no começo do século XX inspiravam-se em idéias notoriamente intervencionistas e estatistas. 6. Alexandre Douguine, “La métaphysique du national-bolchevisme”, em Le Prophète de l’Eurasisme, Paris, Avatar Éditions, 2006, pp. 131-133.  7. Id., p. 138.  8. Vadim Volovoj, “Will the prediction of A. Dugin come true?”, em Geopolitika, 11 ou. 2008, http://www.geopolitika.lt/?artc=2825. 9. Ed Evans, “Do you really know this person?”, em http://itmakessenseblog.com/tag/karl-popper/



Comentários, sugestões ou críticas ao debate ou ao blog devem ser enviadas com a "tag" #reader# ao e-mail debatesontheweb@gmail.com
http://debateolavodugin.blogspot.com/2011/03/olavo-de-carvalho-introducao.html
 
 
TRÊS ESQUEMAS GLOBALISTAS (BILDERBERG, RUSSO-CHINÊS E ISLÂMICO)
 
 http://youtu.be/5dMtR5iidME
 

 
 
 
publicado por conspiratio às 18:59
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 20 de Março de 2011

OBAMA NO BRASIL. POR QUE?


Recebido por e-mail:

Leia, por sua conta e risco.


Seríamos capazes de perceber o que realmente acontece à nossa volta, num mundo redondo e globalizado?

Aqui no Brasil, temos mais um show para a patuleia. O ‘homem mais poderoso do mundo’, cheio de problemas em sua corrupta Casa Branca, foge de lá assustado das questões que não está preparado para enfrentar. A Hillary manda muito mais do que ele. É uma bruxa da pesada...


Dias antes, enquanto o Japão pedia socorro para controlar as máquinas nucleares fabricadas pela americana GE, o ‘poderoso’ dizia: “Ah, não. O povo não merece esse estresse.” Então, ele mesmo saiu para assistir jogos e também jogar golfe. Grande estadista!  Quando a coisa esquentou, mesmo, ele resolveu exibir sua covardia aqui no Brasil, passear em Copacabana e fazer seus joguinhos de poder para os nossos patrícios desinformados – e por isso deslumbrados – da nova geração.

Hoje me disseram que o Lula detesta o Obama. Tem lá seus motivos. Mostrou isso ao não ir à Brasília para recebe-lo. Parabéns pela coerência. A Presidente Dilma portou-se muito bem. Ela tem uma boa assessoria de política internacional e sabia dos motivos da visita. Foi educada, politicamente correta, representou bem o Brasil, mas deu o seu puxão de orelhas no 'poderoso', exigindo reciprocidade nas tais parcerias.


Muitos acordos foram assinados. Saibam vocês que é só papel. Alguns são ações cosméticas e superficiais; para a galera ficar contente. O restante, terá dois destinos: 1) muita demora, para serem cumpridos parcialmente; 2) foram feitos para ser desrespeitados, questionados e jamais acontecerão. O Sistema americano não sabe o que é respeitar os outros, considerados inferiores.


O estilo e o show das viagens são os mesmos: meu avião, minhas limousines, meus helicópteros, meu espaço aéreo, meus seguranças, minha agenda – que eu manipulo conforme as circunstâncias. Todo esse aparato diz só uma coisa: Eles se cagam de medo!


Marcaram um showmício na Cinelândia. De cara, eu achei estranhíssimo e pensei que não iria rolar. A Hillary acabara de ser mal recebida na Tunísia e a temperatura subiu. Entenda-se anti-americanismo.


No Rio, alguns se reuniram para uma passeata de protesto e a segurança 'deles' aplicou o procedimento ‘padrão’: infiltrou seus homens e começaram a violência, inclusive jogando coquetéis molotov que feriram um cara da embaixada deles. Esculacharam a passeata pacífica e conseguiram o que queriam. Pronto: desmarcaram tudo, que era o real objetivo do engodo.


A agenda é uma paranóia. Ora é aqui, ora será lá, ora não será mais em local algum. A TV chegou a anunciar o Hotel Sheraton; foram para Copacabana. Seria o Brasil um lugar assim tão perigoso? Se é assim, então por que marcar uma visita à Cidade de Deus? Não vejo isso acontecer em nenhum outro país. Por que só no Brasil? Porque eles, realmente, nos desprezam e fazem questão de mostrar isto. Só não entende quem não quer ou é muito, muito burro.


Agora, o mais importante: Obama veio aqui para P-E-D-I-R. Entenderam? Ele vei PEDIR, não se esqueçam. Repito: perguntem para a Dilma, se querem a fonte. Essa é do Brasil; bem mais fácil.


Para mim, o BushBama (são a mesma coisa) não fede nem cheira. Ele não é bem-vindo dessa forma e quanto mais cedo voltar, melhor. Vá com Deus e a pomba do divino...


Enquanto isso, o pau come na Líbia. Numa ação TOTALMENTE ILEGAL, AMORAL, TERRORISTA, PREPOTENTE e IMPERIALISTA, essa tal de ONU (sempre as letrinhas) – meia dúzia de paises que pensam que são – aprova a invasão na Líbia. O voto foi apenas o de fechar o espaço aéreo e já FOI ILEGAL. O que vimos foram cento e tantos mísseis, disparados para todos os lados, matando também civis inocentes. É uma nova guerra, deflagrada pelo – supina ironia – prêmio Nobel da paz... deles, bem entendido.


O que acontece na Líbia é um ato de conspiração, que não está sendo divulgado pela imprensa comprada. Kadafi não é nenhuma flor que se cheire, mas o povo da Líbia vive a melhor vida de todo o mundo muçulmano. Bastou o Kadafi dar um chega-prá-lá no dólar como moeda mundial (que já caiu de podre) para a ira americana se voltar contra ele e derruba-lo. A solução é começar uma nova guerra. Eles só vivem para isso.


Vejam que interessante! A ONU faz e acontece, mas não tem exército nem armas; tudo é pago pelo contribuinte americano e – mais interessante ainda – quando as coisas derem errado, os americanos é que serão responsabilizados e cobrados. Bem feito!


Os astros se alinharam; em Março. De agora em diante, aguardemos um crescente de acontecimentos. Nova guerra começou; guerra física. Fica faltando AQUELA; a mais importante para o globo: a financeira. Se você tem alguma poupancinha na Bolsa, amigo, fique muito esperto; mas muuuuuuuuito, mesmo!


Antonio Carlos - MG
Eu sou o que sou


http://br.groups.yahoo.com/group/brasil2012
publicado por conspiratio às 20:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 17 de Março de 2011

EX-ILLUMINATI REVELA OS MOTIVOS PARA O ABATE DA POPULAÇÃO E PARA A INSTALAÇÃO DO TOTALITARISMO GLOBAL


Ex "Membro" da Elite dá entrevista para o projeto Avalon e revela detalhes



Recentemente, um ex-assassino "resolvedor de problemas" para a elite apareceu anonimamente como "Charles" em uma convincente entrevista com Bill Ryan do Projeto Avalon. Primeiro, para aqueles que estudam a estrutura de real poder no planeta Terra, não há muitos detalhes inovadores. No entanto, as respostas diretas de Charles trazem confirmação para muitas suspeitas.


Principais pontos:


- A realidade do plano para montar um evento de falsa bandeira para enquadrar os ETs como hostis.
- Detalhes completos (com uma justificativa do ponto dos controladores de vista) do plano para reduzir a população do mundo.
- Confirmação de que a raça humana é um projeto genético de extra-terrestres.
- Confirmação da realidade dos extra-terrestres.
- Uma de claração de que uma embarcação extra terrestre havia sido derrubada deliberadamente.
- A confirmação da existência da base de Marte, e que estamos prontos para deixar o sistema solar.
- A confirmação da existência de discos voadores modulares e triângulares.
- A existência do grupo de controle, com detalhes de sua composição e modus operandi.
- Confirmação de artefatos na Lua, e a confirmação de que Arthur C. Clarke sabia muita coisa.
- Confirmação de que se prevê um pico de atividade solar, que pode interferir com os circuitos elétricos (em 2012 ou 2013).
- Confirmação de que o sistema solar é um sistema binário (ou seja, "Planeta X" é uma realidade). Isto nao significa uma catastofre, no entanto.
- Muito mais - sobre a maneira que o grupo controlador atua, seus objetivos e planos, e como eles pensam.

 
De acordo com Charles, o ser humano teria sido criado geneticamente por ETs, e a elite subiu ao poder a mais de 14.000 anos e tem estado no poder desde entao, e se acha destinada a proteger o planeta e o genoma. Eles nao seriam reptilianos, como se pensa.

Charles confirma os planos da elite e os motivos para o abate da população; a mudança para uma moeda global, com eliminação das fronteiras financeiras, a forma muito séria com que as mega-empresas de alimentos controlam de todos os alimentos, a incrível tecnologia possuída pela elite dominante (incluindo UFOs modulares/triangulares), o fato de que devemos considerar o espaço sideral como um oceano de criaturas vivas, e da idéia de tempo e dinheiro como ilusões.

Ele alega que o motivo pelo qual ele resolveu falar foi para dar ao público um alerta "justo" das coisas que virao e para deixar as coisas acontecerem por si só. Segundo Charles, a elite acredita que eles são os protetores responsáveis da Corporaçao chamada Terra e do genoma humano, que se tornou tão inchado e quebrado que eles precisam para "cortar a gordura em excesso." O excesso de seres humanos foi criado pela "própria máquina", diz ele, e agora eles precisam trazer uma espécie de "liquidante" para reduzir o tamanho.

Na entrevista, ele revela que acredita, assim como os membros da elite, que o planeta está quebrado e precisa ser corrigido. Ele comparou a ser pai em um rio com seus dois filhos, mas ele pode salvar apenas um deles por afogamento - o melhor nadador que pode encontrá-lo na metade do caminho. Esta é também uma metáfora para a abordagem darwinista da elite para o reforço da espécie humana. Ele também confirma que as Pedras da Geórgia sao um tipo de manifesto.

Ele disse que três planos estão definitivamente na mesa e já em andamento: 1) desacreditar e destruir os meios de comunicação alternativos, 2) criar uma fome maciça diminuindo a produção e distribuição de alimentos, 3) executar um ataque de falsa bandeira através de um evento ufológico para assustar o público a submeter-se à sua liderança. Por sua vez, ele declarou firmemente que a guerra nuclear está fora de cogitação, porque não é seletiva, arruinaria o ambiente, e seria caro para reconstruir depois.
 Por mais perverso que seus métodos parecem ser, de acordo com Charles, há um código de práticas entre os controladores de elite para colocar a agenda a céu aberto, por mais enigmática e escondida que seja. O pensamento deles é que esta é uma forma "justa" para informar a populaçao da terra inteligente o suficiente para filtrar o barulho e encontrar a verdade. Ele afirma que o ser humano mediano simplesmente "não consegue lidar com a verdade."

No entanto, parece que este veneno e ódio contra os controladores é realmente desejado por eles para alimentar a negatividade e divisão. Em outras palavras, os problemas não podem ser resolvidos com luta contra eles, porque isto torna ainda mai s fácil para eles para dividir e conquistar. Charles disse que a elite ri da briga interna e desorientaçao da midia alternativa, mas quando acertarem, eles serão o alvo.

Se é verdade que a elite deve se engajar em "fair play" (jogo limpo), parece falso afirmar que o aviso justo é o mesmo que "fair play", especialmente quando todo o conhecimento oculto é enterrado por suas distrações controladas e campanhas de desinformação.

Dado o seu controle absoluto de todo o conhecimento oculto, a riqueza material, a máquina de guerra, os meios de comunicação e tecnologias super-avançadas, parece que eles são indestrutíveis, ou pelo menos tem uma vantagem extremamente injusta. No entanto, Charles admite que a resistência da humanidade às vacinas obrigatórias durante o surto da gripe suína surpreendeu-os e forçou-os a recuar, mostrando que o número esmagador de pessoas ainda conta.
 Aliás, seu desejo fanático pelo poder e controle parece ser conduzidos, pelo menos em parte, pelo medo e paranóia de perder tudo. Certamente eles são conscientes de que tudo que seria necessário para por fim ao seu reinado seria uma mudança rápida na consciência pela multidão. É pouco provável, as massas serão muito indulgentes, dada a escala das mentiras.

É compreensível que existam aqueles que dizem que é preciso destruir a elite do mal para recuperar a liberdade. No entanto, se estamos sendo intelectualmente honestos com nós mesmos, a civilização tornou-se delicadamente dependente dos sistemas consolidados da elite de alimentos, energia e água dentro da matrix atual. Portanto, se a "Ordem Mundial Humana" derruba o sistema de forma dramática, o sofrimento humano, será provavelmente muito mais grave e rápido do que a implosão controlada da elite. Isto, de forma alguma justifica suas táticas enganosas e cruel, apenas aponta o dilema óbvio.
Se a elite acredita ter indicações claras e estatísticas de que o planeta Terra e a humanidade como um todo está em crise e da necessidade de adaptação, então as pessoas devem ter direito a mesma riqueza de informações que a elite possui, de modo que tal decisão pode ser feita também por pragmáticos, bem como idealistas. Afinal, é a capacidade única da raça humana para resolver problemas utilizando os dois lados de nosso cérebro, que abrange todo o espectro de cálculo frio ao elevado idealismo da liberdade pura e compaixão humana. Quaisquer decisões que serão tomadas sobre o futuro da nossa espécie pode ser mais bem servido através da inclusão e da cooperação, não somente pela elite.

 O texto acima é do Activist Post. Eu pessoalmente vi com certa suspeita esta entrevista. De certa forma, tenta se justificar as açoes da elite e se cria uma expectativa de que podemos realmente negociar com esta.
 Outra coisa que Charles diz é que este grupo nao é a illuminati, skull and bones ou bohemian grove, mas seria um grupo coordenador no topo destes grupos. Se eu me lembro bem este grupo teria 33 pessoas.
 Achei interessante quando ele diz que se voce estiver morando no Brasil nao terá que se preocupar muito com o controle dos alimentos. Acho que ele nao tem muita idéia da influência da Monsanto na agricultura e política do nosso país.
 Eu nao excluo a possibilidade do Charles ser realmente quem ele diz ser, mas eu teria cautela.


THE RULERS OF THE WORLD: a new Project Avalon video interview
http://www.youtube.com/watch?v=_nLgHnC6BdE&feature=player_embedded
http://www.youtube.com/watch?v=t2KDtqIP7kk&feature=player_embedded

http://projectavalon.net/
http://www.activistpost.com/2011/01/is-i...s-and.html 

FONTE:

http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-ex-membro-da-elite-d%C3%A1-entrevista-par-o-projeto-avalon-e-revela-detalhes

___________________

Minha opinião:


Apenas parte desta informação é verdadeira. E uma das falsidades flagrantes é afirmar que  é preciso cortar vidas, por uma "seleção natural", antes de se investir nelas.  Quantas vezes esta elite investiu no desenvolvimento integral das pessoas? Quando ela investiu numa melhoria, num crescimento da consciência,  sobretudo? Devoraram a espiritualidade através de regras e rituais religiosos (= a forma sobre o conteúdo, a letra acima do espírito);  ocultaram a conexão com nossa fonte interna através de inúmeras ameaças e necessidades externas forjadas; sempre incentivaram o olhar para fora, o referencial externo, a imitação (o espírito de manada) e ao mesmo tempo a competição. E é o que estão fazendo agora! 

Não haveria outros propósitos além desta "seleção genética" ? Como, por exemplo, o de um mega sacrifício ritualístico que doaria a eles as emanações sutis de que se alimentam? Tal dependência acontece aos seres que, desconectados de si mesmos e de sua fonte íntima, precisam vampirizar a de outros. Ego é o obstáculo a este contato e é o que Arizona Wilde  menciona como o grande ponto fraco da elite illuminati. Quanto mais ego, mais vampiresca se torna uma espécie em relação a outra.

Uma outra coisa intrigante presente no texto é a radical coisificação da vida. O que permite coisificar um ser vivo, percebê-lo como coisa para depois manipulá-lo ou matá-lo é a visão parcial da realidade: Tomar a parte pelo todo, absolutizar o relativo, assim por diante. Coisificação implica em mente seletiva, dividida e dissociada. A vida só é perceptível integralmente. Isso quer dizer que para perceber a vida é preciso saber tudo? Não, é preciso saber que não se sabe e manter-se aberto. Aí se inicia o processo de conhecer. Tenho um post sobre isso, de David Icke,  sobre ligar os pontos, recuperar a própria unidade e se localizar:  http://conspiratio.blogs.sapo.pt/123213.html bem interessante.  


A coisificação é o próprio átomo da visão materialista. E, uma vez presos nesta visão de mundo, fica difícil perceber que a saída pode não ser  materialista  absolutamente, e que o mundo que contatamos com os sentidos é a ínfima parte de um outro muito mais vasto e sutil.

(MEDITAÇÃO PLANETÁRIA  é para os que se interessarem em incluir uma abordagem espiritual  na luta anti-NOM.) 

Alé do poder espiritual e da capacidade de atuar sobre o problema a partir de níveis superiores, temos um outro recurso ao qual não estamos dando a devida atenção e que foi "vazado" por Charles: o poder da opinião pública. Parece que "eles" são sensíveis à pressão que uma parcela consciente da população possa fazer. Tenho algumas postagens sobre isso e parece que a Internet é nosso instrumento por excelência. Alguém já disse que a Internet foi criada para nos controlar, mas se tornou uma faca de dois gumes, pois está nos despertando.  
Mais um ponto a ser observado: se não me engano em  O LIVRO DAS FADAS  de Evelyn Torrence e no de Barbara Marciniak, MENSAGEIROS DO AMANHECER, está escrito que a espécie humana foi alterada e não criada pelos extraterrestres.

Bem, enfim, será que tudo isso não é também um alerta  para mudarmos nosso próprio comportamento e nossa sintonia com estes seres?  Porque, por enquanto estamos na sintonia da predação.       Celia 

publicado por conspiratio às 13:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 6 de Março de 2011

CONECTANDO OS PONTOS, RECUPERANDO A VISÃO DO TODO, INTEGRANDO A SI MESMO - DAVID ICKE

 
 
 
 
 
 
 
TRECHOS DE "THE LION SLEEP NO MORE " e BIG BROTHER, palestras traduzidas de DAVID ICKE

David Icke diz que as grades da nossa prisão são feitas de ilusão, são nossa percepção enganada pela Matrix. E a maneira da gente se libertar é assumir a própria percepção, deixar de se basear no que os outros pensam, aprovam ou reprovam, no que a sociedade impõe, e deixar de rejeitar nossas próprias fontes originais de conhecimento. Ao conectar os pontos vc está desmontando a programação milenar que o IMPEDE de fazê-lo, e está permitindo que suas faculdades perceptivas atuem novamente. Está liberando a percepção, a intuição, a sensibilidade e até mesmo o instinto, massacrados pela ditadura do pensamento. Uma vez que vc saia dessa esfera de sonho e comece a perceber, sua percepção passa a alimentar e a balizar seu pensamento, que se torna reflexão, e sai das mãos dos manipuladores e fabricantes de idéias.


Transcrição parcial:

"E meu Deus! São 20 anos desde que minha cabeça explodiu. Vinte anos depois, eu espero ter contribuído com uma coisa: deixar as pessoas perceberem que se você acredita em algo, se você continua a pôr um pé na frente do outro e não se pegar se defendendo ou sentindo pena de si mesmo, ou ficar com medo do que vão pensar de você porque está dizendo algo que é diferente, então, se você continuar colocando um pé na frente do outro, você chega em algum lugar. É quando você pára, que tudo pára. Se nós acreditamos no que estamos dizendo e o que dizemos tem fundamento, então eventualmente a verdade aparecerá por si mesma.


Mas esse processo só funciona se continuamos a caminhar. E você percebe depois de 20 anos que, seja lá o que for que digam de você hoje, vão dizer sobre outra pessoa amanhã. Então não se importe.

 


Porque o medo do que as pessoas vão pensar é o estado de percepção que impede as pessoas de fazerem a diferença. Porque você só pode fazer a diferença em mundo de uniformidade e se vc opera fora dessa uniformidade, isso sempre vai levar você a ser zombado, ridicularizado e condenado. E se nós queremos fazer a diferença, então a gente enfrenta tudo isso e diz: dane-se, ou desiste de tudo e, nesse caso, nada muda.


E quando olho para trás e vejo esses últimos 20 anos, eu posso ver muito claramente, na minha vida, o que acontece com todos nós. Você vem ao mundo e passa por uma série de experiências que parecem ser aleatórias. Elas não parecem estar conectadas. "Ohh...isso está acontecendo agora, e isso acontece em seguida e então acontece algo hoje..." Mas quando você olha para trás, você vê como tem sido uma jornada de fantásticas experiências sincronizadas e conectadas, muitas vezes, que nos conduz a uma certa direção se escolhermos ir. Se não escolhermos ir, nós simplesmente ficamos andando em círculos, onde a maioria da humanidade se encontra, por conta de como o sistema é estruturado.

Então, quando olho os diferentes aspectos de minha vida, vejo a cadeia de eventos que se sucederam até agora. (...) Daí então entrei na política, no chamado Partido Verde. E vi os políticos dentro do partido: era tudo um jogo, irrelevante para a vida humana, e como estavam lutando entre si na arena pública e não estavam fazendo nada além das ordens por trás dos bastidores. E então BUM! 1990. Por um ano antes de 1990, quando eu ainda estava no Partido Verde, eu senti essa presença ao meu redor. Masmo quando estava em meu quarto, sozinho, ou especialmente ali, eu sentia essa presença, como se não estivesse sozinho. E isso aconteceu na melhor parte, como eu disse, por aproximadamente um ano, e foi ficando cada vez mais poderoso e tangível. É uma grande história e eu a conto nos livros.


Eu fui, por conta de várias ocorrências sincronizadas, ver uma vidente, e eu nunca tinha visto uma antes em minha vida. E eu só queria continuar, e disse a ela que queria ouvir algo agradável, o que era verdade, mas a verdadeira razão era pra entender o que estava acontecendo comigo. Eu fui algumas vezes, e foi agradável escutar. Betty Shine , senhora bacana. E então, na terceira vez, ela começou a me passar isto: "Ooohh, isto é poderoso!" ela disse, "Deixe-me fechar os olhos para ver isto!" E em 1990, veio tudo isto. Eu ainda apresentava o programa de TV, eu ainda estava na BBC, e aí apareceram todas estas coisas: eu iria para fora no palco do mundo, eo iria revelar grandes segredos, basicamente existia uma sombra no mundo que deveria ser removida, e tinha uma história que deveria ser contada e eu iria contá-la. E quando eu me sentava no banquinho perto dela, no consultório dela, aquilo soava como uma completa loucura.


Mas foi acontecendo, foi se desdobrando muito rapidamente depois disso, quando minha vida começou a mudar. Eu comecei a cruzar com informações que estavam me conduzindo numa certa direção. Então no mesmo ano, ou um pouco depois, em 1991, eu fui para o Peru, seguindo minha intuição, onde acabei tendo experiências extraordinárias numa montanha do Peru, não muito londe de um local chamado Puno, ao Sul do Peru. Logo depois de a ter fotografado, nessa montanha, quando a energia estava vindo para o topo da minha cabeça e eu estava tremendo feito vara verde por aproximadamente uma hora. Depois disso tudo mudou. Foi como uma explosão em minha cabeça, de repente conceitos, informações e percepções fluíam para dentro da minha mente. (...) E esses 3 meses, quando isso se desdobrou, eu chamo de período turquesa. É como quando em um computador, você aperta muitas teclas e abre muitas janelas e ele trava, e diz "não posso processar tudo isto, muito obrigado, estou desligando." Foi isso o que aconteceu comigo naqueles 3 meses. Depois daquilo tudo mudou de volta. As pessoas vinham a mim nas ruas, depois de toda ridicularização, e diziam "Você parece o mesmo de sempre. Pensei que tinham dito que você ficou maluco." Bem, eu podia parecer o cara de sempre, mas eu não era. Eu de repente via o mundo de maneira completamente diferente e estava fazendo as 3 grandes perguntas: Quem somos nós? Onde nós estamos? Por que o mundo é como é?
 


A partir de então, as peças do quebra-cabeça começaram a me ser dadas de forma fantasticamente sincronizada. Uma delas, que vem de Betty Shine, diz em 1990: "Às vezes ele vai dizer coisas e vai se perguntar de onde elas vieram. Elas serão nossas palavras." Uma outra diz "Conhecimento vai ser posto em sua mente e outras vezes ele será conduzido até o conhecimento." Bem, todo o que posso dizer depois desses 20 anos de experiência, é que essa advertência fez literalmente o que disse. E foi assim que chegou a mim a informação para os livros e outras coisas desde então. Uma outra é: "A busca árdua não é necessária. O caminho já está mapeado. Você só precisa seguir as pistas." de novo ela diz exatamente da forma que aconteceu.


E esse processo de ter percepções e entendimento (insights) e então informações concretas tipo datas, locais, documentos, pessoas que vinham auxiliar, foi o que se desenrolou nestes 20 anos. E foi como se uma força me desse as peças de um quebra-cabeça, na melhor ordem para entendê-lo. E quando vc junta as peças do quebra-cabeça o mundo parece muito, muito diferente, quando você conecta os pontos. Porque o que o sistema quer fazer, por trás da sociedade, é fazer com que as pessoas foquem em pontos, pontos individuais como religião, família, trabalho, time de footebol ou o que for. Não há nada errado em se manter o foco enquanto você mantém também uma visão periférica e global da coisa toda, e você pode perceber que sua concentração se conecta a tudo o mais, mas não é o que o sistema quer. Ele quer a concentração em um ponto isolado para que vc não tenha uma visão ampla das coisas. Assim, nós tentamos passar pela confusão que chamamos vida. O sistema de controle coloca infinitos caminhos para nos distrair e confundir, para nos mantes afastados do entendimento que nos libertaria.

 
A idéia é manter a humanidade constantemente confusa, então nós não sabemos onde estamos, quem somos nós, nem mesmo o que é a realidade. Mas quando você conecta os pontos, e muitos deles não têm, aparentemente, nenhuma conecção com os outros, a luz se acende e de repente a imagem se forma.


Porque isso vai fazer o mundo em que vivemos  extraordinariamente  diferente daquele que nos mostraram desde o nascimento.  O elefante na sala de estar aparece quando você conecta os pontos, e é tão evidente que chega a ser ridículo.
Mas se você não conecta os pontos não há elefante, pois você não consegue vê-lo. Esse elefante na sala de estar significa: existe uma conspiração multinível para escravizar a humanidade em algo parecido com um campo de concentração global.O truque é garantir que os escravos não percebam  que são escravos para que nada façam contra sua escravidão.

Quando comecei essa jornada, 20 anos atrás, nos primeiros anos toda a informação vinha a mim de maneira sincronizada: conhecendo pessoas, encontrando documentos, informações,  tendo experiências, que nos primeiros anos foram o que eu chamo de informações dos 5 sentidos dessa conspiração. As fraudes bancárias, o estado policial, a vigilância orwelliana, o cartel farmacêutico atacando o corpo e o sistema imunológico humano, as guerras planejadas. E então, depois de alguns anos somente seguindo as sincronicidades, seguindo as pistas, eu me deparei com a ligação reptiliana para com as famílias que governam nossa realidade. Então a parte mais importante por volta de 2003, 2002, quando a sincronicidade começou a me dirigir para a natureza da realidade em si.

Enquanto nós não entendermos um pouco do que é ilusão, nós não entenderemos nada sobre como o mundo é nem como o sistema de controle funciona. Então, no decorrer do último ano, essa sincronicidade e as peças do quebra-cabeça me conduziram (?) a mais extrordinária área que é: a Lua não é o que pensamos que é.

Do canal: http://www.youtube.com/user/ShaoHuaLong

_______________________

Mais em:

AGENDA ILLUMINATI - ALDOUS HUXLEY E GEORGE ORWELL A CONHECIAM ATRAVÉS DA FABIAN SOCIETY - DAVID ICKE

http://holosgaia.blogspot.com/2011/05/aldous-huxley-e-george-orwell-sabiam-da.html

A verdade maior de David Icke, os reptlianos estão entre nós e há muito tempo

http://verdadefinal2012.blogspot.com/2011/02/verdade-maior-de-david-icke-os.html


Artigos de David Icke:
http://www.umanovaera.com/david_icke.htm


ARMADILHAS ILLUMINATI
http://linkanexo.blogspot.com/2011/05/armadilhas-illuminati.html

______________________


Eu ainda não sei o que concluir de tudo o que tenho visto. A única coisa que permanece firme em minha mente é a decisão de juntar (ou de não separar!) informações e fatos que aparecem como díspares e distantes entre si, mas que podem ser peças de um mesmo quebra-cabeça. Nós temos que cruzar as mais diferentes informações, checá-las e integrá-las no todo do qual elas fazem parte. E fazer isto fora é fazer isso dentro, pois na verdade, nossa cabeça, é que está desmontada, por assim dizer, dissociada e só entende por partes. Só que o entendimento das partes não é o conhecimento que liberta. É preciso somá-las, juntá-las, é preciso permitir que elas se reúnam e se relacionem. Sem isso, nem mesmo uma acareação é possível. É o que eu tenho sentido, e seguir o sentir também faz parte. Esta palestra de David Icke também aborda este tema. Ao conectar pontos aparentemente isolados, propositalmente separados  por uma barreira  de pré-conceitos, estamos desmanchando um programa milenar e recobrando nossa integridade perdida e nossa percepção do todo.  

Celia

TRADUÇÃO GOOGLE

I still do not know what to conclude from all that I have seen. The only thing that remains firmly in my mind is the decision to join (or not to separate!) information and facts that appear as disparate and far between, but that can be pieces of the same puzzle. We have to cross the most diverse information, check them and integrate them into the whole of which they are part. And to do this outside is to do it inside, for in truth, our head is that it is disassembled, so to speak, dissociated and only understands by parties. But the understanding of the parties is not the knowledge that liberates. You must add them up, put them together, you must allow them to meet and relate. Without this, even a confrontation is not possible. That's what I've been feeling, and the feel is also part. This lecture by David Icke also addresses this issue. When connecting seemingly isolated points, purposefully separated by a barrier of prejudices, we are dismantling a millennial program and we are recovering our lost integrity and our perception of the whole.

 Celia
 

A SEQUÊNCIA COMPLETA:


David Icke The Lion Sleeps No More


PARTE 1 "EU NÃO SOU DAVID ICKE"


http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/1/KRXVNngkhaA
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/2/RDXfBLcC9fU
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/3/6azuDA2eWrw
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/4/PqGDLn8mmEo
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/5/-rnvPbfVNdA
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/6/7qIGAR0j5PM
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/7/cBGeniEobM4


PARTE 2 "CONTROLE DA LUA"


http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/8/RJrBF1hdW2I
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/9/RHdR-cpeyf4
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/10/9JE9_Dc59gg
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/11/HRFVHVXYAr4
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/12/j8VMDGoVOpw
http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/13/YN-qN6jv6Mw
publicado por conspiratio às 23:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 5 de Março de 2011

AMEAÇA EXTRATERRESTRE E CAOS AMBIENTAL PARA UNIFICAR OS POVOS EM TORNO DE UM GOVERNO MUNDIAL



ATAQUE EXTRATERRESTRE E CAOS ECOLÓGICO PARA FORJAR A NECESSIDADE DE UMA NOVA ORDEM MUNDIAL


http://www.youtube.com/user/gaiasohl?feature=mhum#p/a/u/0/RhXSEUJhsiw


Neste vídeo, Olavo de Carvalho nos diz que para unir os povos da Terra e faze-los aceitar um controle central global, nada como o desespero da luta contra um inimigo comum, que pode ser o caos ambiental de proporções mundiais ou os extraterrestres. Isso está registrado no relatório Iron Mountain Report.


Isso era algo que o desacreditado Milton William Cooper já bradava aos quatro ventos inutilmente (e acabou sendo morto). Ele descobriu, entre outras coisas, um plano em andamento  desde 1917 ou antes, para forjar a farsa de uma grande ameaça alienígena ao nosso planeta, perturbadora o suficiente para permitir (ao governo paralelo) impor um governo mundial totalitário.


Extraído da série "Olavo de Carvalho: Nova Ordem Mundial"
http://www.youtube.com/watch?v=ppdA45V39lo
do canal fimdostemposnet


___________________________


Invasão extraterrestre
http://www.youtube.com/watch?v=lwTrmWA15kw
Do canal: verdadeoculta

___________________________

CONSPIRAÇÃO ORION - FALSO ATAQUE EXTRATERRESTRE (completo)

http://www.youtube.com/user/gaiasohl#p/u/5/Wfl2wn3hoyA


___________________________
 
A FALSA INVASÃO EXTRATERRESTRE - BILL COOPER
http://www.youtube.com/watch?v=6mAC2rkCWKQ


No ano de 1972, Milton William Cooper deparou-se com alguns papéis secretos, entre os quais "Operation Majority", na verdade uma sinopse dos projetos que o original conteria. Um destes projetos era o "Project Red Light", cujo objetivo era adaptar a tecnologia capturada dos extreterrestres para uso do programa espacial norte-americano. Este foi o alerta para que Bill Cooper iniciasse sua investigação sobre a realidade dos extraterrestres. E o que descobriu, entre outras coisas, foi um plano, em andamento desde 1917 ou antes, para forjar a farsa de uma grande ameaça alienígena ao nosso planeta, perturbadora o suficiente para permitir (ao governo paralelo) impor um governo mundial socialista totalitário.


Havia um documento que mencionava o discurso de John Dewey: "A melhor maneira de unir todas as nações do globo seria um ataque de outro planeta. Diante de tal inimigo extraterrestre, as pessoas reagiriam com uma sensível unidade de propósito e interesse" . Outro fazia menção à guerra com aliens como substituta para as guerras internas. Alguns experimentos foram propostos para provar a credibilidade da tese de uma ameaça global (um inimigo comum) como fator de unificação planetária, tal como a poluiçâo ambiental em alto grau! Enfim, criaram tantos inimigos alternativos para complementar seus planos de um Estado mundial totalitário, que não sabemos qual deles é real e qual é falso.

Estas propostas do congresso para desarmar a população, a contaminação intencional de nossos lagos, rios, mares, foram planejadas muitos anos atrás. Ronald Reagan sugeriu 6 vezes em discursos, na ONU inclusive: "Talvez necessitemos de uma ameaça externa universal. Ocasionalmente penso que nossas diferenças em nível mundial rapidamente se desvaneceriam se estivéssemos enfrentando uma ameaça extraterrestre, de fora deste mundo."


Há todas as pistas de uma exitosa e sofisticada operação de controle mental na história do mundo. Que melhor maneira de implementar um plano para implantar uma ditadura mundial que a de criar nas mentes de todos a idéia de que estamos sendo ameaçados por uma espécie alienígena? De que a Terra é muito pequena e apresentar aos povos uma raça superior, uma civilização em tudo superior à nossa, para causar a dissolução das nações, das religiões, e com isso facilitar a aceitação de um governo global?


(William Cooper 1943-2001 foi assassinado Novembro de 2001)


Textos de WILLIAM COOPER:



"ARMAS QUIETAS PARA GUERRAS SILENCIOSAS"


A arma silenciosa é um tipo de guerra biológica. Ela ataca a vitalidade, as opções e mobilidade dos indivíduos de uma sociedade de conhecer, compreender, manipulando e atacando suas fontes de energia natural e social, e seu estado mental, físico e emocional, forças e fraquezas.


Por conseguinte, no interesse da futura ordem, paz e tranquilidade mundial, foi decidido privadamente uma guerra silenciosa contra o público americano com o objectivo último de permanente tranferência de energia social e natural (riqueza) dos muitos indisciplinados e irresponsáveis para as mãos dos poucos auto-disciplinados, responsáveis e dignos.


Assim, uma nação se torna dividida em duas partes muito distintas, uma DÓCIL SUB-NAÇÃO (a grande maioria silenciosa) e uma POLÍTICO SUB-NAÇÃO. A sub-nação política mantém-se atada à dócil sub-nação, tolera, e rouba o seu conteúdo até que cresça forte o suficiente para separar-se e, em seguida devorar seu pai."

(Citação de um documento Illuminati descoberto em uma copiadora IBM em 1986. O texto integral pode ser lido em Behold a Pale Horse, de Milton William Cooper. Publicado por Tecnologia de Luz Editorial, 1991).
_____________________________________


http://www.jimnicholsufo.com/the-enemy-within/


Cavalo de Tróia (Milton William Cooper)

Foi acordado que seriam construídas bases para a utilização da nação extraterrestre e que as duas bases seriam construídas para a utilização em comum da nação extraterrestre e de Governo dos Estados Unidos. Estas bases Aliens seriam construídas sob as reservas indígenas na região de Four Corners of Utah, Colorado, Novo México e Arizona, e seria construído em uma área conhecida como o país estrangeiro e do Governo dos Estados Unidos chamado de "Dreamland" A seção seria a certa distância da Base Aérea de Nellis, em Nevada. 

"Em 1955, tornou-se evidente que os alienígenas tinham enganado Eisenhower e tinham quebrado o tratado." Seres humanos mutilados foram encontrados junto com os animais mutilados nos Estados Unidos. Suspeita-se que os alienígenas não apresentaram uma lista completa de contatos humanos e abduzidos Majestic12 e suspeita de que nem todos os seqüestrados tinham sido devolvidos. A União Soviética era suspeita de interagir com eles, e isso se provou verdadeiro. Os aliens disseram que tinham sido eles, e então começou a manipulação em massa de pessoas através de sociedades secretas, feitiçaria magia ocultismo e religião. Depois de várias reuniões de Combate Aéreo da Força Aérea com uma nave alienígena também se tornou claro que as armas não podiam competir contra eles.


Uma importante conclusão do estudo extraterrestre foi que o público não deveria ser informado. Acredita-se que isto provavelmente levaria a um colapso econômico, o colapso da estrutura religiosa e pânico nacional, o que poderia levar à anarquia. O sigilo, portanto, continuou. Uma conseqüência desta descoberta é que, se ao público não podia ser contado, ao Congresso tb não podia ser contado.


Outra constatação importante foi que os extraterrestres estavam usando humanos e animais como uma fonte de secreções glandulares, enzimas, secreções hormonais, o plasma sanguíneo e, possivelmente, experimentos genéticos. Os extraterrestres explicaram que essas ações foram necessárias para a sobrevivência. Disseram que sua estrutura genética havia se deteriorado e já não eram capazes de desenvolver uma tecnologia que permitisse que se reproduzissem. Declararam que se poderiam melhorar a sua estrutura genética, a raça logo deixará de existir. Recebemos suas explicações com extrema suspeita. Uma vez que as armas eram literalmente inúteis contra os alienígenas, Majestic12 decidiu continuar amistosas relações diplomáticas até que fôssemos capazes de uma "base militar".

(De um Cavalo de Tróia por Milton William Cooper, publicado pela Tecnologia de Luz Editorial, 1991.) 

http://atlantictimes.wordpress.com/2010/01/15/caballo-de-troya-milton-william-cooper/


http://holosgaia.blogspot.com/2011/02/sobre-ufos-negacao-desinformacao-testes.html

_________________________


http://minhamestria.blogspot.com/2011/03/cientistas-pedem-onu-sistema-de-defesa.html#main

_________________________ 


______________________

Rauni Kilde fala sobre o fim do mundo em 2012, Illuminatis, Extraterrestres


________________________



CAROL ROSIN e VON BRAUN - UFO DISCLOSURE - REVELA A MENTIRA DA AMEAÇA ALIEN

CAROL ROSIN, trabalhou nas Indústrias Fairchild, nos anos 70, na pesquisa aeroespacial, com o cientista do programa espacial americano, Dr Wernher Von Braun.


                                                   Dra Carol Rosin - consultora aeroespacial


Conforme extraído do WIKIPEDIA, apenas para pegar algo resumido, Wernher Magnus Maximilian von Braun (Wirsitz, 23 de março de 1912Alexandria, 16 de junho de 1977) foi um cientista alemão e uma das figuras principais no desenvolvimento de foguetes na Alemanha e nos Estados Unidos. Filho de um barão prussiano, demonstrou desde cedo grande inteligência e pendor técnico. Estudou engenharia mecânica no Instituto de Tecnologia Charlottenburg, de Berlin. Antes e durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhou no programa alemão de foguetes, alcançando progressos memoráveis. Em 1937, foi nomeado diretor do centro de experimentação de Peenemünde, onde foi responsável do aperfeiçoamento da bomba-foguete os foguetes V-2, que seriam utilizados cerca de 4000 vezes principalmente na Inglaterra, em resposta aos milhares de bombardeios aéreos dos aliados sobre as cidades alemãs. 

Von Braun na época da guerra com os alemães

Com a derrota da Alemanha, e vendo que os russos estavam levando para seu território não só as instalações remanescentes de Peenemunde, mas também a maior parte dos engenheiros alemães, decidiu entregar-se voluntáriamente, com seus principais auxiliares, aos americanos 
Von Braun se rendendo


Entrou nos EUA através do (na época) secreto programa chamado Operação Paperclip. Nos EUA, é respeitado como um dos heróis do programa espacial.


                                                        Von Braun - capa da Time - 1944


Entrou na NASA em 1960, tornando-se diretor do Centro Espacial de voo Marshall de 1960 à 1970, onde dirige os programas de voos tripulados: Mercury, Gemini e Apollo. Ele é o pai do foguete Saturno V que levou os astronautas dos EUA à Lua.




Naturalizou-se cidadão dos EUA em 1955.
Em 1972, deixou a NASA para se tornar diretor adjunto da empresa Fairchild Industries. Morreu em 1977 de câncer no fígado.


Carol Rosin trabalhou com Von Braun na Fairchild Industries e, por 3 anos e meio, Von Braun informou-a sobre a importância de se alertar a população para os planos de militarização do espaço com a finalidade de controle da Terra a partir do espaço e controle do próprio espaço. Na época, anos 70, enconcontravam-se em meio à guerra fria, sob a dita "ameaça comunista", e Von Braun alertou a Carol Rosin, por diversas vezes, que a  essa ameaça seguiriam-se outras. Alertou que após a ameaça comunista, a próxima seria o terrorismo, depois a ameaça seguinte seriam os problemas no terceiro mundo, em seguida, seriam os asteróides e, por fim, a última carta seria a AMEAÇA ALIENÍGENA! Exceto que ele repetiu várias e várias vezes para a Dra. Carol Rosin que todas as ameaças seriam falsas, não seriam reais. Recomendou a ela que viajasse pelo mundo para se certificar do que ele estava falando, o que ela fez após sua morte. 

Ela viajou a mais de 100 países, como consultora em assuntos ligados à área aeroespacial, inclusive China e Rússia, onde constatou que, apesar das alegações de que estariam desenvolvendo projetos de construção de Bases Espaciais Armadas, tal não era verdade, exatamente como Von Braun havia alertado. Von Braun explicou-lhe, igualmente, que essas mentiras eram uma fórmula, uma estratégia empregada com o fim de justificar a militarização do espaço, para obter o controle da Terra e do próprio espaço dessa forma. Todavia Von Braun pedia-lhe que impedisse essa vitimização do espaço, já que esses armamentos espaciais em nada iriam contribuir para solucionar os problemas da Terra, nada resolveriam contra ameaças climáticas, ameaças virais, fome e outros e que tínhamos tecnologia e condições de resolver todos esses problemas sem guerras, sem essas mentiras. Afirmou, ainda, que podemos conviver pacificamente, inclusive com os aliens e reverter essa intenção gananciosa de militarizar o espaço em algo cooperativo, que beneficie toda a humanidade.


Na transcrição de seu depoimento, no link citado abaixo, Carol Rosin deixou bem claro que Von Braun, por estar doente e morrendo de câncer na época em que trabalharam juntos, praticamente implorou para que ela assumisse sua pretensão de alertar a população e impedir a militarização do espaço. Na transcrição ela também deixou claro de que ele sabia algo sobre a questão envolvendo a ameaça alienígena de que tinha muito medo, tanto que nunca chegou a contar a ela tudo o que sabia. Mas enfatizou diversas e diversas vezes, "Carol, a última carta será a ameaça alienígena, "essa será a cartada final".


Bem, tudo isso está em suas próprias palavras na palestra para ufo disclosure abaixo, só que não encontrei legendado. Tem aquelas legendas experimentais no youtube, que quebram um galho mas não são perfeitas, por isso postei um resumo do que ela informa acima:




Aqui está uma transcrição de sua entrevista no link: CAROL ROSIN TESTIMONY.
Está em inglês, mas quem quiser pode colocar no google tradutor que dá para entender bem.

___________________________________


Uma opinião recebida por e-mail:

Sobre o resto do assunto, sempre fico pasmado em ver como a energia do medo está tão presente nas pessoas. Para facilitar, vou reduzir ao mínimo comum: os poderes existem, os planos também e são nefastos, mas agora já não tem muita importância porque tudo irá mudar: para melhor. Os escuros já perderam a guerra e sabem disto; só não querem é largar o osso, como cães raivosos que não tem o que comer.

Quanto maior o poder, maior a queda: Bildebergs, Rockefellers, Bushes, Rothchilds não importa o nome; só estas duas palavras: GAME OVER.

Já não importa quem, o quê ou como tudo aconteceu. O importante é como será o futuro: magnífico, numa única palavra; além da nossa mais impossível imaginação.

Haverá um processo; haverá alguma dor; bastante destruição e muitas mortes (todas previamente combinadas) mas o resultado será o que precisamos. Portanto, é inútil ficar gravitando em volta de um apocalipse virtual. Não vale a pena gastar nossas energias nessas vibrações invertidas.

Estamos super-dimensionando problemas e subestimando objetivos. É hora de inverter o jogo.

Antonio Carlos - MG
Eusouoqsou


___________________________

Até agora, a impressão que tenho é que há pelo menos 2 forças em disputa e pelo menos uma delas está tentando obter o controle totalitário do planeta, aliada a alguns ETs nefastos, como diz Ernesto Bono. E me passa pela cabeça, de vez em quando, que talvez a questão da maioridade da Terra e sua inserção na vida cósmica tenha a ver com isso. Quem dominar a Terra será seu representante legal diante desses novos parceiros? Existem leis cósmicas que impõem um certo protocolo a ser seguido para ser considerado um representante legal do planeta? Um invasor ou tirano em escala planetária pode cair nas mãos da justiça cósmica? Nesse caso, o que acontece se a dócil e ignorante população terráquea começar a se rebelar, clamar por justiça e a delatar a impostura nos escalões do poder? Vc já reparou como a elite impostora estranhamente toma cuidado com a opinião pública? Tudo é feito sigilosamente, de forma disfarçada, cheia de manipulações. Será o medo da manada fora de controle? Ou de dar motivos para uma intervenção externa? 

No entanto, não posso deixar de considerar que aquilo a que chamamos Terra, Sistema Solar, galáxias, espaço, e outras descrições tridimensionais, podem não corresponder totalmente a verdadeira natureza dos fatos. (Celia) 

publicado por conspiratio às 17:18
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

.mais sobre mim

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. CONTROLAR VOCÊ É TUDO O Q...

. SOL, SERENIDADE E CURA - ...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. TOTALITARISMO - SONHANDO ...

. INTERNET - MEDIDAS DE CON...

. GOVERNO NEGOCIANDO COM O ...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas