Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

SERES EXTRATERRESTRES E A EVOLUÇÃO E DESGRAÇA DA HUMANIDADE

.
.

SERES EXTRATERRENOS E A EVOLUÇÃO E DESGRAÇAS DA HUMANIDADE

De Albert Einstein a Maomé, de Jesus Cristo a Helena Blavatsky e Buda – os grandes líderes religiosos da história, bem como os grandes cientistas – todos contam que em certos momentos seus ensinamentos lhes chegaram à mente em forma de pensamentos. Por outro lado, também os chamados “gênios do mal” (Hitler e Nero, por exemplo) foram orientados, muitas vezes, por seres e vozes misteriosas, além das visões.

Equipe Planeta

Muitas e diferentes linhas do pensamento esotérico e ocultista afirmam que o universo é povoado por várias inteligências estranhas, tanto superiores quanto inferiores ao homem no processo evolutivo. A tarefa que essa crença nos impõe é descobrir em definitivo o que são essas inteligências e o que querem elas com o homem.

Para o psicólogo italiano Assagioli, existe até mesmo uma categoria de inteligência que é basicamente má. Ela atuaria através de um ser humano qualquer – que lhe serviria de “canal” – trazendo ao mundo doutrinas distorcidas, méis verdades e idéias que só servem para espalhar a desarmonia e a confusão entre os homens. Outras inteligências, ao contrário, semeariam o conhecimento e os mistérios da matéria e da alma. Exemplo disso é o físico americano Saul-paul Sirag, o qual disse conhecer mais de cem cientistas que afirmaram ter tido contato com seres de outros planetas.

Um deles é John Lilly, que faz pesquisas sobre a inteligência dos golfinhos. Eis o que ele escreveu em sua autobiografia: No futuro, a humanidade será composta de indivíduos conscientes, corajosos, instruídos e experientes, ligados entre si como uma verdadeira rede de comunicações. Essa rede existe e já funciona sobre todo o planeta. Ela se estende também sobre outros mundos, fora da Terra.”

A mais importante prova para a existência de inteligências extraterrestres que se comunicam com médiuns é o conteúdo das declarações desses mesmos médiuns. E aqueles que insistem na idéia de que as mensagens em questão são oriundas do subconscientes dessas pessoas são obrigadas a admitir, então, que o subconsciente desses médiuns é extremamente criativo e muitíssimo bem informado.

Grande parte da literatura esotérica e dos livros considerados sagrados pelas diferentes religiões dizem que seu precursor serviu apenas como “canal” entre os homens e a divindade. A obra era ditada por outra inteligência.

Wilson, autor do livro de ficção científica Iluminatus, é um dos que dizem ter tido contato com inteligências extraterrenas. Em seu livro Gatilho Cósmico, ele conta suas experiências e a de seus amigos, especialmente Timothy Leary, com seres da estrela Sírius. O livro O Mistério de Sírius, de Robert Templo, diz que algumas das figuras-chave do moderno ocultismo, como Helena Blavatsky, Gurdjief e Aleister Crowley, tiveram também contato com Sírius.

Na manhã de 23 de Julho de 1973, Wilson conta que acordou com uma mensagem na cabeça: “ Sírius é muito importante”. Inicialmente, não descobriu por que a estrela poderia ser tão importante, mas começou a procurar o motivo da mensagem. Nessa época ele fazia algumas leituras sobre ocultismo, e num livro sobre Crowley descobriu que este considerava Sírius como a fonte de sua corrente mágica. Descobriu também que aquele mesmo dia, 23 de Junho, era o dia em que a ligação entre Sírius e a Terra era mais forte., segundo a tradição egípcia.

Três anos depois, lendo o livro de Robert Temple, Wilson encontrou a hipótese de que, por volta de 4500 a.C., já havia um contato entre seres humanos e inteligência do sistema de Sírius. Segundo Temple, existia uma forte ligação entre a estrela e as religiões do Egito, Babilônia e Grécia.

AS PROFECIAS DO COMETA KOHOUTEK

Em Julho de 1973, quando teve suas primeiras experiências, Wilson formou um grupo telepático, tencionando contatar uma inteligência superior no universo. A experiência levou ao recebimento de uma inteligência supostamente extraterrestre: nessa mensagem, foi prometido um sinal por parte do ser: “Mandaremos um cometa a seu sistema solar, sinal de que chegou a hora de vocês fixarem o olhar nas estrelas.”

Meses depois, curiosamente, surgiu o cometa Kohoutek em nosso sistema solar, movendo-se na direção do Sol. Os astrônomos preparam-se para estudá-lo mais de perto – mais pouco depois, inexplicavelmente, o tão aguardado cometa passou ao largo, desaparecendo no espaço.

Existem muitos exemplos de pessoas que receberam mensagens contendo profecias e revelações. É o caso do profeta Maomé, que diz ter tido uma “visão” – chamada por ele de “Arcanjo Gabriel” – que lhe entregou um rolo de seda com inscrições. Assim Maomé leu as leis divinas que mais tarde seriam incluídas no Corão.

Em 1821, Joseph Smith, um matuto norte-americano, teve uma experiência semelhante. Afirmou ter estado em contato com um ser chamado Moroni, que lhe revelou o local onde estavam certas tábuas de ouro. Smith foi ao local indicado, desenterrou as tábuas e traduziu os estranhos sinais que as cobriam. Feito isso, as tábuas se desmaterializaram. Mais tarde, a tradução de Smith foi publicada com o nome de Livro dos Mórmons, tornando-se a bíblia de mais uma religião.

Outra obra desse gênero, a Dahpse, foi escrita pelo dentista americano John Newbrough, em 1880. Certo dia, ao acordar, Newbrough encontrou seu quarto cheio de seres que tinham a forma de pilares luminosos. Eles lhe ordenaram a compra de uma máquina de escrever e que passasse a escrever nela durante uma hora por dia.

Newbrough obedeceu e, apesar de não saber usar a máquina, escrevia cerca de 1200 palavras por hora. O livro fala ao mesmo tempo da história da raça humana e de uma certa cosmologia que relata, com precisão, a existência do cinturão de Van Allen ao redor da Terra – somente descoberto décadas depois.

O já citado Assagioli escreveu certa vez que” o importante é que a humanidade tem que admitir que realmente existem inteligências superiores – do que ela (a humanidade) parece não gostar. Chegou a hora de reconhecer a hierarquia que realmente existe. Mas cuidado, existem também forças negativas que tentam impedir que tudo aconteça, e um de eu métodos é introduzir em suas comunicações, ensinamentos falsos. Isso não é difícil para elas, pois são bastante espertas. E, disfarçando-se em seres agradáveis, podem só enganar. É preciso ter sempre cuidado.”

Realmente, o grande psicólogo italiano considerava a existência de inteligências superiores e não-humanas, um fato totalmente normal. E, na verdade, seu ponto de vista sobre seres astutos e maldosos explica a discrepância contradição entre que existem na literatura sobre extraterrenos, onde surgem declarações de seres altamente inteligentes e outras de seres que nada ficam a dever a um imbecil terráqueo qualquer.

Os esoteristas acreditam, assim como Assagioli, que existe uma hierarquia espiritual que de certa forma vigia, organiza e lidera nosso planeta, e que gradativamente e de várias formas, transmite sua sabedoria aos seres humanos.

OS TEXTOS DE SETH E A FÍSICA

Esse fenômeno ocorreu, sem dúvida, entre 1875 e 1890, quando Helena Petrovna Blavatsky escreveu A Doutrina Secreta. Outra parte foi realizada por Alice Bailey, que, entre 1919 e 1949, escreveu uma série de livros transmitidos telepaticamente por um certo mestre Djual Khul, conhecido como “o tibetano”. O conteúdo dos livros é apresentado como uma doutrina que esse “tibetano” teria recebido de uma fonte superior. A própria Alice Bailey explica em sua autobiografia, como escrevia seus livros: “Tinha de escrever em períodos regulares. Os livros foram ditados de forma precisa e clara, transmitidos palavra por palavra, de tal modo que podia dizer que ouvia uma voz pronunciando as palavras.”

Um exemplo recente de textos transmitidos por uma inteligência extraterrestre são os chamados textos Seth, recebidos pela médium americana Jane Roberts.

Numa tarde de outono de 1963, Jane Roberts, jovem autora que publicara pouco antes seu primeiro livro, sentou-se para escrever uns poemas. Ela mesma conta o que aconteceu a partir daí:
“De repente, surgiu na minha cabeça, com uma tremenda força, uma avalanche fantástica de idéias novas e radicais. Eu estava em contato com uma força de tremenda energia. Parecia que o mundo físico era fino como papel, escondendo dimensões infinitas de realidade. De repente essa coisa foi jogada através daquele papel, e ouvi o som de uma coisa sendo rasgada.”

Sua mão começou a escrever sem parar, e, quando ela voltou a seu estado normal de percepção, descobriu que fizera um monte de anotações sobre idéias que lhe eram desconhecidas e que tinham um título: O Universo Físico Como Construção de Uma Idéia.

Mais tarde, essas idéias foram ampliadas por seu inspirador, Seth, enquanto Jane Roberts estava em transe e seu marido anotava o que ela dizia. Logo Seth começou a se manifestar como uma personalidade independente e forte, e o casal passou a organizar, duas vezes por semana, sessões onde Seth pudesse transmitir suas idéias.

Rob, marido de Jane, contou que quando ela estava em contato com Seth, sua voz ficava mais grave e seus gestos mais masculinos. Seth, porém, explicou que se manifestava daquela maneira para facilitar a comunicação. "Eu me transformo em algo que é mais fácil de ser compreendido e aceito", disse Seth. Explicou ainda que a personalidade é multidimensional, isto é, cada indivíduo também existe em outros planos e dimensões. Uma identidade completa, então, é bem mais que o simples "eu" com o qual no identificamos normalmente.

Seth chamava Jane de Ruburt e falava dela como se ela fosse um homem, apesar de saber que aqui, na Terra, ela era uma mulher. Mas, explicou o ser, Jane é somente um fragmento de uma personalidade total da qual Ruburt é outro fragmento – o fragmento que Seth achava mais apropriado para servir como canal de comunicação.

Eugene Barnard, psicólogo da Universidade do Estado da Carolina do Norte (EUA), participou de uma das sessões e teve uma longa conversa com Seth, descrevendo assim o que sentiu: “A melhor descrição que posso dar daquela noite é que foi para mim uma conversa deliciosa, maravilhosa, com uma pessoa ou inteligência, seja o que for, cujo intelecto e conhecimento estão bem acima dos meus. Não sei qual a explicação que um psicólogo ocidental daria a esse fenômeno, mas não acho que Jane Roberts e Seth sejam a mesma personalidade ou a mesma pessoa, ou ainda diferentes faces da mesma pessoa ou da mesma personalidade.”

O próprio Seth entende como é difícil para nós, seres humanos, entendermos e aceitarmos a existência de seres não físicos: " Se eu conseguir convencer vocês da realidade de minha personalidade independente", disse ele certa vez, "então ficarei satisfeito. Não sou uma personalidade secundária, não faço a mínima questão de dominar a vida de Ruburt nem espero que ela se submeta. Não sou uma parte reprimida da identidade de Ruburt."Essa declaração foi feita durante uma palestra de Seth para um grupo de estudantes de psicologia. Nessa ocasião ele comentou: "Tanto faz para mim se vocês me consideram um produto do subconsciente, mas essa é uma observação totalmente incorreta. Se vocês acham que sou uma parte prolongada e inconsciente da personalidade de Ruburt, então precisam admitir que este inconsciente é clarividente e telepático, já que demonstrei ser clarividente e telepático. Então Ruburt também os possui."

EXERCITANDO O OLHO INTERIOR
E Seth disse mais: "Tive muitas profissões e Ruburt não se lembra de nenhuma delas. Não sou a imagem paternal de Ruburt nem a figura masculina que se esconde no fundo do espírito feminino. Sou simplesmente uma entidade composta de essência energética que não mais assume a materialização numa forma física. Não fui gerado artificialmente através de hipnose, nem alguém mexeu artificialmente com a personalidade de Ruburt. Não houve histeria; Ruburt me permite usar seu sistema nervoso sob condições bastante controladas. Ele não me deu permissão para usar seu corpo como bem entendesse nem gostaria que fosse assim. Tenho mais o que fazer."

Tudo isso dá uma idéia clara da personalidade de Seth: ele é bem informado, argumenta com clareza e lógica e parece se divertir com as explicações psicológicas criadas pelo homem para algo que de outro modo não poderia aceitar. Enquanto isso, Seth diz apenas, de si mesmo: "Sou simplesmente uma personalidade composta de essência energética que não se manifesta mais na forma física."

Mas Seth não é um espírito, apesar de admitir que já viveu outras vidas e teve um corpo físico em vidas anteriores. De qualquer forma, o que realmente parece interessar a Seth – tanto que ele tenta transmitir esse conceito em todos os seus contatos – é que todas as realidades, físicas ou não, são criações do espírito ou da consciência.

Como diz o próprio Seth: “Vocês acham que os objetos têm uma existência independente de vocês. Não entendem que eles são a manifestação física de seu próprio ‘eu’ psíquico. Nós, por outro lado, sabemos muito bem que somos nós mesmos que criamos nossa própria realidade, e por isso nós a fazemos com tremenda alegria e dedicação criativa. No meu ambiente vocês iriam sentir-se totalmente perdidos, iriam achá-lo uma confusão sem nexo, sem ligação entre as coisas.”

A função de Seth (como a própria entidade o diz) é a de um professor, e ele a exerce tanto na nossa realidade quanto em outras, utilizando-se sempre da parte apropriada da sua entidade e ensinando as mesmas coisas da forma que considera ser a melhor.

Assim, para transmitir seus ensinamentos ao nosso mundo ele escreveu um livro. Ou melhor, ditou-o através de Jane Roberts. Em 1970, esse livro foi publicado com o titulo The Seth Material ( “O Relatório Seth” aproximadamente), onde Roberts descreve como Seth surgiu e cita vários de seus ensinamentos.

Naquele mesmo ano de 1970, Seth avisou que iria escrever outro livro. Primeiramente, então, estabeleceu um esquema para os capítulos; depois, durante dezoito meses, ditou o texto. Quando pronto o livro, somou 500 páginas; foi publicado em 1972, sob o título Seth Speaks (Seth Fala), e nele são desenvolvidos temas com uma lógica impressionante e grande autoridade.

No prólogo do livro, o próprio Seth diz: Toda a sua atenção se encontra concentrada de um modo bastante especial num ponto que você chama de realidade. Mas, em redor, de todos os lados, existem outras realidades, ignoradas ou rejeitadas por você, que assim apaga todos os estímulos irradiados por elas. Há uma razão para isso, mas você mesmo tem que descobri-la. Quero abrir seu olho interior.”

Muitos leitores dos livros se convenceram da realidade da existência, do valor dos ensinamentos e da existência de Seth independente de seu canal. É como afirma Seth: “Personalidades que não existem não escrevem livros.”


(fonte: uma antiga revista Planeta - 1981?)

.

publicado por conspiratio às 21:03
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

O PODEROSO ATO DE COMPRAR

.
.

O supermercado é político

Samantha Buglione

Jurista e professora

buglione@antigona.org.br

Falar que o “supermercado é político” é dizer que o mais privado dos atos, o de buscar alimento e garantir necessidades primárias, não se encerra na hora de pagar a conta. A escolha do produto até pode se dar por razões econômicas, busca de qualidade ou, ainda, ideologia. Contudo, ao escolher um produto também se escolhe, querendo ou não, uma forma de produção, um tipo de relação de trabalho, um determinado impacto ambiental. Em suma, comprar algo é trazer para casa, além do produto, a sua cadeia de fabricação e as conseqüências. Ignorar esses fatores é se proteger de duas conseqüências do conhecimento: liberdade e responsabilidade.


Dados de recentes pesquisas demonstraram que produtos orgânicos possuem mais nutrientes que os alimentos da produção linear. Ou seja, não é apenas uma questão de quantidade, mas de qualidade. Pode até ser que a agricultura orgânica não produza tanto quanto a linear, mas alimenta mais. O artigo “Comparação da qualidade nutricional de frutas, hortaliças e grãos orgânicos e convencionais”, publicado no “Jornal de Medicina Alternativa”, relata que produtos orgânicos, em média, contêm 29,3% mais magnésio, 27% mais vitamina C, 21% mais ferro, 26% mais cálcio, 11% mais cobre, 42% mais manganês, 9% mais potássio e 15% menos nitratos. Indo mais além, conforme relatório do “Environmental Group”, atualmente, ao completar um ano de vida uma criança já recebeu, por conta do consumo de alimentos convencionais, a dosagem máxima aceitável pela Organização Mundial de Saúde de oito pesticidas altamente carcinogênicos para uma vida inteira.


Além das questões nutricionais, alimentos orgânicos e de agricultura familiar contribuem para a empregabilidade no campo. O que evita o êxodo rural, e, por conseqüência, o aumento de favelas em centros urbanos.

Um outro dado importante é que quem produz alimento para o brasileiro não é a produção convencional ou linear ou o agronegócio, mas a agricultura familiar e orgânica. Mais da metade do feijão vem da produção familiar; no caso do arroz, mais de um terço; e, da mandioca, 90%. Essas são algumas informações que demonstram a importância do setor na economia brasileira, um setor responsável por uma média de 10% do produto interno bruto (PIB) nacional, conforme dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.


E, mais, o que realmente alimenta é a produção de grãos, vegetais e hortaliças. A carne de suínos, aves e bovinos não é o alimento mais completo em nutrientes ou que vai estar na mesa de todos os brasileiros. O Brasil é campeão de exportações. E Santa Catarina orgulha-se dos seus números. No entanto, ao exportar a carne produzida por aqui também se exporta a água potável, os milhões de hectares utilizados para alimentar os animais, as florestas queimadas. A única coisa que fica são os resíduos. A Epagri de SC revela que as fezes dos 5,6 milhões de suínos que existem no Estado produzem 9,7 toneladas de dióxido de carbono por dia. Para 1 kg produzido de carne de suíno ou bovino é gerado o equivalente a 8 kg de excremento. Imagine levar tudo isso para casa ao comprar um inocente pacotinho de presunto para o sanduíche? Não levamos. Desde 2005, no Brasil, há mais bois e vacas que homens e mulheres, 200 milhões de bovinos ocupam um espaço três vezes maior do que toda a área cultivada no País e consomem quatro vezes mais água.

Se for uma questão de aumento da riqueza nacional e de estratégia para matar a fome dos brasileiros, a nossa matemática não está bem certa. Afinal, o agronegócio nem emprega tanta gente assim e os custos ambientais com a poluição de rios, solo, mananciais e emissão de metano são revertidos ou para o preço final do produto ou para o Estado, que terá mais gastos com saúde e políticas para despoluição. Aí, quem paga a conta somos todos nós, querendo ou não, sabendo ou não.

Foi-se o tempo em que comprar mandioquinha, feijão ou ovos era só comprar mandioquinha, feijão ou ovos. Quando se leva ovo para casa, o da produção convencional, se está chancelando, incentivando e financiando um processo que trata animais como coisa; que ignora que sentem dor e que possuem uma forma própria de viver a vida. Além de fazê-los viver de forma confinada e sendo alimentados com uma ração que contêm tantos aditivos que os transformam mais em uma pasta química do que em um ser vivo. Nem o peitinho de frango se salva.
Ir ao supermercado é fazer política. É fazer escolhas. É dizer que tipo de produção de alimentos queremos e que tipo de empregos queremos financiar. O ato de escolher e comprar o que se vai consumir pode ser silencioso, mas é muito poderoso.


http://www.an.com.br/2007/out/16/0opi.jsp

.
tags: ,
publicado por conspiratio às 20:42
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

PRISIONEIROS VIVENDO DA LUZ

.
.



Sobre o livro "UM MUNDO DENTRO DE UM MUNDO" transmissão telepática da Russia pelo grupo X-7, Editora Pensamento:


A partir da orientação de um mestre (DK), um grupo da Califórnia contatou telepaticamente, vários outros grupos, para formar uma rede de luz. Entre estes grupos, aquele de prisioneiros politicos numa situação extrema, do qual nos fala o livro:

"Havia 370 grupos desses, e todos tinham nomes em código. Um deles era o da Sibéria, encarcerado numa mina de sal e conhecido como X-7." (Peter Caddy-1979)
Bem, o X-7 fala o tempo todo de uma energia: "A substancia da vida é visivel para aqueles que a buscam em profundidade, ilumina, dá poderes e a seu tempo, revoluciona os processos do pensamento."

"A Substancia Invisível faz-se visível para a mente preparada para recebe-la. Em outras palavras, a mente que a recebe qualifica-a ao dar-lhe forma...Utilizamos essa "substância" como luz- o poder de ver, utilizamo-la como força ou energia - o poder de fazer, com ela podemos tambem moldar e materializar o que quisermos. Dizendo em outras palavras, a substância não-diferenciada éo potencial criativo que sempre existe e sempre se expande com o pensamento.

"...descobrimos a substância como nossa luz e usamo-la como guia na escuridão para iluminar nossas mentes e nutrir a vida das células de nossos corpos, de modo que uma simples colherada de comida nos sustenta por um longo periodo. Assim, pois, vivemos na propria essência da existencia já que, por meio do estudo e da meditação sobre isto, encontramos a Substância Eterna, inerente a toda forma, e que descobrimos quando aceitamos o fato de que podemos utilizá-la. Uma vez que encontramos o que pode nutrir a mente, o corpo e a alma"...

"Queríamos averiguar com que gênero de pensamento podíamos inspirar esta radiação a trabalhar a nosso favor. Sabíamos que ela nos era visível apenas por causa de nossa profunda necessidade e desejo de servir a nossos irmãos, embora estivéssemos sepultados sob a terra, condenados a trabalhos forçados até a nossa morte por desnutrição. Com este pensamento começamos a investigação e, depois de algum tempo, descobrimos que nossos corpos físicos respondiam como se lhes houvesse sido dado um elixir da vida. Nossa pele, normalmente escura e maltratada pelo trabalho exaustivo, tornou-se transparente e radiante. Podiamos trabalhar durante muitas horas, estudar durante a noite e ainda manter-nos com vitalidade e frescor como se houvessemos injetado um potente reconstituinte em nosso sangue."



Mais :
http://www.comunidade-espiritual.com/blog.php?sub_section=view&id=1803

14 de maio de 1954


(...) Estamos unidos a vocês em intensa concentração. Gostaríamos de nos aprofundar mais no uso do que vocês chamam radiações de cor-som, suas reações e a resposta do mundo da forma a elas. Nestes momentos experiências variadas estão sendo feitas por todo o planeta e no éter que o rodeia. Nossa contribuição não é mais que uma pequena parte da totalidade, mas fazemo-la sabendo que ela traz um elemento vital para a missão que deve cumprir-se.

Nosso pensamento anterior baseava-se na propriedade de sustentação do azul; na realidade o azul é um composto de radiações que se manifesta em um grau específico, para formar o que descobrimos como a qualidade de sustentação. Existem muitas tonalidades e variedades de azul, e cada uma tem um significado distinto, segundo o grau de radiação. Mas agora estamos enfatizando a radiação básica, que é em si uma qualidade de harmonia e coesão das partículas de energia que compõem o mundo e o mantém em equilíbrio. O azul há de ser, pois a principal qualidade da existência e é por meio dela que a criação se mantém na forma.

Tentaremos definir esta tonalidade específica de azul: é como a cor do céu numa noite em que a luz das estrelas brilha mais; quando tudo está claro, puro, quieto e no entanto em eterno movimento. Também sabemos que esse azul pode ser mais profundo em algumas partes do globo e mais luminoso em outras; que as condições da atmosfera da Terra podem fazê-lo variar visualmente, entretanto, é o grau exato da radiação o que queremos examinar.

Se se pudesse tomar essa tonalidade peculiar e específica de azul e analisá-la, ver-se ia que contém num grau exato de radiação de uma qualidade específica e vida; que reflete a serenidade, imperturbável e permanente qualidade do Criador do Céu e da Terra. Caso fosse substituído o azul pelo vermelho, por exemplo, a Terra se desintegraria no mesmo instante.

21 de maio de 1954

(...) O olho do homem jamais contemplou o verdadeiro azul, que representa a força que o sustenta, apesar de haver respondido a elas, desde o azul mais radiante do céu no verão até o “azul que em inglês se refere a uma condição de depressão em aspectos distintos da mesma cor. Em um ele vê uma qualidade angelical de existência – que o ilumina e o faz feliz; em outro sente um profundo desalento, uma condição paralisante. Assim sendo, responde a distintas qualidades vibratórias dentro da mesma cor.

Se sua mente tivesse sido capaz de reconhecer as qualidades fundamentais na radiação que se descreve como azul, o homem responderia somente a uma qualidade forte, estável, serena, que o manteria nos níveis de consciência em que poderia manifestar um poder de sustentação. Já não estaria sujeito à exaltação em um momento, e à depressão em outro. Estaria sobre sua base de sustentação, mestre e senhor de todas as suas faculdades.
Esse é, pois o significado esotérico da cor conhecida como AZUL, a essência de sustentação da existência.


Vocês perguntam: “Porque que há tantas variações da mesma cor e quais são seus efeitos?”
Não podemos aprofundar-nos sobre as variações das cores, mas podemos adiantar que a aura de um ser que emite a radiação azul estabilizará as forças que a rodeiam e lhes proporcionará um equilíbrio vibratório, sustentando-as e fortalecendo-as e, assim, manifestando o poder inerente á radiação.


O pensamento que deve ser conscientizado e sobre o qual se deve meditar é que a radiação da cor-tom conhecida como azul é o fundamento de toda manifestação, a base ou a radiação que a sustenta; nela podemos estabilizar nossas vibrações para controlar qualquer manifestação surgida por meio do poder de nosso pensamento. (...)

14 de junho de 1954

Hoje queremos compartilhar com vocês outro aspecto das radiações de cor-tom.
Observamos que vocês usam a palavra “som” como equivalente básico da cor. Nós preferimos a palavra tom é aplicável tanto ao som quanto à cor. O som doce de um sino noturno emite uma radiação multicor. Cada tom tem variações em si mesmo. Dessa maneira, tom implica matizes de cor e som.


Uma vez encontrada a substancia sustentadora no interior da Luz, chegamos a conhecer muitas coisas que são ainda um mistério para a mente do ser humano. Encontramos uma base sobre a qual apoiar nossas descobertas: o conhecimento de que a substancia é inesgotável, sempre pronta para ser utilizada pelo homem no grau em que a reconheça e com o grau de radiação indicado pelas cores-tons. Portanto, se escolhemos um azul puro, límpido, como o do céu à noite, podemos amparar-nos em seu poder essencial de sustentação enquanto fazemos experimentos sobre a potencia imanente das radiações de cor-tom tal como se nos apresentam.

Vocês perguntam: “Por que se apresentam, com que razão e objetivo?”
Só podemos dizer que depois de uma solidão que foi como um pesadelo, depois de ter toda a comunicação cortada (ou assim nos parecer) com o mundo das formas, começamos a orar fervorosamente para que nos fosse dada uma razão para estarmos sepultados. Qual era o objetivo? Havia Deus abandonado seus fiéis servidores? Teríamos de permanecer na escuridão pelo resto de nossa existência mortal, sem poder servi-Lo? Tínhamos de ser espancados e chutados, crucificados até a beira da morte sem poder defender-nos de maneira alguma?


Após uma tortura indescritível chegou a resposta – não como esperávamos, mas por meio de uma luz que apareceu num canto de nossa pequena gruta subterrânea. Primeiro era um tremeluzir mínimo, mas, depois, um raio azul claro, claro e brilhante. Rechaçamo-la, a princípio, crendo que fosse alucinação de mentes distorcidas. Mas todos a vimos, todos fomos levados a contemplá-la e a refletir sobre seu significado. Não tinha um brilho não-terreno, mas era claro e forte.

Após semanas de observação converteu-se em um símbolo, uma estrela de esperança, de um azul resplandecente que brilhava na escuridão como um farol a guiar nos para a frente.
Assim era o símbolo que nos foi dado e assim fomos preparados para o que viria. (...)


(....) Pensamento: Se o homem percebesse que a paz é uma qualidade imanente a mete de Deus – se percebesse que ela tem cor e tom em grau equilibrado e se irradia através dos éteres por intermédio de dedicados servidores, conhecidos como portadores da luz, para que possa ser absorvida como alguém, absorve o sol, pela receptividade a ele -, então o homem poria fim às suas tendências bélicas e se tornaria uno com a qualidade de paz presente na radiação.(...)

20 de novembro de 1954

(...) Nossa morada subterrânea, que se estende muito além da conhecida pelos que nos encarceraram, foi sendo completamente iluminada por uma qualidade de luz azulada capaz de adotar uma ampla gama de tons segundo nossos pensamentos ou em resposta a nossas palavras. Isso parecia comprovar que induzíamos, por meio de nossas formas-pensamentos ou por nosso tom de voz, certos reflexos de luz, que só mudavam quando mudávamos a qualidade principal das projeções de nosso pensamento.

Por exemplo, o desespero ou os pensamentos sombrios e melancólicos levam consigo um colorido cinza-escuro pesado; as saudades do mundo externo, luzes verde-amarronzadas perturbadoras e muito inquietantes. Condições físicas de dor ou falta de descanso refletiam-se como uma luz sulfurosa que desprendia, além de cor, odor.

Se o tom de nossas vozes era débil, incerto, ou se falávamos de carência, de medo, de indecisão ou de qualquer qualidade diferente da representada pela fé, a atmosfera ao nosso redor produzia um zumbido muito irritante, sem harmonia nem ritmo.

27 de novembro de 1954

Os primeiros resultados de nossas descobertas eram negativos porque estávamos preparados somente para o negativo. Realizamos muitas experiências – e a maioria foi aparentemente prejudicial – antes de perceber que existia um imenso campo de pesquisa que nos poderia abrir e que de fato nos abriria novas perspectivas de vida.

A primeira vez que tomamos consciência de sermos os responsáveis pelas condições em que nos encontrávamos foi quando, depois de uma profunda prece e da disposição conjunta de melhorar nossa situação, nos encontramos iluminados por uma Presença, uma grande Presença cheia de cor, que começo a falar-nos. À medida que Ele o fazia podíamos ver Suas radiações.

Eram incrivelmente brilhantes; tanto que não podíamos olhá-las e nos ajoelhamos em nossa gruta escura tomados de reverência e com a premonição de que entravamos no Reino dos céus. Essa crença trouxe consigo a idéia de que estávamos a ponto de deixar para sempre nossos corpos físicos e fomos tomados pelo medo. Suplicamos que nos fosse permitido permanecer em nosso mundo material, por limitado que fosse, até que soubéssemos mais e pudéssemos ser úteis nele. A Presença novamente voltou e falou-nos. Disse-nos que no interior de cada um de nós estava o poder de superar a morte; que podíamos morar em corpos de Luz e levar essa Luz à humanidade, se estivéssemos dispostos a fazer o sacrifício.

Lembrou-nos que havia ido da cruz ao sepulcro, onde permanecera nas trevas, destituído de suas funções corpóreas. Depois nos disse que o Espírito, que Ele conhecia como o Ser Maior, Lhe falou e O admoestou, fazendo-O recordar que havia expulsado demônios, curados enfermos e devolvido a vista a cegos. Ia deixar que Seu poder permanecesse inativo porque não podia atuar com Sua forma física?

Grande prova era a Sua, já que por meio do poder da Palavra tinha de voltar a assumir a forma que havia sido lançada por terra pela assim chamada morte, e provar ao mundo que isso era possível. Começou então a utilizar esse poder, invocando deliberadamente os elementos que compunham o corpo físico. Ele conhecia o poder da Palavra, mas aquela era a prova suprema para Ele.

Continuou visitando-nos e dando-nos detalhes dessa profunda experiência. Ainda temíamos encarar o grande Mestre, mas em cada visita uma corrente de luz invadia-nos e tomávamos consciência de estar vendo uma infinidade de cores maravilhosas na escuridão, de estar ouvindo tons que despertavam e renovavam a vida celular em nosso interior; de que estávamos onde estávamos por um propósito e, até que este se cumprisse, não poderíamos partir.

3 de dezembro de 1954

Passou algum tempo antes que pudéssemos suportar o brilho proveniente de nosso Amado. O ritmo era tal que não podíamos deixar de ajoelhar-nos e muito menos podíamos olhar para a luz que vinha d’Ele. Mas sua doçura e o amor que nos chegava como uma força vital finalmente fortaleceram a vida celular da nossa alma-ser; e, à medida que nos expandíamos sob o resplendor, chegamos a contemplar Suas belas feições e a escutar Sua voz em meio à quietude.

Seu primeiro ensinamento foi o de que estávamos ali com um objetivo específico; de que havíamos sido escolhidos para essa experiência e de que Ele nos ajudaria a compreender as vidas que possibilitaram esta vida. Explicou-nos com palavras simples – em nossa língua – que tínhamos de tentar o que Ele havia conseguido há dois mil anos, para que o homem tivesse uma compreensão da Luz que lhe permitisse viver nela e expressar-se por meio dela.

Disse-nos que Sua vida terrena, tal como é narrada no Novo Testamento, teve o propósito de preparar o homem para essa prova dois mil anos depois. Também nos disse que os registros do Novo Testamento eram incompletos, parciais, mas que, como ele permaneceu, se convertera, através dos séculos, na Palavra para o homem.

Disse-nos ainda que jamais havia abandonado a Terra; que Sua Presença era conhecida por muitos e que aparecia em diversos lugares a fim de ajudar onde fosse necessário, revelando-se em plenitude aos que estavam prontos a buscá-Lo, e levando Sua radiação aos que ainda não podiam vê-Lo. Disse-nos que ao longo dos séculos, desde Sua aparição registrada, havíamos-Lhe servido de muitas maneiras, fazendo Seu trabalho como deveríamos mesmo fazer; que nossa prova era uma prova suprema, pois o que nos era pedido poderia destruir o corpo físico se não percebêssemos que, por maior que fosse a escuridão da Terra, vivíamos na Luz. Também nos disse que não teria podido manifestar-se a nós se não houvéssemos aceitado com fé a radiação que precedeu Sua vinda e que agora nosso trabalho nos seria assinalado dia a dia.

7 de janeiro de 1955

Depois que nosso Senhor e Mestre se apresentou a nós muitas vezes, acostumamo-nos às vibrações e à força resultante que não só iluminava nossa caverna como a enchia com um resplendor tão positivo que éramos transmutados a outro plano de atividade, tomando consciência de que realmente dávamos forma a várias manifestações dos poderes curativos e reconstituintes desse resplendor. Por exemplo, um dentre nós teve durante muito tempo umas chagas que pareciam incuráveis, mas, com as visitas do Mestre e a penetração das vibrações de cor-som em nossa escura morada, as chagas sararam e a pele voltou a ser pura e transparente.

Outro ficou cego e esteve vários dias na escuridão. A visão foi-lhe devolvida e juntos recebemos o batismo do Espírito Santo, que nos permitiu ver os planos internos e desenvolver nosso trabalho através deles. Muitas foram as transformações que ocorreram na mente e no corpo. Nossa vida emocional estabilizou-se e pudemos habitar os reinos internos sem esforço, levando adiante nossas descobertas com clareza e serenidade.

Com o tempo descobrimos como utilizar as substâncias solares e foi-nos permitido fazer experiências em áreas até então desconhecidas. Vimos que a vida das aves respondia com rapidez, tinha um ritmo vibrante. Treinamos pássaros de modo a responderem aos nossos experimentos. Alguns se converteram em mensageiros, levando o resplendor a nossos companheiros encarcerados na superfície. Outros enviamos para longe em missões misericordiosas, levando consigo a luz curadora.

Foram-nos mostrados imensos campos com árvores pequenas e raquíticas, e terrenos onde a vida não podia desenvolver-se. Cuidadosamente fizemos testes com a Substância Solar e obtivemos como resposta árvores verdes e totalmente crescidas, ervas, flores e uma vegetação até então desconhecida para nós. Esse campos de testes na superfície da Terra logo poderão ser revelados, para que os olhos humanos possam ver a transformação.

4 de fevereiro de 1955


( ...) Foi um lento processo, em que não era possível medir o tempo; mas, antes que pudéssemos convencer nossa mente da verdade de que o homem é o criador de seu próprio mundo, tivemos de eliminar da consciência todas as idéias preconcebidas, tudo o que nos mantinha nos padrões do homem mundano, tudo o que nos ligava ao negativo, já que só o positivo respondia às qualidades de tom.(...)

Trechos extraídos do livro:

Um mundo dentro de um mundo, transmissão telepática feita da Rússia pelo grupo X- 7
GRUPO X- 7 - pgs. 30, 31, 32, 33, 34, 35, 43,44, 45, 46, 47, 48, 49.
Ed. Pensamento - 1994


Nova edição:
Um Mundo Dentro de Um Mundo
Grupo X7
Série:
Editora: Irdin
Idioma: Português
1ª edição
156 páginas 13,2x19,4 cm
Publicado em 2008
publicado por conspiratio às 21:07
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 18 de Maio de 2008

UFO: DOCUMENTOS BRITÂNICOS

.
.

Ufo: Documentos Britânicos Liberados

:: Acid ::


LONDRES - Os homens eram controladores de tráfego aéreo. Experimentados, tranqüilos, profissionais. Ninguém estava bebendo. Mas eles estavam tão preocupados sobre perder seus trabalhos que exigiram que seus nomes fossem mantidos fora do relatório oficial.
Eles sabiam que ninguém acreditaria que um objeto voador não identificado teria aterrissado no aeroporto que eles estavam vigiando, no leste da Inglaterra, e depois decolado novamente em alta velocidade. Mas foi isso que eles reportaram ter acontecido às 4 da tarde em 19 de abril de 1984.

O incidente é uma das centenas de relatos de avistamentos contidas em mais de 1.000 páginas de documentos ex-secretos sobre OVNIs que foram abertos ao público nesta quarta-feira, pelo Arquivo Nacional da Inglaterra. É um do poucos que nunca foi explicado.

O "Relatório de Fenômeno Aéreo Incomum" feito pelos controladores, provém de um aeroporto pequeno não especificado, próximo à costa leste da Inglaterra. Os homens, cada um com mais de oito anos no trabalho, descrevem como eles estavam ajudando a guiar um avião pequeno para uma aterrissagem na pista 22, quando eles foram distraídos por um objeto fortemente iluminado, aproximando-se de uma pista diferente sem autorização.

"Todo mundo ficou ciente que o objeto era não-identificado", diz o relatório. SATCO (nome de código para um controlador com experiência de 14 anos) relatou que o objeto entrou "em velocidade", fez um pouso rápido (touch and go) na pista 27, então decolou em uma "velocidade maravilhosa" em "subida próxima à vertical".

O incidente é um dos mais críveis dos arquivos públicos, porque foi relatado por controladores de tráfego, disse David Clarke, um perito em OVNI que trabalhou com o Arquivo Nacional. "Eles estavam absolutamente surpresos", diz. "Era um objeto brilhante, circular, piscando em cores diferentes, e depois que aterrissou desapareceu em velocidade fantástica. O relatório vem de pessoas muito qualificadas, e é um do poucos que permanecem inexplicados".

Mas, enquanto existem alguns casos inexplicados nos documentos, não existe nenhum relatório de que o Ministério de Defesa tenha achado qualquer evidência de atividade alienígena ou astronave alienígena, disse Clarke, que todavia espera que as teorias da conspiração sobre um encobrimento de OVNIs pelo Ministério de Defesa britânica persistam. "O Ministério de Defesa não tem qualquer evidência que nossas defesas foram quebradas por aeronave alienígena", disse Clarke. "Eles nunca acharam uma, nem pedaços de uma. Isto é tudo que nós podemos dizer".
Clarke disse que os documentos lançados, lidando com o final de 70 e começo dos anos 80, são o primeiro grupo em uma série que será tornada pública nos próximos anos.

O Arquivo Nacional está liberando esses arquivos por causa da lei de liberdade de informação e houve muitos pedidos de informações sobre documentos oficiais do governo sobre OVNIs. Os oficiais disseram que os nomes de muitos indivíduos foram escurecidos para proteger suas privacidades e também que os arquivos foram revisados para ter certeza que sua publicação não comprometa a segurança nacional.

O Ministério da Defesa indica nos arquivos que as investigações sobre OVNIs só foram feitas para ter certeza de que nenhuma aeronave inimiga tenha entrado ilegalmente no espaço aéreo britânico. Isto era crucial durante a Guerra Fria, quando aviões russos representavam uma ameaça. Os oficiais disseram que eles não tentaram resolver enigmas sobre ÓVNIS, uma vez que um ataque de inimigos tenha sido descartado.
Traduzido da
Associated Press

Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix). "Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto. Não acredite em nada do que eu escrever. Acredite em você mesmo e no seu coração."
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=7453&onde=2
.
tags:
publicado por conspiratio às 18:20
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

TIBET - O SAGRADO NO EXÍLIO

Por outro lado, esta invasão está ajudando a espalhar o conhecimento budista aos quatro cantos do planeta. Mas o massacre de todo tipo de vida que habitava por lá, não tem compensações.


O SAGRADO NO EXÍLIO

http://bethtoth.blog.uol.com.br/


FREE TIBET



O Sagrado está no exílio desde a ocupação hedionda do Tibet pelo governo comunista da China, a camarilha vermelha. Destruíram templos lindíssimos, monges foram assassinados, humilhados e degradados, para deleite dos sádicos materialistas. Agora é a hora de nos unirmos em prol da libertação do Tibet, que fica no Nepal e não na China. O Dalai Lama está refugiado na Índia.



O SAGRADO ESTÁ NO EXÍLIO. O filme "7 Anos no Tibet" mostra perfeitamente o que aconteceu com a cultura e com a população do Tibet. E é com o Brad Pitt (hehehe).



http://www.avaaz.org/ . Site da organização AVAAZ, significa VOZ, que está reunindo assinaturas para o governo chinês dialogar . Assine. *



Eu proponho o boicote às Olimpíadas até a libertação do Tibet. Vocês sabiam que os produtos "R$1,99" made in China é fruto de trabalho escravo ? Alguém já ouviu de um chinês do povo que ele acha do regime comunista? Mas se falar ele pode ser assasssinado.



Totalitarismo, tanto de direita quanto de esquerda, ou seja , uniformização, é contrário à ordem cósmica, a vida é abundante em variedade, Deus gosta de variedade. O normal é na verdade o habitual , o neurótico é um padrão e o sadio não tem padrão.


*Em português: http://www.avaaz.org/po/



.
publicado por conspiratio às 17:34
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

O ESPÍRITO É UMA REALIDADE E UM PODER

.
.

Texto de Joel S. Goldsmith
Durante muitos anos, eu mesmo fui incapaz de descobrir qualquer razão para ter nascido. Outros podem não ter tido essa experiência, mas num período de minha existência eu tinha de achar alguma razão para viver. Além do mais, ao olhar ao redor, eu me perguntava por que outros homens e mulheres estavam vivendo – trabalhando oito, nove, dez horas, tendo por única recompensa um lugar para dormir e, finalmente, um buraco onde se enterrar. Isso não parecia ter muito propósito ou significado. Agora, vejo o que a vida pode ser, quando elevada acima do sentido mortal, humano, finito e físico – quando a consciência se expande e temos a visão uns dos outros como seres espirituais. Encontramos uma felicidade no companheirismo humano, até então desconhecida.

Isso acontece quando vemos através da luz espiritual, não através dos óculos escuros do aspecto humano. De fato, eu sei quanto ao companheirismo secreto que vivenciei, que todos os que existiram como indivíduos – Deus manifestando-Se como ser individual – todos eles ainda existem. Eles não só existem mas comungam conosco; eles moram temporariamente conosco. Não estamos conscientes disso até que abrimos o centro espiritual de nosso ser e os encontramos lá. Nós não temos consciência de sua existência, porque eles não existem como mortais; eles não existem como seres humanos; eles nem mesmo existem como espíritos mortos ou como espíritos dos mortos. Eles existem como eu existo, como ser individual, mas como seres individuais que sempre viveram e nunca morreram. Neste plano mais elevado de consciência, você nunca encontrará aqueles que vi­veram e morreram; eles sempre são imortais. Você os encontrará em sua imortalidade e não no sentido humano de masculinidade e feminilidade.

O trabalho de cura, que é a prova de nosso trabalho e da retidão da mensagem, toma-se mais fácil, menos trabalhoso e muito mais produtivo, assim que percebemos a natureza espiritual do Você que você é e do Eu que eu sou, assim que aprendemos largar o sentido físico da existência. Agora, tudo isso pode parecer abstrato ou absoluto; mas, por favor, acredite em mim, não é. Isso é possível bem aqui, no nível onde você está agora e onde eu estou agora; e trazido à manifestação e à expressão no grau em que você e eu percebemos que nossa função neste trabalho não é simplesmente tomar um corpo físico mais saudável, ou tornar uma bolsa mais rica. À medida em que você se eleva acima desse estágio de trabalho,você não centrará mais seu pensamento no plano material de satisfação­ – no plano físico, mental , ou mesmo no financeiro. Não, você começará a pensar no significado espiritual do ser individual e no significado da pro­visão espiritual, e encontrará um mundo totalmente novo. Este mundo novo aparecerá aqui como o aperfeiçoamento de aspectos humanos. Apa­recerá como o aperfeiçoamento de um corpo ou de uma bolsa, mas não será o aperfeiçoamento de qualquer coisa, e você saberá disso. Você considerará que esses efeitos externos não têm nenhuma importância, porque saberá que eles são apenas a tradução da lei divina em termos humanos.

Assim que você abrir a consciência ao influxo, descobrirá que o Espírito irá realmente à sua frente e fará para você o que você humanamente esperou fazer. Finalmente, descobrirá que não raro terá muito a fazer sob o aspecto humano – que sempre o Espírito irá à sua frente para tornar retos os caminhos tortuosos, para fazer estas coisas que, até agora você pensou que teria de fazer. O Espírito é uma realidade. O Espírito é um poder. Até agora nós simplesmente falamos: mas, daqui em diante, temos que realmente suscitá-lo e observá-lo a trabalhar.

O Espírito é Deus; o Espí­rito é a verdade; o Espírito é onipresente, onisciente e onipotente. Uma vez que tenhamos o sentimento consciente da Presença, Ela viverá nossas vidas. Mas deve haver a comunhão consciente. Deve haver a união ou conciliação conscientes. Deve haver uma percepção consciente da Presença e tudo acontece através da abertura de consciência à Verdade, através da meditação, de uma forma ou de outra.

JOEL S GOLSMITH
do livro: AS PALAVRAS DO MESTRE
.
tags:
publicado por conspiratio às 22:25
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CAUSAS DO CAOS BRASILEIRO...

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. UM POUCO SOBRE ABDUÇÃO E ...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. BLOSSOM GOODCHILD E A NAV...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. CONTRA A CAMPANHA CONTRA ...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. VOAR É COM OS PÁSSAROS?

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. AGENDAS DE DOMINAÇÃO GLOB...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. 3 elites globalistas(6)

. a corporação(9)

. acobertamento(13)

. agenda illuminati(13)

. alex jones(8)

. amor(20)

. animais(29)

. arqueologia proibida(4)

. atenção(7)

. auto-realização(33)

. autoritarismo(7)

. bancos terroristas(8)

. benjamin fulford(5)

. bíblia(7)

. big pharma(12)

. bilderberg(8)

. budismo(24)

. calar a democracia(5)

. censura da internet(15)

. cérebro(22)

. codex alimentarius(15)

. comunismo(13)

. concentração(14)

. consciência(7)

. conspiração(94)

. conspiração antidemocrática(6)

. conspiração financeira(11)

. controle da informação(17)

. controle da internet(22)

. cura(25)

. daskalos(7)

. david icke(9)

. denúncia(10)

. depopulação(6)

. despopulação(8)

. deus(10)

. ditadura(14)

. ditadura através da mentira(6)

. ditadura através da saúde(11)

. documentários ufológicos(7)

. ecologia(35)

. educação(7)

. ego(25)

. engenharia social(9)

. ensonhar(11)

. eqm (experiência de quase-morte)(12)

. extraterrestre interferência(11)

. filosofia(6)

. globalistas(5)

. goldsmith(8)

. google(9)

. governo oculto(31)

. gripe suína(8)

. história(17)

. história da nom(5)

. illuminati(54)

. integração(9)

. internautas conheçam seu poder(6)

. internet censura(11)

. intraterrestres(8)

. jesus(8)

. krishnamurti(13)

. lei cala-boca da internet(5)

. liberdade(8)

. livre-arbítrio(6)

. manipulação da informação(13)

. manipulação da mente(8)

. manipulação das massas(8)

. medicina natural(10)

. mentecorpo(5)

. microchip(7)

. milton cooper(7)

. monsanto(6)

. movimento revolucionário(9)

. neurociência(20)

. nom(43)

. nova ordem mundial(83)

. obama(7)

. olavo de carvalho(31)

. poder da internet(5)

. poder da mente(97)

. poder das farmacêuticas(5)

. política(16)

. predadores da humanidade(16)

. problema-reação-soluçao p-r-s(7)

. profecias(9)

. project camelot(11)

. psicanálise(5)

. pt(9)

. rauni kilde(6)

. realidade(7)

. rockefeller(7)

. saúde(19)

. sonho lúcido(22)

. totalitarismo(9)

. totalitarismo global(9)

. ufo(46)

. universo(16)

. vida(31)

. xamanismo(15)

. todas as tags

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.links

.links

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO