Domingo, 28 de Dezembro de 2008

O MÍTICO CONDE DE SAINT GERMAIN

.
.



Saint Germain - o mítico e o místico

por Gilberto Gonçalves

"O Conde de Saint Germain foi certamente o maior adepto oriental que a Europa viu nestes últimos séculos"Helena Petrovna Blavatsky (Theosophical Glossary)

Em seu livro sobre o filósofo e místico Saint Germain, a escritora Isabel Cooper-Oakley insere no seu Capítulo I esta citação de Blavatsky, que expressa o pensamento dessa figura antológica que foi, e ainda é, considerada a mais extraordinária médium de todos os tempos
.
Helena Blavatsky foi uma criatura estranha a esse mundo, onde viveu encarnada por 60 anos, de 1831 a 1891. Ela nunca se sentiu muito à vontade no seu papel de canal dos Mestres, mas cumpriu a sua missão, é verdade que, não sem resmungos e protestos.
.
Em seu livro A Chave da Teosofia, ela relata que nos últimos 25 anos de cada século, os Mestres procuram ajudar o progresso espiritual da humanidade, estimulando o surgimento de intensos e expansivos movimentos espirituais. Esses movimentos são liderados por seres que têm a missão de passar conhecimentos ocultos e acelerar o processo de evolução da humanidade.

Dentre essas figuras, Blavatsky considerava Saint Germain o maior de todos os adeptos, afirmação que certamente seria inspirada por seus Mestres, que com ela conversavam em tempo quase integral.

O Coronel H.S. Olcott, que foi o 1º presidente da Sociedade Teosófica, escreveu um artigo no The Theosophist Journal, em sua edição de 1905, em que comparou os dons e os poderes místicos de Blavatsky aos de Saint Ger
main.Olcott se refere a Saint Germain como uma das figuras mais impressionantes e admiráveis da história moderna. E ressalta a sua vocação de viver entre o esplendor das mais brilhantes cortes européias, sobressaindo-se acima de reis, nobres, filósofos, estadistas e homens de letras, na majestade de seu caráter pessoal e na profundidade dos seus conhecimentos, não somente dos mistérios da Natureza, mas também da literatura de todos os povos e épocas.

A menção feita por Olcott ao livro de Isabel Cooper-Oakley, O Conde de Saint Germain, como fonte de suas ideações e convicções, levou-me à minha biblioteca, onde guardo essa obra literária como se resguarda uma obra sagrada. Li e reli diversos trechos que me ajudaram a melhor acompanhar as alusões feitas por Olcott, aos feitos de Saint Germain e às suas semelhanças que ele, Olcott, buscou identificar com tudo que estava acostumado a testemunhar no seu convívio com Blavatsky.

Em seu livro, a Sra. Cooper-Oakley destaca o prazer que o Conde sentia
de confundir a nobreza da corte de Luis XV, e mais tarde de Luis XVI, com seus títulos de nobreza e nomes assumidos , sem que fosse possível confirmar suas origens e descendências. E o que mais intrigava a todos era o fato de que o Conde parecia imune ao tempo, circulando na corte francesa com a mesma aparência, como menciona a Sra. Cooper-Oakley, apoiada no testemunho da Mme. d'Adhemar em seu Souvenirs sur Marie Antoinette, escrito em 1836.

Entre 1710 e 1822, o Conde mantinha a aparência de um homem de 50 anos, se apresentando sob diversos nomes e títulos de nobreza, como Marquês de Monferrat, Conde Bellamarre ou Aymar, em Veneza; Cavalheiro Schoening, em Pisa; Cavalheiro Weldon, em Milão e Leipzig; Conde Soltkoff, em Gênova e Livorno; Conde Tzarogy, em Schwalbach e Triesdorf; Princípe Ragoczy, em Dresden e Conde de St. Germain, em Paris, Haia, Londres e São Petesburgo.

Um escritor contemporâneo do Conde assim o descrevia :"Ele parece ter cerca de 50 anos, não é gordo nem magro, tem uma agradável expressão intelectual, veste-se com muita simplicidade, mas com bom gosto; usa os melhores diamantes em sua caixa de rapé, no relógio e nas fivelas. Grande parte do mistério de que se rodeia deve-se à sua liberalidade principesca. Dizia-se que ele falava inglês, alemão, italiano, português e espanhol muito bem, e o francês, com sotaque piemontês".

A sua ascendência era inteiramente desconhecida, havendo muitas especulações, mas nenhuma certeza. Nobre, filho natural de um rei de Portugal ou de um princípe da Transilvânia, ou talvez descendente de um banqueiro espanhol ou de um coletor de impostos de Rotondo. Muitas suposições, nenhuma confirmação.
Na corte francesa, ele aparecia na casa de Mme. Pompadour, com a mesma aparência que tinha quase 50 anos atrás, quando vivia em Veneza, por volta de 1710. Uma velha condessa perguntou-lhe se fora o pai dele que ela conhecera naquela época, em Veneza, e o Conde respondeu-lhe com absoluta naturalidade e despreocupação : "Não, madame, há muito tempo perdi meu pai. Eu mesmo vivi em Veneza, e tive a honra de cortejá-la na época. A senhora foi muito gentil e costumávamos cantar juntos".

A senhora condessa alegou que aquilo era impossível, pois o Conde deveria ter, então, a mesma idade que tinha agora, em torno de 45 anos. O Conde não se fez de rogado, e respondeu-lhe : "Madame, eu sou muito velho". E era assim que ele circulava pelos salões dos palácios, fazendo-se protegido dos reis, amados pelas damas da corte e invejado
s pelos ministros e secretários.

Um dia, ele tentou salvar o reino da derrocada, alertando Maria Antonieta do perigo que se aproximava. Mas, tudo em vão, as intrigas e as maledicências contra o Conde fizeram-no se afastar da França, e avisar à sua amiga Mme. d'Adhemar que "não posso fazer nada, minhas mãos estão atadas por alguém mais forte do que eu... Está tudo perdido, condessa! Este sol é o último que cairá sobre a monarquia. Amanhã ela já não existirá mais, o caos prevalecerá, haverá uma anarquia sem igual..."Assim eram as aparições dessa figura mística e poderosa, que antecipava os acontecimentos e que enxergava o futuro como se para ele não existissem nem espaço, nem tempo.

Olcott, em seu artigo, cita ainda o registro feito pela conceituada Correspondance Littéraire, que considerava o Conde de Saint Germain "o homem mais ilustrado que jamais se vira".

"Ele conhecia todas as línguas, toda a história, toda a ciência transcendental; não aceitava presentes ou patrocínios, e recusava todas as ofertas disto, dava prodigamente, fundou hospitais, e trabalhava sempre, e sempre arduamente, pelo benefício da raça."

"Temos várias descrições da aparência pessoal do Conde de Saint-Germain, e embora elas difiram um pouco nos detalhes, todas o descrevem como um homem de saúde radiante, e de inalterável cortesia e bom-humor. Suas maneiras eram a perfeição do refinamento e da graça".

"Era consenso quase universal que ele tinha uma graça e cortesia de maneiras encantadoras. Ele apresentava em sociedade, além disso, uma grande variedade de dons, tocava vários instrumentos musicais excelentemente, e às vezes demonstrava faculdades e poderes que beiravam o misterioso e o incompreensível. Por exemplo, um dia ele lhe tinha ditado os primeiros vinte versos de um poema, e os escreveu simultaneamente com ambas as mãos em duas folhas separadas de papel – e ninguém presente poderia distinguir uma folha da outra".

"As histórias da época todas falam de Saint-Germain e do importante papel desempenhado por ele na política do momento de mais de um reino. Assim é dito que ele teve muito a ver com a ascensão da Imperatriz Catarina ao trono da Rússia. Ele foi amigo íntimo de Frederico o Grande da Prússia, de Luís XV da França, do Landgrave de Hessen, e de vários príncipes e de outros grandes nobres. Por muitos anos ocupou um grande lugar no pensamento público de várias cortes e nações, mas, de súbito, no ano de 1783, desapareceu da vista pública com o mesmo mistério cercando sua retirada de cena que cercara sua aparição. Não temos registro de seu destino, além da declaração de seu amigo, o Príncipe de Hesse-Cassel, de que ele falecera em 1783, durante alguma experiência química em Eckenford, perto de Schleswig. Não há absolutamente nenhum registro histórico da doença final ou morte deste homem que, por tantos anos, agitou as cortes européias, nem uma só palavra sobre a destinação de sua alegada fortuna colossal, em gemas e ouro, que ele sempre tinha consigo. Como diz Léclaireur: "Um homem que teve uma carreira tão brilhante não pode se extinguir tão subitamente de modo a cair no esquecimento". (H.S.Olcott)

"Além disso, como o mesmo autor diz: "É relatado que ele teve uma entrevista com a Imperatriz da Rússia em 1785 ou 1786. É relatado que ele apareceu à Princesa de Lamballe quando ela estava diante do tribunal revolucionário, logo antes que cortassem sua cabeça, e para a amante de Luís XV, Jeanne Dubarry, enquanto ela esperava o golpe mortal, em 1793. A Condessa d’Adhémar, que morreu em 1822, deixou uma nota manuscrita, datada de 12 de maio de 1821, e presa com um alfinete ao manuscrito original, onde diz que "vira o Sr. de Saint-Germain diversas vezes depois de 1793, a saber, no assassinato da Rainha (16 de outubro de 1793); no 18 Brumário (9 de novembro de 1799); no dia seguinte à morte do Duque d’Enghien (1804); no mês de janeiro de 1813; e na véspera da morte do Duque de Berri (1820)". Deve ser observado paralelamente que estas últimas visitas à sua amiga, a Condessa, depois de seu desaparecimento de Hesse-Cassel e sua suposta morte, podem ter sido feitas da mesma maneira que a do Mestre a mim mesmo em Nova Iorque – no corpo astral projetado; pois temos, no artigo da Srª. Cooper-Oakley, uma citação das Memoirs de Grafer, a declaração de que Saint-Germain disse a ele e ao Barão Linden que deveria desaparecer da Europa por volta do final do século XVIII, e mudar-se para uma região dos Himalaias, acrescentando: "Vou descansar; eu preciso descansar. Exatamente em oitenta e cinco anos as pessoas novamente porão os olhos sobre mim. Adeus, eu vos amo". A data desta entrevista pode ser deduzida aproximadamente de um outro artigo no mesmo volume, onde é dito: "Saint-Germain esteve em Viena no ano de 1788, ou 1789, ou 1790, onde tivemos a inesquecível honra de encontrá-lo". Se tomarmos a primeira data, então oitenta e cinco anos nos trariam a 1873, quando H.P.B. veio a Nova Iorque para me encontrar; se tomarmos a segunda, então oitenta e cinco anos coincidem com nosso encontro em Chittenden; se a terceira, isso marca a data de fundação da Sociedade Teosófica e o início da escrita de Ísis sem Véu, em cujo trabalho, como já disse, estou persuadido de que Saint-Germain foi um dos colaboradores." (H.S.Olcott)

Olcott via uma similaridade muito grande entre os dons de Blavatsky, a quem conhecia muito bem, e do Conde de Saint Germain, a quem só tinha acesso através dos relatos históricos daqueles que com ele conviveram, ainda que sem entenderem de fato com quem estavam lidando.

O misterioso Conde de Saint Germain, após exercer sua influência junto ao reino francês, numa vã tentativa de evitar a revolução que derrubou a monarquia, despediu-se do século XVIII, e veio a reaparecer no século seguinte na Alemanha. Os movimentos teosófico e maçônico devem a Saint Germain o impulso que tomaram e a influência que exerceram numa época em que o materialismo ameaçava as sociedades da época.
Um plebeu ou um nobre, um mito ou um místico, um adepto e mais tarde um Mestre, todas as imagens se enquadram na figura memorável desse ser iluminado, sábio e poderoso, gentil e bem humorado, educado e galanteador.Não se pode falar do Mestre Saint Germain, Senhor do Sétimo Raio, sem lembrar os passos do adepto, servindo à Lei, fiel à sua missão, mesmo quando já sabia que de nada adiantaria a sua tentativa de mudar os rumos da história.Aqueles que exaltam o Mestre, invocando os poderes da Chama Violeta, e louvando-o como o Senhor da Nova Era, o novo avatar, deveriam refletir sobre a jornada humana do Adepto, e se espelharem no respeito que o Conde tinha por suas obrigações humanas. Ele tudo poderia conseguir sem muito esforço, e até fazia isso, mas não poderia mudar o destino traçado pela Lei, pois como ele dizia para Mme. d'Adhemar "nada poderia ser feito, porque alguém mais poderoso já havia decidido ".

A beleza e a nobreza dos gestos desse Mestre são exemplos para todos nós, que buscamos a ascensão espiritual, e que, ingenuamente, imaginamos que para tanto devemos abandonar as nossas tarefas humanas e os nossos esforços físicos, para viver em contemplação à espera da iluminação.

O Mestre St. Germain é um exemplo de ascensão por mérito, mediante um trabalho ordenado e disciplinado.

O Conde já possuía poderes, mas tratava de fazer a sua parte, agindo no plano físico e procurando mudar o comportamento dos seus pares, como qualquer criatura humana, lidando com ganaciosos e traidores. Como um novo Cristo, um avatar da Nova Era, ele fez a sua peregrinação nas ricas cortes da nobreza, e não junto aos pobres e doentes, como o fizera antes o Mestre Jesus, senhor da Era de Peixes.

Os Mestres são, em princípio, seres que já atingiram um elevado padrão de expansão da consciência, mas que, assim como qualquer um de nós, tiveram deveres a cumprir, antes de saírem dos seus corpos físicos, e passarem a atuar em planos sutis e ocultos, fora da percepção humana.
Saint Germain deve ser visto e admirado como esse ser que age junto à humanidade, bem perto de cada um de nós, acompanhando os nossos erros e louvando os nossos acertos. Ele sabe muito bem reconhecer nossos valores e as dificuldades que enfrentamos, mergulhados em questionamentos diários, pois há bem pouco tempo, há somente 2 ou 3 séculos atrás, ele trabalhava entre nós, com os pés no chão e a mão na massa.

E por sabê-lo meu Mestre, e pela honra de haver sido por ele aceito como seu discípulo, sinto agora, com esta postagem, uma sensação de dever cumprido, um sentimento talvez difícil de ser definido, tão difícil quanto as tentativas de explicar suas origens e seus poderes, quando ainda encarnado como Conde de Saint Germain.

Deixo esta minha reflexão final, como uma invocação de final de ano, e uma saudação pelo ano 11 que se aproxima, um ano de mestre.


http://brasilan.blogspot.com/2008/12/saint-germain-o-mtico-e-o-mstico.html

.
publicado por conspiratio às 22:18
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. Yoani Sanchez dissidente...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. O DESEJO IRRESPONSÁVEL DE...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A CONSPIRAÇÃO DO FORO DE ...

. A LISTA DE CLINTON - ESTR...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

. CAUSAS DO CAOS BRASILEIRO...

. CONSPIRAÇÃO DO FORO DE SA...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. ABORTISMO SENDO INSTALADO...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO,

. O PROBLEMA É O FORO DE SÃ...

. ORVIL - TENTATIVAS DE TOM...

. CONSPIRAÇÃO CONTRA A CIVI...

. RITALINA E OUTRAS DROGAS ...

. O EX-REVOLUCIONÁRIO DOSTO...

. UM POUCO SOBRE ABDUÇÃO E ...

. FINS E MEIOS, BEM E MAL,...

. PRIORADO DE SIÃO E A NOV...

. SE NÃO INVESTIRMOS EM CON...

. CONGRESSO QUER MANDAR NO ...

. COREIA, NOVA ORDEM MUNDIA...

. BLOSSOM GOODCHILD E A NAV...

. AGRICULTOR EM GUERRA CONT...

. CONTRA A CAMPANHA CONTRA ...

. OPRIMIR O CIDADÃO COM LEI...

. MANIPULAÇÕES DA LÓGICA, D...

. EXTINGUINDO A PROFISSÃO D...

. KARL MARX , ADAM WEISHAUP...

. CONTROLE E MAIS CONTROLE ...

. UFO OU MÍSSEL ATINGE "MET...

. LÚCIFER E A REVOLUÇÃO

. HIPNOSE PELA TV - DAVID I...

. FORMAÇÃO DO IMBECIL COLET...

. VOAR É COM OS PÁSSAROS?

. OS BILDERBERGERS/ILLUMINA...

. QUEM MANDA NO MUNDO

. O ILLUMINATI OBAMA SE DÁ ...

. ARIZONA WILDER REFUTA DAV...

. QUEM MATOU AARON SWARTZ?

. AGENDAS DE DOMINAÇÃO GLOB...

.arquivos

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. 3 elites globalistas(6)

. a corporação(9)

. acobertamento(13)

. agenda illuminati(13)

. alex jones(8)

. amor(20)

. animais(29)

. arqueologia proibida(4)

. atenção(7)

. auto-realização(33)

. autoritarismo(7)

. bancos terroristas(8)

. benjamin fulford(5)

. bíblia(7)

. big pharma(12)

. bilderberg(8)

. budismo(24)

. calar a democracia(5)

. censura da internet(15)

. cérebro(22)

. codex alimentarius(15)

. comunismo(13)

. concentração(14)

. consciência(7)

. conspiração(94)

. conspiração antidemocrática(6)

. conspiração financeira(11)

. controle da informação(17)

. controle da internet(22)

. cura(25)

. daskalos(7)

. david icke(9)

. denúncia(10)

. depopulação(6)

. despopulação(8)

. deus(10)

. ditadura(14)

. ditadura através da mentira(6)

. ditadura através da saúde(11)

. documentários ufológicos(7)

. ecologia(35)

. educação(7)

. ego(25)

. engenharia social(9)

. ensonhar(11)

. eqm (experiência de quase-morte)(12)

. extraterrestre interferência(11)

. filosofia(6)

. globalistas(5)

. goldsmith(8)

. google(9)

. governo oculto(31)

. gripe suína(8)

. história(17)

. história da nom(5)

. illuminati(54)

. integração(9)

. internautas conheçam seu poder(6)

. internet censura(11)

. intraterrestres(8)

. jesus(8)

. krishnamurti(13)

. lei cala-boca da internet(5)

. liberdade(8)

. livre-arbítrio(6)

. manipulação da informação(13)

. manipulação da mente(8)

. manipulação das massas(8)

. medicina natural(10)

. mentecorpo(5)

. microchip(7)

. milton cooper(7)

. monsanto(6)

. movimento revolucionário(9)

. neurociência(20)

. nom(43)

. nova ordem mundial(83)

. obama(7)

. olavo de carvalho(31)

. poder da internet(5)

. poder da mente(97)

. poder das farmacêuticas(5)

. política(16)

. predadores da humanidade(16)

. problema-reação-soluçao p-r-s(7)

. profecias(9)

. project camelot(11)

. psicanálise(5)

. pt(9)

. rauni kilde(6)

. realidade(7)

. rockefeller(7)

. saúde(19)

. sonho lúcido(22)

. totalitarismo(9)

. totalitarismo global(9)

. ufo(46)

. universo(16)

. vida(31)

. xamanismo(15)

. todas as tags

.favorito

. NÃO AO MARCO CIVIL DA INT...

. INVASÃO CUBANA - PROGRAMA...

. PAPA FRACISCO: UM COMUNI...

. GOVERNO TEM PRESSA PARA C...

. FORO DE SÃO PAULO É O PRO...

. TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO E ...

. NOVA ORDEM MUNDIAL ESTÁ P...

. COMUNISMO SE CURA COM VER...

. A HISTÓRIA SECRETA DE ANA...

. A EDUCAÇÃO MORREU?

.links

.links

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO

.DAVID ICKE - PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO - a mais poderosa técnica de manipulação das massas

.EXPANDIR A CORRUPÇÃO É ESTRATEGIA REVOLUCIONÁRIA - OLAVO DE CARVALHO